Morreu Amadeu Ferreira

Eu gostava de ter nascido ali, onde a Linha do Sabor termina precocemente, ali perto de Miranda do Douro, quadrante nordeste de Portugal e pátria do mirandês, segunda língua oficial de Portugal por cuja consagração Amadeu Ferreira inteligentemente pugnou. Gostava de o ter conhecido, assim não calhou.
Espero que agora (e nunca é tarde), e de forma também inteligente, a autarquia de Miranda do Douro bana, finalmente, as ementas dos muitos restaurantes da ínclita cidade escritos em castelhano. Que os afixem em mirandês, que isso é raro e isso eu não tenho em mais lado nenhum de Portugal. Valha-nos a boa música.

Comments

  1. pergunto says:

    Por acaso não saberá onde poderei arranjar um vocabulário do Mirandês?Tenho andado por vários sites de Mirandês mas só dei com Gramática.Obrigado.


  2. Muito bem lembrado.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.