Foi por amor

Passos e Portas terão concretizado os votos perante Cavaco:

– “Sim, é nosso mútuo interesse manter este projecto que levará o país à ruína.”

– “Interesse?”, perguntou o Homem da Maria, acrescentando:

– “Mas, Sr. Portas, o sr. está casado por amor ou por interesse?”

– “Tem que ser por amor, sr. Presidente”. Eu não tenho interesse nenhum nisto”…

Comments


  1. Não sei se há “Concordata” em vigor ???

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.