Negócios paralelos?

A reportagem é da Sábado, o resumo é do Esquerda.net. Um ministro, um escritório de advogados e vários assessores sociais-democratas num esquema onde as funções políticas se parecem confundir com negócios privados. Nada de novo portanto.

Comments

  1. martinhopm says:

    A este propósito aconselho o livro «Os Facilitadores, como a política e os negócios se entrecruzam nas sociedades de advogados» do jornalista Gustavo Sampaio. Deste livro constam outras 8 sociedades de advogados a operar na nossa praça. É por estas e por outras é que, por exemplo, o ilustre eurodeputado e advogado Paulo Rangel, do PSD, não está de acordo com a exclusividade de funções dos deputados. Pudera! É muito fácil perceber-se porquê. Até quando vamos tolerar este estado de coizsas?

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.