Sorrio, Ontem Fui Roubado

Eu sei, Amigo de Esquerda, eu sei. Sou o primeiro a reconhecer que isto está pau. O trabalho é um luxo. Quem não trabalha nem emigra, nem tem subsídio de desemprego, nem tem a reforma da Manela, do Bagão, do dr. Soares, nem tem os trocos do dr. Mexia nem a sorte dos pensionistas com dois mil ou três mil euros/mês, passa mal, muito mal. Por isso pedincha, se pedincha, mendigando os trocos das magras reformas do septuagenário pai e da septuagenária mãe [regime não contributivo], que nos pagam [são vários filhos desempregados debaixo do mesmo tecto] luz, água, gás, iogurtes para os netos, refeições grátis, que nós lavamos a loiça e vamos levar o lixo aos contentores. Como não temos patrão, não temos feriado, mesmo que houvesse um. E eu ressinto-me sinceramente de não poder honrar e adorar, no Seu feriado, o Corpo Santíssimo e Gloriosíssimo do Meu Cristo, meu Deus.  Foda por foda, prefiro ser fodido por este Governo, meu Amigo de Esquerda, que ter sido fodido pelos dois que o antecederam.

Sinto-me alegre e contente com o Governo que tenho. Bem melhor comparado com os dois últimos que tive ou com o que teria se fosse dado às Esquerdas pôr e dispor sumariamente consoante o lado para onde arrota o dr. Soares, o qual não consta tenha passado necessidade. E, sim, o melhor para todos, por paradoxal que pareça, é deixá-lo andar, sossegado, ao Governo até ao fim da legislatura. Legitimidade? Vai-se a ver e nenhuma instituição a tem totalmente, nem obedece suficientemente ao clamor dos cidadãos, começando pelo Parlamento que recua legislar sobre o enriquecimento ilícito ou contra as penhoras criminosas dos Bancos do Regime sobre cidadãos inermes. A partir do momento que em que impendem sobre as nossas cabeças ameaças e riscos bem superiores ao que conjectura a vã fantasia dos arruaceiros tutelares do Regime arregimentáveis pela infalibilidade conspirativa do dr. Soares; a partir do momento em que além de PPP socialistas empurradas para diante, temos os juros socialistas negociados com a Troyka em 2011; temos as mega-dívidas socialistas contraídas em montanha para alguém as pagar mais lá prá frente; temos empresas públicas falidas que não constavam nos Orçamentos Socialistas, empresas sempre em greve e sempre em luta até que deixem de ter sentido; temos swap ruinosas algumas naturalmente socialistas porque alguém as fez porque fez; temos um Estado pesado, falido, no presente e por falir devido às dívidas-lastro socialistas do passado deixadas para agora e para as décadas futuras — é natural que quanto este Governo jurou não fazer poderia não chegar. Poderia nunca chegar. E não chegou.

Os estrategos da austeridade e os negociadores da Troyka, há dois anos, anunciavam e admitiam precisamente alguma destruição temporária, natural e instrumental, da economia portuguesa, dezenas milhares na absoluta miséria e centenas de milhares na miséria relativa, como eu e talvez tu. De quem é a culpa, vaselinólogo amigo? Dos que semearam a dívida e toda a espécie de distorções e abusos garantísticos anteriores ao Resgate ou da travagem a fundo que Comissão Europeia, BCE, FMI preconizaram para nós e nos impõem?!

E uma bancarrota seria melhor? Com os Governos Socialistas não era preciso vaselina. A vaselina eram eles. Isso acabou. Hoje nem dinheiro há para a comprar, pau feito da fome, da falta, da velha pobreza, fricção e atrito quotidianos. Sento-me todos os dias confortavelmente à noite, lidas as estórias de fadas e lobos-maus e postas a dormir as minhas amadas filhinhas pequenas. Engulo sempre os mesmos mentirosos nos noticiários pré-fabricados e corporativos do Regime, nos quais já se sabe o que se vai ouvir. Engulo o rancoroso e ultraconspirativo Pacheco. Engulo a Constança Histérica e Sá e os seus perdigotos gagos. Engulo o enjoado Bagão, a corporativa Manela e o indiscreto Mendes. Engulo o senil Soares a desconjuntar-se todo, coitado, tal como o seu raciocínio conspirativo superficial e pateta e o modo revelador como concebe e executa o exercício sujo do poder pardo de eminência nos bastidores do Regime. Engulo o vai-doze e vai-treze Capucho outro especialista em facadas isentas. Tenho imensa paciência e vou engolindo.

