A mentira deliberada de Paula Teixeira da Cruz

Paula

Foto@José Sena Goulão/LUSA

Depois do sucesso mediático que foi a palhaçada do caso Citius, Paula Teixeira da Cruz está de volta com novo episódio de incompetência, fraude e desculpas esfarrapadas. Desta vez, o jornal Expresso revela que a ministra foi apanhada a manipular dados sobre a pedofilia para justificar a criação da polémica lista de abusadores. Teixeira da Cruz alegou que a taxa de reincidência entre pedófilos rondava os 80%. Contudo, os números dos serviços prisionais apontam para uma taxa bastante menor, na ordem dos 18%. Não restam dúvidas: a ministra mentiu. Deliberadamente.

A mentira deliberada é uma marca registada deste governo. Passos mentiu para ser eleito, Portas mentiu para reforçar o seu poder, Paula Teixeira da Cruz mentiu para forçar a criação de uma lista que, mais do que os hipotéticos efeitos práticos, serviu para desviar atenções e manipular os sentimentos exacerbados que caracterizam a discussão em torno deste problema. Reformulando a célebre frase de Pedro Passos Coelho, como é possível manter um governo em que vários ministros, incluindo ele próprio, mentem?

Comments


  1. E o nosso povo convive bem com mentiras, caso contrário o PSD (ou PSDCDS, já nem sei) seria, nas sondagens, a 4.ª ou a 5.ª força partidária nas sondagens (desculpem, não quis dizer “força política “, mas “fraqueza política”). Quanto mais me bates mais eu gosto de ti.

  2. j. manuel cordeiro says:

    Os governos de Sócrates trouxeram o descaramento nos negócios. O governo de Passos Coelho acrescenta a falta de vergonha na cara.

    Preferem passar por mentirosos e incompetentes a largarem o pote.



  3. A MINISTRA ÉTIILICA QUER É DISTO


  4. Joaquim Augusto Carvalho says:

    Essa devia era ir curar a bebedeira e andar calada pois só diz asneiras

Trackbacks


  1. […] a democracia da ditadura moderna. Um país onde primeiro-ministro mentiu, Miguel Relvas mentiu, a ministra da Justiça mentiu e o ministro da Educação mentiu. Precisaremos de um novo 25 de Abril? Não me parece. […]


  2. […] ministra e sócia da FCB&A Sociedade de Advogados, não necessariamente por esta ordem, que manipulou dados sobre a pedofilia, reincidindo no tema das listas de pedófilos a cada safanão;  a […]


  3. […] Paula Teixeira da Cruz (ex-ministra da Justiça): durante o seu mandato, a justiça atravessou momentos críticos com destaque para o crash na plataforma Citius. Tentou passar as responsabilidades para terceiros, sem sucesso. Usou recursos do estado em favor da campanha eleitoral da coligação e mentiu deliberadamente aos portugueses; […]


  4. […] veio acusar os partidos de esquerda de “odor a salazarismo mais bafiento” é a mesma que manipulou indicadores sobre a pedofilia, que usou dirigentes públicos em prol da campanha eleitoral da coligação PSD/CDS-PP e que, […]


  5. […] de conluio entre Ricardo Salgado e Mariana Mortágua que a coisa lá vai. Tal como não vai lá com manipulação de dados sobre a pedofilia ou com a utilização de funcionários públicos para fins eleitorais. Mas é sempre […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.