O IAVE chumbou na PACC de Física e Química


Eugénia Machado

No dia 4 de Março o IAVE disponibilizou a Informação-prova para a PACC – Componente Específica de Física e Química.

Como é sabido pelo discurso reinante no MEC, esta prova pretende verificar se os professores, com menos de 5 anos de prática lectiva, têm conhecimentos e capacidades para leccionarem na área em que se profissionalizaram. Tal como consta na Informação-prova, pretende, o MEC, verificar, com esta prova, se os candidatos têm domínio da terminologia específica da área disciplinar, se têm capacidade para analisar textos, gráficos, tabelas, dados e efectuar os cálculos necessários à resolução de problemas.

Fazendo uma breve leitura dos “Exemplos de itens” que foram fornecidos neste documento, a primeira reacção é de perplexidade, depois de incredulidade seguida de completa descrença no “sistema” e, por fim, de quase vergonha de viver num país governado por gente tão medíocre.

Basta uma análise de apenas dois dos itens, item 1 e item 3, apresentados como exemplo, para se tirar esta conclusão.

item 1
Em rigor, este item não tem resolução possível pois no seu enunciado não é referido em que meio se propaga a radiação vermelha. Claro que a radiação electromagnética se propaga no vácuo, mas também se propaga num meio material, sendo a velocidade de propagação diferente.

item 3

Neste item encontra-se a vergonha das vergonhas: chumbo completo! Muito mau, mesmo muito mau! Se me fosse contado só acreditaria em tudo quando lesse com os meus olhos… se um aluno meu do secundário elaborasse um item desta forma tão descuidada, a negativa seria certa…

Liste-se o rol de asneiras num só item:

  • log 10(10x) = x , matematicamente falando, o que é isto?! Uma igualdade matemática não é certamente… será que as teclas de “inferior à linha” e “superior à linha” estavam avariadas?…
  •  Ar(Ba) = 137 gmol-1 e Ar(O) = 16 gmol-1 (já agora, porque não será dado Ar(H)?).

Aqui temos a pérola das pérolas – três erros neste pequeno pedaço de linha:

Ar será o símbolo químico do árgon em itálico? Não! Deduz-se que é o símbolo para massa atómica relativa mas escrito em desacordo com a terminologia internacional, ou seja, Ar.

– A massa atómica relativa deixou de ser adimensional? Ou melhor (ou pior), uma grandeza designada como relativa é apresentada com unidades?!!!

–  E, como ainda não bastasse, com unidades que não existem! Que unidade é gmol-1? Quem elaborou o item não sabe que as regras dizem para escrever g mol-1 ou g.mol-1!

E mais se poderia dizer… a quem for da área, sugere-se uma leitura do item 5 do documento…

Muita falta de rigor, muita ignorância e muita mediocridade… não, não há desculpa que justifique algo de tão má qualidade. Escandaloso!

No dia 5 de Março, a Informação-prova já não estava disponível na página do IAVE, tendo surgido uma nova versão com os itens reformulados, a 9 de Março. Aqui fica prova_original.

Comments

  1. Nightwish says:

    Nunca percebi muito de Química, uma vez que, ao contrário do normal, só a tive durante um ano.
    Agora, a resposta “certa” para a última pergunta é de bradar aos céus…

  2. Apenas um pequeno comentário sem importância: No “A_r”, o “A” é itálico e o “r” é índice em redondo (“corpo normal, direito”) pois é um qualificativo e não uma grandeza física. Há uma folha NIST que tem a síntese dessas regras: basta escrever no Google NIST typefaces to write scientific papers .

  3. É evidente que o IAVE tem responsabilidade. Mas convém sempre saber que o IAVE encomenda esse tipo de testes a professores que, neste caso, devem ser professores do ensino superior.

  4. Eugénia Machado says:

    Muito obrigada pelo reparo e pela informação prestada, vdteodoro!

  5. maria martins says:

    É bom que se lembrem que quem faz as provas são PROFESSORES. Não queiram dar tiros nos pés!!!

