Critérios e conveniências

Onde estariam os ministros da Administração Interna e da Defesa se lhes fosse aplicado o mesmo critério que levou à demissão de João Soares do cargo de ministro da Cultura?

Negócios paralelos?

A reportagem é da Sábado, o resumo é do Esquerda.net. Um ministro, um escritório de advogados e vários assessores sociais-democratas num esquema onde as funções políticas se parecem confundir com negócios privados. Nada de novo portanto.

Uma pequena nuance

Neste artigo refere-se uma resolução aprovada no Conselho de Ministros que autorizou uma despesa de até 37 milhões de euros para suportar os custos da denúncia, decidida há dois anos, da participação de Portugal no programa de compra de helicópteros NH90.

A notícia é portanto plantada para mostrar como o governo de Passos Coelho cortou numa despesa considerável,  “superior a 450 milhões de euros”, apesar de ainda o ter feito gastar umas dezenas de milhões de euros, pode ler-se nas entrelinhas.

Acontece que há uma pequena nuance.

Segundo o Governo, a estes custos acresceriam encargos com o apoio logístico e manutenção dos dez helicópteros NH90, “entre 2012 e 2028, de mais de 180 milhões de euros, num total nunca inferior a 580 milhões de euros”.

Acontece que o contrato era para compra de quatro helicópteros, com opção de a alargar até aos dez.

Isto muda um bocadito as contas, não muda? Ah!, não faz mal. O que importa é mostrar que este governo está a apagar fogos herdados. Que conveniente.

Porquê deturpar uma coisa tão simples? Broncos que nem sabem o que é que estão a colocar num comunicado? Ou manipulação básica para encher uma suposta imagem, que nem está próxima de exacta? (*) Venha o diabo e escolha.

E se há um erro grosseiro, quantos mais haverá? Será que se pode confiar na informação divulgada pelo governo? Enfim, as perguntas retóricas poderiam continuar.

Dava jeito que os jornalistas fossem além do corte e costura dos comunicados dos gabinetes. Sei lá, fazerem… jornalismo e verificarem o que é escrito. Porque para ler comunicados pode-se ir directamente à fonte, à página do governo.

* Com tempo, um dia detalharei este assunto.

Augusto Santos Silva e as despesas de um Pasquim

Augusto Santos Silva, ex-Ministro da defesa escreve no seu mural do Facebook:Imagem do perfil do Facebook de Augusto Santos Silva

“O total de pagamentos efetuados com o cartão de crédito que utilizei como ministro da Defesa foi de 2.954,39 euros (dois mil, novecentos e cinquenta e quatro euros, e trinta e nove cêntimos). Considerando que estive 20 meses nesse lugar, isto dá uma média mensal de 147,72 euros (cento e quarenta e sete euros, e setenta e dois cêntimos).”

Este facto mostra como é imbecil a forma como um pasquim vestido de jornal continua a correr atrás de fantasmas!

Um país de generais sentados

portugal, país de generais sentados

«WikiLeaks Portugal: Expresso revela negócios ruinosos na Defesa» [Expresso]

«Nas mensagens enviadas a Washington, o embaixador passa a imagem de um país de “generais sentados”, dizendo que o Ministério da Defesa não é capaz de tomar decisões e que “os militares têm uma cultura de status quo, em que as posições-chave são ocupadas por carreiristas que evitam entrar em controvérsias”. O embaixador sublinha ainda que o dinheiro na Defesa é gasto de forma imprudente e que Portugal tem mais almirantes e generais por soldado do que quase todas as outras forças armadas» [Público]

Quantos Alunos Cabem N'um Submarino Amarelo?

“O número de estudantes a beneficiar de bolsa de estudo para frequentar o ensino superior pode diminuir cerca de 25 por cento este ano.” Depois dos professores, os alunos.

FutAventar – a águia perdeu as asas..

Não tem asas , nem à direita nem à esquerda, e os Franceses já sabiam disso. Uma multidão à frente da baliza, uns a defender e outros a atacar.

Quem também não tem asas, é o guarda redes, o Roberto, há ali alguma coisa que não se entende, ele não sabe jogar com aquele buraco nas costas da defesa, mas é assim que as equipas que jogam para ganhar defendem, subidas, o guarda redes tem que ser uma espécie de terceiro central, saber quando sair é fundamental. O golo que sofreu é quase rídiculo, vai não vai, ficou a meio…

Os jogadores novos são bons de bola mas não são como o Angelito, e isso vê-se, o Jesus vai ter que mudar muita coisa.

e a mim, quem me defende?

o povo defende-se a si próprio enquanto estuda para entender o mundo

Para os nossos irmãos e para nós que pagamos impostos por sermos pobres, não como os ricos que, por investir, vêem-se livres de taxações. Aniversário da invasão do Iraque e do Afeganistão.