A produtividade nacional está pela hora da morte, meu caro companheiro. Há dias em que isto é só sopa e o pão seco única e cansativa vitualha. E, sim, aproveito o máximo, pá, enquanto tenho sopa, enquanto permaneço em Portugal e lamento as paletes de lubrificante derramadas pelos Governos Socialistas.

Comments

  1. Bufarinheiro says:

    Que a vaselina deste governo te seja leve.


  2. «E uma bancarrota seria melhor?».
    Sim, seria, mas vc nem pensou nisso.

  3. Amadeu says:
  4. nightwishpt says:

    ” admitiam precisamente alguma destruição temporária”
    É uma questão de semântica, para eles temporária é uma questão de muitas décadas, e alguma já deve andar pelos 25%

    ” Dos que semearam a dívida”
    Bem, este governo vai conseguir aumentar a dívida em pouco menos de 50% sozinho. É fazer as contas.

    Já te disse, és dos muitos portugueses que merece isto porque não quer perceber e fica contente por ser um servo no novo feudalismo. Pois então, aguenta.

    • palavrossavrvs says:

      Não tenho escondido em nada o como me custa pessoalmente a mim este estado de coisas. Tenho-me esforçado por compreender a nossa questão no âmbito mais lato da Europa e umas vezes contestar outras tolerar os erros de processo deste Governo. Não estou contente, mas não quero ver o meu País deitar pela janela o chamado «esforço», um «esforço de guerra»: este enorme sofrimento, esta enorme penúria, quantos emigraram por amor dos seus, quantos morreram e se perderam, quantos sucumbiram aflitos ao susto em decurso.

      Para sermos absolutamente justos teremos de convocar o Passado Socialista Recente todos os dias. Todos.

      • Maria João says:

        Também seria boa ideia convocar os governos anteriores da cor partidária do que agora temos e TUDO, TUDO o que fizeram, incluindo os mil milhões dos submarinos. As perspectivas maniqueístas são complicadas.

        • palavrossavrvs says:

          Seria. Mas o passado, quando convocado, mata a força agregadora-federadora do PS. Não se consegue confiar.

      • nightwishpt says:

        Quem aceitou destruir tudo para construir um banco de falcatruas, auto-estradas e formações foi ali o palhaço xoné.


  5. Chegou, finalmente, ao último estágio da estupidez: a Glorificação da mesma. A boa notícia é que daqui para a frente, só pode melhorar. Quando quiser começar a usar da Inteligência está á vontade.

  6. Dora says:

    ” Foda por foda, prefiro ser fodido por este Governo”

    Já não te bastava estares desempregado! Agora também deste para estas modernices.

    Calhando, ainda te apanhamos a fumar!

  7. Maria says:

    O Joaquim está mesmo doente. Só pode! Que raio continua a fazer neste país? Vá embora enquanto é tempo, homem! Pense nas suas filhas…Quando os seus pais partirem vai viver de quê? Ou ódio que o mina vai servir-lhe de alimento?

  8. DEUS says:

    Quando Eu publicar o teu dox vais fazer mais piadinhas vais, meu escroque.

  9. C Vidal says:

    É preciso correr este gajo para a merda de blogue dele onde é lido pelos seus cinco apoiantes. Não estamos em época de pluralismo. É necessário que os vermes sejam como tal tratados e saibam o que custa ser verme sentindo o peso da bota a pisa-los. Porque sem dúvida que têm de ser pisados. Senão nenhuma manifestação, mesmo gigantesca, servirá para o que quer que seja. Sermos tolerantes é o pior, agora.

  10. M. Martins says:

    Ó Palavroso…Você é tão… mas tão estúpido que até faz doer a alma.

  11. peidosauro says:

    Depois de Soares e do Hernâni, em fins de 1985, com a inflação já controlada, veio o boliquímico, que saltou oportunamente para o poder e recolheu os louros imerecidos de uma recuperação económica muito dolorosa para que não contribuiu, da entrada maciça dos fundos europeus, da queda para metade do preço do petróleo, da desvalorização do dólar em mais de 10%, bem como da queda substancial do juro da mesma moeda (a nossa dívida externa era toda em dólares). Tudo do melhor, ao mesmo tempo, para ele poder fazer figura de mago financeiro. Dá raiva só de pensar nisso ó fascista !!

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.