O discurso de António Sampaio Nóvoa no 10 de junho

Um claro erro de casting. É certo que ninguém ouve os discursos no dia 10 de junho, mas este já é um vírus a massacrar os que o convidaram.

Comments

  1. MAGRIÇO says:

    Não costumo ouvir os discursos de circunstância destas ocasiões, mas, por acaso, tinha o rádio ligado e as primeiras palavras de Sampaio da Nóvoa deram logo a indicação de que o seu discurso estava longe de ser de circunstância. Na verdade, foi uma verdadeira pedrada no charco da mediocridade governamental. Enfatizar o conhecimento e a ciência não será, de todo, ir ao encontro das ideias economicistas e miserabiiistas desse grande e inspirado estadista que é Passos Coelho. Deve ter ficado felicíssimo!

  2. Maria de Fátima Bizarro says:

    Eu também não costumo ouvir, porque me dá asco ouvir sempre o mesmo discurso de “conversa mole p’ra boi dormir”. Recebi um telefonema de um irmão para lhe prestar atenção. O discurso de Sampaio da Nóvoa, um homem com um currículo no domínio da Educação, que nenhum membro do governo detém, só pecou, no meu entender, por “puxar a brasa à sardinha” da Universidade, quando devia ser mencionada toda a educação. A leitura de excertos da obra do seu antepassado Alberto Sampaio e de outros contemporâneos mostra como, há décadas, andam alguns portugueses a detectar os nossos erros e quem manda a assobiar para o alto. Tenho pena, muita pena!


    • Ele falou das Universidades e da Educação em geral. Quando se refere a Universidade não se prende com a Unversidade de Lisboa, mas sim Universidade como instituição para todos!

  3. joao says:

    Um discurso inteligente e honesto no meio de tanta bovinidade lusa presente no auditório e extra auditório.

    Não sei se o PR terá entendido.

    o 1º ministro mostrou que entendeu, ou não se sentisse na sua postura física um certo desconforto.

    A. Nóvoa falou daquilo que melhor conhece – a importância do conhecimento e da qualificação dos povos.

    Tivesse falado na vertente da saúde e teríamos o retrato perfeito.

    Conhecimento/Educação e Saúde – duas realidades que estruturam uma sociedade moderna e civilizada ao serviço de todos.

    Duas realidades que estão a ser desmanteladas, depois do esforço de melhoria feito nestes anos todos, depois do 25 de Abril.

    (Como é possível, um resultado de uma biópsia que diagnostica tumor maligno ser conhecido passados 3 meses?)

  4. Luís says:

    Não sei que mal fiz ao cavaco porque devo ser um dos poucos portugueses que ainda não foi condecorado no 10 de Junho!

  5. Joao Cuca says:

    Sim. Dá gosto e transmite ânimo ouvir discurso inteligente . Precisamos de muitos NÓVOAS ,são pessoas que não recorrem à retórica balofa e ao ouvi-lo vamos interiorizando que PORTUGAL tem futuro . Precisamos sim de Homens que saibam governar com visão e inteligência . Infelizmente somos mediocres nas soluções . Como disse Fernado Pessoa – é preciso cumprir Portugal !!!O futuro está aí e a tarefa á árdua . Já arregacei as mangas , fui tocado pela mensagem do Ilustre Professor . Obrigado professor Nóvoa pelo melhor discurso académico que até hoje ouvi .
    jc

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.