Continuação das meditações sobre autonomia e genocídio, dois conceptos diferentes, mas necessários de analizar

Escrevo ao correr da pena. Como membro de Amnistia Internacional. Pena que tinge a folha branca de preto, da pena a tingir o meu coração de luto. Hoje não consigo acudir aos meus santos padroeiros habituais, como Eduardo Sá, Melanie Klein, François Dolto, Émile Durkheim, Marcel Mauss, Daniel Sampaio, Karl Marx, Max Weber e outros que aparecem nos meus textos. Os autores que me acodem são muitos e estão todos abalados por uma terrível estupidez humana, denominada ambição. [Read more…]

Jesus mudou e mudou mal

Jesus, com a mudança que fez no centro da defesa estragou tudo, não só porque tirou o defesa mais rápido, colocando no seu lugar um peso pesado à medida de Luisão, mas tambem porque foi pela direita do ataque da equipa inglesa que os golos foram construídos.

Quer dizer perdeu-se um grande defesa central e não se ganhou um defesa esquerdo. Nestas condições o Benfica ficou desde logo perdido à mercê dos rápidos contra ataques de Torres e companhia. É presisamente nos grandes jogos que a equipa não deve inventar, tem que jogar com as suas rotinas, com os jogadores com mais jogos nas pernas.

Di Maria esteve desinspirado, Ramires foi uma sombra do todo terreno habitual, Aimar nem de longe fez esquecer Saviola e Javier, qual bombeiro, acudiu ao que pode. Carlos Martins e Amorim estiveram à altura das circunstâncias o que é muito curto para uma equipa com ambições de chegar a uma final europeia. E outra certeza que se confirma, sem um guarda redes de classe ninguem ganha nada a nível europeu (por acaso isto tambem serve para a selecção)

Jesus, desta vez não foi o salvador, mexeu onde não devia!

O Sporting perde na Madeira

Mauzinho! A defesa leonina é um autêntico passador, dói ver a facilidade com que as equipas adversárias marcam golos ao Sporting. Depois, hoje jogaram com uma equipa onde falta muita gente, e isso notou-se muito. Moutinho e Veloso, Carriço e  Izmaielov são do melhor que o Sporting tem e hoje não jogaram. Mas aquela defesa…

O Marítimo fez pela vida e teve sorte nos golos mas a sorte procura-se. Marcou, ganhou , nada a dizer!

O Pongolle jogou hoje um bocadinho e já marcou dois golos , um em cada baliza. Alguem vai ter que explicar porque compraram este jogador, o mais caro de sempre.

Aqui há gato e não há leão…

Sporting com esta defesa…

O grande problema da equipa do Sporting é a defesa, e na defesa a sua baixa estatura. Então não é que aqueles crâneos foram comprar o defesa de mais baixa estatura que joga no campeonato?

Ontem, mais uma vez, lá tivemos um daqueles golos quase rídiculos, um canto que ninguem consegue afastar, incluindo o guarda-redes que sofre falta, e a bola a bater na perna do adversário e a entrar.

Doze golos em em quatro jogos, mostra bem, o que só um cego é que não vê, que nenhum defesa é um bom jogador, são todos maus, ou pelo menos nenhum tem classe para jogar num clube com pretensões. A equipa tem um bom meio campo como se viu ontem, mas o melhor do filme está agora a perceber-se com a troca do Ismayelov pelo Pongolle que nem sequer remata quanto mais fazer golos…

Os Sportinguistas ainda não viram que o clube compra o que os outros têm em saldo? Isto é como um gajo entrar numa loja para comprar um sobretudo que precisa e sai de lá com seis camisas que a balconista, o convenceu a comprar…

O Desencantado

 

O jovem Barão Karl-Theodor zu Guttenberg era Ministro da Economia da Alemanha no governo alemão findo em Setembro 2009. Tinha mostrado nítidos sinais de ter salvaguardado o são juizo humano no meio da confusão que já então reinava em Berlim.

Escrevi-lhe um mail no qual expressei o meu desejo que ele folgasse por algum tempo nos seus cargos políticos não aceitando novas resposabilidades no novo governo da Sra. Merkel. O meu recado era para ele se preparar para o “depois” não se deixando queimar inutilmente num governo que por perseguir objectivos errados só tinha a hipótese de gerir o declínio cada vez mais acelerado da Alemanha. De facto, tudo o que ele fizesse por mais brilhante que fosse, só poderia surtir efeitos negativos.

Infelizmente não deve ter recebido ou lido a minha mensagem ou então não gostou do meu conselho. Facto é que ele aceitou no novo governo alemão o posto de Ministro da Defesa onde no meio do “ruído antes da derrota” herdou todos os problemas relacionados com o infeliz e estúpido envolvimento da Alemanha na guerra do Afeghanistão. Resultado: Depois de ter ganho no passado uma imagem de competente e “portador de esperanças”, irá aparecer na capa do DER SPIEGEL 51/2009, que sairá na segunda-feira, sob o título

O Desencantado

Isto fez-me lembrar um pouco o caso do antigo ministro das finanças Prof. Campos e Cunha que teve a coragem de demitir-se logo quando viu para onde a “viagem” ia.

RD

DER SPIEGEL 51/2009

Aber kein Problem, denn für das „Danach“ werden sich zu geg. Zeit noch genügend fähige Leute finden um das Blatt noch zu wenden – und zwar solche die heute noch belächelt oder sogar wütend bekämpft werden.