  6. José M. Tavares says:

    Muito obrigado por publicitar esta situação. É inadmissível que o IAVE produza peças destas.

    Os erros do item 5 parecem-me ainda mais problemáticos. Não faltam dados no enunciado, não noto que haja problemas de notação, mas… nenhuma das alíneas propostas pode ser a solução. E o mais grave é que manifesta erros de compreensão sobre uma noção básica de cinemática, a saber a relação entre velocidade e aceleração no movimento circular.

  7. Pedro Ferreira says:

    Obrigado por isto. Tinha reparado na questão 5 – inqualificável – e nas unidades para as massas relativas. O resto associei a péssima edição de texto…

    Agora um reparo: a primeira questão não está, julgo eu, incorrecta. A frequência de uma onda electromagnética não varia de meio para meio, o que varia é o seu comprimento de onda. Deste modo, pode de facto citar-se um valor para a frequência da cor vermelha. A pergunta até se pode responder com alguma facilidade – as duas últimas são frequências, e a ordem de grandeza de (C) é a única correcta…

    Isto, no entanto, não desculpa o chorrilho de disparates nesta “prova”…

    • Eugénia Machado says:

      Claro que tem razão relativamente ao facto de a frequência não variar de meio para meio mas só se consegue quantificar o valor da frequência da radiação à qual corresponde aquele comprimento de onda se se souber em que meio é que a onda electromagnética se está a propagar, ou então a velocidade de propagação da onda. Portanto, em rigor, o item só tem resolução se se supuser que a radiação vermelha se está a propagar no vácuo.
      Mas se fosse só isto… a coisa até que poderia passar com um encolher de ombros…

      • Pedro Ferreira says:

        Cara Eugénia,

        Tem carradas de razão, não tinha reparado que estão a fazer uma correspondência entre um comprimento de onda específico e a frequência. Sim, só faz sentido se for no vácuo – e a pergunta está mal formulada.

        Estou ainda mais deprimido…

  8. Joao V says:

    A pergunta 5 está girinha. Que aceleração pretendem? Tangencial ou centrífuga? C ou D?

    • Jaime A.d.S. Cardoso says:

      Julgo que, também nesta, nem C nem D ; mas não por incluir as duas componentes intrínsecas da aceleração num só gráfico, porque não? Ora, como diz no enunciado «pequena esfera numa trajetória circular de raio igual a 1 m»: o raio da trajectória é constante, pelo que a esfera possui essas duas componentes durante a aceleração e a desaceleração; mas só a centrípeta no intervalo intermédio i.é quando, pelo gráfico dado, a magnitude da velocidade é constante. Contudo, quanto a mim, a tratar-se de um corpo macroscópico (esfera), só seria correcto um gráfico cujas curvas, durante a aceleração e a desaceleração, fossem tangentes ao segmento de recta intermédio.

    • PNUTS says:

      Centrífuga não, centrípeta!

  9. Joao V says:

    As legendas também estão belas, t/s, a/ms-2

  10. Humberto says:

    “…se um aluno meu do secundário elaborasse um item desta forma tão descuidada, a negativa seria certa…!..
    Mas desde quando é que é exigido a um aluno do ensino secundário conhecimentos no domínio da avaliação de forma a construir corretamente itens para provas?

  11. Manuela Monteiro says:

    Atendendo ao referencial considerado na questão 3 a resposta não seria?
    y(t) = – h – 4t + 5t2
    Esta resposta não corresponde a nenhuma das opções apresentadas na prova.

    • Jaime A.d.S. Cardoso says:

      Nesse item 3, sendo o referencial orientado de cima para baixo a posição inicial também não é afectada pelo sinal negativo, estando assim certa a opção C).

Trackbacks

  1. […] O IAVE chumbou na PACC de Física e Química. […]

  2. […] no entanto, Eugénia Machado decidiu comentar o assunto publicamente, num texto publicado no blogue Aventar. “Na altura nós, professores, ficámos muito escandalizados, mas como os itens foram entretanto […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s