Brassed off


Brassed off, lixados, como em pissed off, é um filme duro (parte 1, parte 2) sobre tempos difíceis como aqueles que agora vivemos. O filme tem por fundo o declínio da indústria mineira durante os anos de Thatcher e Major. Passa-se em meados dos anos 90 em “Grimley”, uma versão pouco camuflada da verdadeira  Grimethorpe, aldeia que fora, dois anos antes, declarada pela UE como a mais pobre de Inglaterra. Apesar da crise, os mineiros continuaram a sua  banda de metais, brass, atingindo considerável sucesso. Sem querer estragar o filme a quem o queira ver, destaco apenas o discurso final sobre um governo que destruiu não só uma indústria mas também vidas, a comunidade, os lares, tudo em nome do progresso e por um punhado de tostões.

O vídeo acima, parte do filme, é o adágio do Concierto de Aranjuez de Joaquín Rodrigo, originalmente escrito para guitarra clássica solo mais orquestra filarmónica e aqui adaptado para fliscorno solo (instrumento que usei para me alcunhar) mais orquestra de metais.

Comments

  1. é um filme giro.....mas says:

    mas as minas e os grandes estaleiros que fizeram a grã bretanha grande

    eram obsoletos e quase arruinados nos anos 70 e 80…em 1992 foi a vez da indústria química a favor dos grupos ambientaes

    o governo de tatcher ou de john major foram apenas mais um prego

    numa europa que se desindustrializou e reconcentrou em monopólios a índustria remanescente

  2. de resto em 1988 usava-se mais ffuel para aquecer as casas says:

    que carvão….
    e a indústria do aço concentrou-se no benelux frança e alemanha

    por falar nisso a arcelormittal fechou em frança e foi prós polacos

    tá igual in tutto lado…

  3. de resto em 1988 usava-se mais ffuel para aquecer as casas says:

    os do leste e as cimenteiras angolanas também têm expectativas

    a secil já não tem monopólios eternos

    nem as siderurgias mandam aço para a china…fica mais barato os chineses produzi-lo

    e produzem tante mê deus…mê nã…tê deus…

  4. jorge fliscorno says:

    Direito de opinião não inclui assinar por terceiros. Modere-se, há muito espaço para meter comentários no lugar para onde o anterior foi.

  5. tanto tempo que se perde com tantas parvoíces e inutiliades – isto de COLturas está mesmo mal – quem ensina tantos a serem tão parvos – deviam ir para a AR e governantes e PPS e autarquias – lugar certo e salário a fazer inveja

Trackbacks

  1. […] Arranjo original do 2º andamento “Adagio” do Concerto de Aranjuez para guitarra e orquestra de Joaquin Rodrigo, interpretado pelo solista Eudoro Grade e Orquestra de Bandolins da Madeira sob a direcção do maestro Eurico Martins no Teatro das Figuras em Faro, Algarve. (Outra versão, com metais, aqui). […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s