Foi por amor

Passos e Portas terão concretizado os votos perante Cavaco:

– “Sim, é nosso mútuo interesse manter este projecto que levará o país à ruína.”

– “Interesse?”, perguntou o Homem da Maria, acrescentando:

– “Mas, Sr. Portas, o sr. está casado por amor ou por interesse?”

– “Tem que ser por amor, sr. Presidente”. Eu não tenho interesse nenhum nisto”…

Comments


  1. Não sei se há “Concordata” em vigor ???

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.