Trottoir

O Marinho acaba de declarar que fará aliança com qualquer (sublinhou: qualquer) partido, aceitando como termos de tal acordo, exclusivamente, a honestidade e a seriedade (estou a tentar manter-me sério enquanto escrevo isto).

Não sei o que te diga, Marinho. Ou, bem vistas as coisas, não precisas que te diga nada: sabe-la toda, oh lá se sabes!…

Comments

  1. Carvalho N.A. Folha says:

    O putedo na política andava a modos que envergonhado. Que não, que era outra coisa que não putedo…
    É bom que se assuma assim.


  2. E então ?
    O homem é advogado…

  3. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    A quantidade de definições para a palavra honesto é igual ao número de políticos que por aí andam. Por exemplo, anda por aí um que diz que para ser mais honesto que ele, é preciso nascer duas vezes. E entretanto, é o que se vê ou seja, muitos portugueses julgados e condenados por vigarices, embora tenham nascido mais de dez vezes.
    Logo o que este diz, não choca. É pena, mas não choca. mas não é por isso que vai ser votado. É destas coisas que o povo gosta.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.