O acordo ortográfico já não causa impacto

Mesmo depois do chamado acordo ortográfico (AO90), a grafia da palavra “impacto” manteve-se inalterada, uma vez que o c é pronunciado. Simples? Não necessariamente.

Depois da imposição do AO90, surgiram vários erros que raramente ocorriam, sobretudo no âmbito da grafia das chamadas consoantes mudas. Assim, é cada vez mais vulgar ver textos portugueses em que “facto” é erradamente substituído por “fato”, para além de já ter sido possível ler “pato” no lugar de “pacto”.

A ocorrência destes erros tem várias causas e é evidente que o AO90 não é a única. Correndo o risco de cair no pecado do simplismo, penso que tudo começa no facto de haver, ainda, uma iliteracia generalizada, visível em diversas dificuldades de expressão e de compreensão, mesmo entre pessoas com educação superior. No meio deste caldo, o AO90, sendo, para mais, um instrumento deficiente, veio tornar ainda mais difícil a vida de quem já tinha dificuldades em escrever com correcção.

A supressão de consoantes que não são mudas resulta, então, de uma espécie de cópia inconsciente da supressão das chamadas consoantes mudas: uma pessoa ortograficamente insegura, ao querer usar o AO90, irá, facilmente, transformar “facto” em “fato”, porque, por exemplo, “acto” passou a “ato”.

Todos estes fenómenos deveriam ter sido analisados em estudos prévios à criação do AO90, o que foi impedido por um misto de leviandade e desonestidade intelectual de quem o escreveu e de quem o aprovou.

Fernando Venâncio, a propósito deste assunto, resolveu pôr o google a registar as ocorrências de “impato”, termo que, impropriamente, tem surgido em muitos textos, substituindo “impacto”. Passo a citar a nota facebookiana de Venâncio:

Eu não queria acreditar. Mas o Tio Google anda atentíssimo, e pilhou 18.700 ocorrências de “o impato” (se procurar, não se esqueça das aspas).

Mas, dirão os cépticos, sempre saudáveis, não haverá nisto uma data de infractores brasileiros?

Não, responde o Tiozinho. Se a busca for “o impato” ajuntando .br, obtêm-se só dois (2!) resultados.

Confiram. E tremam.

João Roque Dias, ainda e sempre atento ao problema ortográfico, juntou um pormenor a essa nota: “Com o Google.com, a busca de — “impato” site:.pt — rende o fantástico número de 14 300 ocorrências…”

Aproveito para acrescentar que, entre as várias hiperligações que ficam disponíveis, podemos encontrar jornais e, pelo menos, um título provisório de uma tese universitária.

Os acordistas sempre defenderam que o AO90 não teria grande impacto. Tinham razão: o AO90 causa impato.

Comments

  1. Nacionalista says:

  2. “O acordo ortográfico já não causa impacto”… De facto! 😎


  3. Vejo, lá em cima, um polegar de “Não gosto”. O dono do polegar não gosta de quê? Dos factos e dos números esparramados no texto? Do que os acordistas andam a fazer ao seu tão adorado acordo? Não gosta de quê?


    • Não nos fiemos no Tio Google (no que toca a números!) pois é tipo o Passos Coelho em campanha eleitoral!!!

      A mim a busca
      “o impato” site:.br
      resultou em
      “Cerca de 657 resultados (0,18 segundos) ”

      com o site:.pt resultou em
      “Cerca de 1 800 resultados (0,18 segundos)”

      neste caso do .pt o Tio Google questionou-me
      “Será que quis dizer: “o impacto” site:.pt ”

      Afinal a Google anda de fato vestida de intrujona!


      • São 14 300 no meu computador. O primeiro é logo num título dum artigo do Instituto Nacional da Reabilitação, uma coisa dependurada no oficialíssimo Ministério da Solidariedade e da Segurança Social.
        «Lançamento de resultados do Estudo sobre impato da austeridade nos direitos das pessoas com deficiência.»
        ( http://www.inr.pt/content/1/2789/lancamento-de-resultados-do-estudo-sobre-impato-da-austeridade-nos-direitos-das-pessoas-com-deficiencia )
        Austeridade na inteligência e direitos de atrasados mentais produzirem tratados ortográficos já está mais que estudado. Mas vá lá percebê-lo o oficialíssimo ministro da Solidariedade e da Segurança Social e os seus pares de desgoverno. (Cambada de tratantes!)

      • António Fernando Nabais says:

        Atenção à diferença entre resultados com e sem artigo definido:

        “impato” site:.pt – Cerca de 14 300 resultados (0,37 segundos)
        “o impato” site:.pt – Cerca de 1 800 resultados (0,12 segundos)
        “impato” site:.br – Cerca de 8 560 resultados (0,45 segundos)
        “o impato” site:.br – Cerca de 657 resultados (0,33 segundos)

        • António Fernando Nabais says:

          Estou a referir-me a resultados em google.pt. Em google.com, os resultados são diferentes.

  4. Luís says:

    O impato é mais um dos aspêtos grotescos
    do novo aborto!

Trackbacks


  1. […] *Impato? Novidade? Não, nem por isso. […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.