Baixinho, pá.

O teor do texto em relação à perda de Constâncio, mesmo sendo um imbecil. E convém saber do que se fala, quando se fala do PCP, de subvenções vitalícias e de reformas.

Comments

  1. Joaquim Carlos Santos says:

    Não interessa. E há sobretudo um texto a ter em conta. O de Jorge Fiel. Interessa-me é saber o que realmente pensas do texto dele.

    • Ricardo M Santos says:

      “Não sei se naquele momento de dor, no meio da papelada que a agência funerária lhe passou para as mãos – onde constam os impressos solicitando o subsídio de funeral e a pensão de sobrevivência – , o viúvo Constâncio assinou este último.” É uma merda. Como a extrapolação em relação ao PCP que dele fazes.

      • Joaquim Carlos Santos says:

        Pois. Será, Ricardo, será. Mas olha fiquei mais escandalizado com a merda das acumulações de Constâncio e com merda de não se falar disto quando se fala genericamente nos cortes nas pensões de sobrevivência. Ando em baixo, baixo, sujo, reles, vil. Sou aliás o único reles, baixo e vil. Não conheço mais ninguém.

        Quando todos estamos na merda o nível baixa. É natural. Basta ler as tarjas das manifs.

  2. Sílvia says:

    Gostei do artigo de Jorge Fiel e tem razão o autor. Espero que quando forem conhecidos todos os dados sobre os cortes nas pensões de sobrevivência, tenha a oportunidade de ler um texto do mesmo autor de idêntica clareza sobre eventuais injustiças.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.