Rapa, tira e não põe

Passos_coelho_e_paulo_portas_tiago_petinga_lusa_0

Corria por aí um boato orçamental segundo o qual os funcionários públicos recuperariam um bocadinho do que lhes tem sido roubado. Ora, segundo quem processa o meu vencimento, tal instrução não chegou ao serviço, e como tal este mês roubam-me o mesmo.

A confirmar-se, deve ser por essa via que o estado obtêm as tais receitas excedentes de que fala Paulo Portas, e que depois irão para os contribuintes que pagam a respectiva sobretaxa.

Eu sei que isto não faz muito sentido, mas com o Paulinho dos contribuintes e o Pedro dos saques nunca se sabe.

Comments

  1. Não temais pois estamos em ano de eleições. Alguma distribuição de fundos não deve andar longe.

  2. martinhopm says:

    A mim não me convencem, venham ou não com palavrinhas doces. Só com o preto no branco, ou, vendo, como S. Tomé. Com estes pelotiqueiros nada de bom é de esperar. A ver vamos se tenho ou não razão. Eles, Paulo e Pedro, estão ao seviço do capital, ou ainda não viram isso? Do capital e deles próprios.

  3. em ano de eleições eles dizem o que for preciso. tb anunciaram por aí que as propinas vão baixar. caramba! 5 anos de curso e só no quinto ano é q baixam as propinas da miúda?!? e aposto que não baixam para um valor igual a quando ela entrou.
    mas é aproveitar, pq depois vem o costa e diz q afinal isto está pior do q estavam à espera e voltam a gamar tudo
    o mais giro é q os tugas continuam a votar nesta malta… aposto que se encheram de orgulho com a bola de ouro…o povo e os seus desígnios
    é um país de tristes

  4. https://www.youtube.com/watch?v=lgmBP-PE23c É parecido, mas esses ai não deixam.

  5. Rui Moringa says:

    Mercantilização de tudo.
    O trabalho é uma mercadoria paga a baixo preço com o argumento de que não tem valor. É sempre uma “despesa”. As pessoas interessam para os discursos e para os votos. Não nos deixemos enganar.
    Os personagens não passam de robertos de outros textos atrás.

  6. Hoje fui confrontado com mais uma medida desta dupla de ilusionistas. Estágios remunerados para desempregados de cabelo grisalho, com a duração de 6 meses. Em setembro far-se-ão as contas ao número de desempregados no último trimestre. Se a estes juntarmos o emprego sazonal de verão… “voilà”. Números ilusórios em vésperas de eleições. Grande Coelho (tirado da cartola). Não me «lixem as eleições», seus piegas!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.