Quantos são?

ImagemO Campeonato Nacional de Hóquei de Sala, que conheceu, no passado fim-de-semana, a fase final relativa à época 2012/2013, contou, nestas jornadas decisivas da prova, com a presença dos clubes que monopolizaram os títulos de campeão desde 1993/1994.

De facto, a Associação Académica de Espinho, vice-campeã em Valongo, venceu de 1993/94 a 1995/96, de 1998/99 a 2002/03, e em 2006/07; O Sport Clube do Porto, que repetiu o 5.º lugar da época passada, foi campeão nas épocas 1996/97 e 1997/98.

Falta a Associação Desportiva de Lousada, que é o primeiro hexacampeão da modalidade, lugar que não divide com ninguém desde 2007/08, depois de já ter vencido de 2003/04 a 2005/06.

Ou seja, para além dos seis títulos consecutivos, a equipa do Vale do Sousa acaba de conquistar o 9.º título nas últimas 10 edições da competição nacional de clubes.

É obra!

Junte-se-lhe a marca de mais de 200 golos ao longo do campeonato, sendo que, à sua conta, Bruno Santos, o treinador-jogador, estabeleceu um marco histórico ao apontar 69 tentos.

O MVP da fase final foi David Franco, do Grupo Desportivo da Carris, e para melhor guarda-redes foi eleito o veterano e pluri-internacional do Sport Clube do Porto, Pedro Santos.

De referir que, devido às condições climatéricas adversas, houve necessidade de, no decurso da prova, mudar de pavilhão, medida que só foi possível com o apoio da Câmara Municipal de Valongo, atitude que o site institucional de FPH regista com agrado.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.