Baixinho, pá.

O teor do texto em relação à perda de Constâncio, mesmo sendo um imbecil. E convém saber do que se fala, quando se fala do PCP, de subvenções vitalícias e de reformas.

Comments

  1. Joaquim Carlos Santos says:

    Não interessa. E há sobretudo um texto a ter em conta. O de Jorge Fiel. Interessa-me é saber o que realmente pensas do texto dele.

    • Ricardo M Santos says:

      “Não sei se naquele momento de dor, no meio da papelada que a agência funerária lhe passou para as mãos – onde constam os impressos solicitando o subsídio de funeral e a pensão de sobrevivência – , o viúvo Constâncio assinou este último.” É uma merda. Como a extrapolação em relação ao PCP que dele fazes.

      • Joaquim Carlos Santos says:

        Pois. Será, Ricardo, será. Mas olha fiquei mais escandalizado com a merda das acumulações de Constâncio e com merda de não se falar disto quando se fala genericamente nos cortes nas pensões de sobrevivência. Ando em baixo, baixo, sujo, reles, vil. Sou aliás o único reles, baixo e vil. Não conheço mais ninguém.

        Quando todos estamos na merda o nível baixa. É natural. Basta ler as tarjas das manifs.

  2. Sílvia says:

    Gostei do artigo de Jorge Fiel e tem razão o autor. Espero que quando forem conhecidos todos os dados sobre os cortes nas pensões de sobrevivência, tenha a oportunidade de ler um texto do mesmo autor de idêntica clareza sobre eventuais injustiças.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.