As fundações e a cobardia do governo

A longa e polémica história da Fundação do PSD-Madeira que o Governo não extinguiu

Comments


  1. fundações infundadas

  2. Amadeu says:

    Cobardia ? GATUNOS !!

  3. Margarida Alegria says:

    retiraram os apoios a algumas que haviam classificado de melhores, incluindo a que dava o prémio D. Dinis (o tal que a poetisa Maria terresa Horta se recusou a receber das mãos de Passos Coelho). Mantêm tantas das outras das criadas para desorçamentar dinehiros mal gastos…Pois…. 🙁
    Com sua licença, novos Cartoons, sobre cigarras, formigas e outros contos:
    http://margarida-alegria.blogspot.pt/2012/09/cigarras-formigas-e-outros-velhos.html

  4. Fernando says:

    O facto de o governo ser cobarde na área das fundações (por conveniência numas e compadrio noutras) não quer dizer que o Povo tenha de ser conivente nessa “cobardia”!
    E’ nisto que eu sou um inconformado com o Povo. Há mais Pais para alem do TSU.
    Ha muitos outros TSU’s que entram disfarçadamente ou sorrateiramente nos nossos bolsos.
    Por isso, há que vir para a rua sem causar distúrbios forçar o governo a abrir o “leque” das desigualdades.

  5. Alberto Machado says:

    Que raio de país de povo estes!!!
    Uns protestam por o governo não ter retirado o “apoio” financeiro às 800 fundações existentes, outros protestam por o governo acabar com meia dúzia de fundações. Ninguém quer abdicar de nada para se reduzir a despesa pública e os impostos mas também não querem pagar impostos. Então em que é que ficamos?

    • Maquiavel says:

      Os populistas fazem sempre confusäo.
      Critica-se que näo se tenham acabado com fundaçöes inúteis, que apenas existem para os amigos do Governo fugirem aos impostos, enquanto outras de reconhecido valor säo fechadas, porque eram financiadas pelos amigos do Governo.

      • Alberto Machado says:

        Meu caro Maquiavel, para mim Governo e Estado são coisas diferentes. O governo muda mas o Estado permanece. Era suposto este governo “moralizar” o Estado que nos saca impostos pesadíssimos para sustentar toda uma parafernália de instituições chulas mas pelos vistos ninguém quer abdicar de nada. 800 Fundações subsídiadas pelo erário público num país tão pequeno!!! É muita fundação. Vão-se mas é funder todos

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.