Avanza à Frente

avanza à frente

Avanza recebe 1075 milhões para gerir Metro de Lisboa e Carris
Grupo espanhol, com accionistas mexicanos, vai ficar com a subconcessão dos transportes públicos de Lisboa por oito anos.

Comments

  1. Rui Silva says:

    Isto é bom ou é mau ?
    Ou seja, havia quem fizesse mais barato ?

    cumps

    Rui Silva

    • Nightwish says:

      Havia, o estado.

    • Nascimento says:

      Ó Ruizinho ESTIVESTE LÁ A ASSISTIR ÁS ASSINATURAS? Ouvi dizer que os teus amigos entraram pelos curros. Foi tudo á porta fechada nem cervejolas.nem jornaleiros …que merda.Mas olha, tenho uma surpresa para ti: vai-te sair do bolso e terás menos horários e menor serviço. Vai ver a merda que acontece na Cit y, e na ferrovia dos “BIFES”..EHEHEHEH

  2. joão lopes says:

    o dinheiro é do estado/contribuinte e com dinheiro do estado tambem eu sou “bom” gestor/liberal que odeio a intervenção do estado…na economia.já agora,fica “bem” dizer que a culpa é da…constitutição

    • Rui Silva says:

      Gestor com dinheiro do estado e liberal não combinam mesma frase…

      Em relação a preços pensem lá nisto:

      Preço de uma viagem Porto – Lisboa de Comboio : +/-50 €.
      Preço de uma viagem Porto – Lisboa de Automóvel: +/- 47 €.
      Preço de uma viagem Porto – Lisboa de Avião :: +/-10 €.

      Conclusão: a gestão pública é a melhor.
      cumps

      Rui SIlva

      • Nightwish says:

        Por isso é que a Fertagus recebe o dobro por quilómetro, certo? É de fazer mais barato.
        Depois, claro, a CP tem que pagar por dois…

        • Rui Silva says:

          O estado não devia “meter-se” em actividades económicas. Quando isso acontece, é no que dá. Hoje dá a este amanha dá aquele, etc. Mas você gosta disso…
          E para a Ryanair quanto dá?

          cumps

          Rui SIlva

          • Nascimento says:

            Ó palhaço os CTT davam prejuízo?a EDP? Quem é que mandou a CP transformar-se em várias pequenas “empresas”? Conheçes a Maria L. Albuquerque? Sabes onde trabalhou? REFER!!! Sabes quem é que esteve sempre interessado em dividir a CP? A MOTA E ENGIL POR EXEMPLO ( CP – CARGA) E TODOS OS “EMPRESÁRIOS” DESTE PAÍS!!
            DE TRANSPORTES E A SUA ORGÂNICA NÃO ENTENDES NADA! SÓ LADRAS Á MODA DO “CORREIO DA MANHÔ…E JÁ AGORA; SABES QUANTO CUSTA IR DE LISBOA AO PORTO DE BICICLETA?
            SE QUERES COMPARAR TUDO E METER TUDO NO MESMO SACO…LOL DE MERDA!

          • Nightwish says:

            Se acha que 10€ dá lucro e é essa a razão pela qual a Ryan Air consegue fazer a viagem, não vale a pena discutir.
            Mas se não tiver nada para fazer pode ir pesquisar o quão mais barato e com melhor serviço correram todas as privatizações de transportes noutros países, a começar pela Grã-Bretanha. A mim é que não me apanham num serviço em vias de ou recém privatizado.

          • Rui Silva says:

            Caro Nightwish,
            Isto de economia para si…
            Então!
            Você ainda pergunta se dá lucro?
            As contas são fáceis de fazer.
            Olhe , no meu caso:
            Antes do Verão tive de ir em trabalho duas vezes ao Porto.
            Optei pelo avião e gastei :
            10 € x 4 = 40 €
            Se fosse de comboio teria que gastar:
            50 € x 4 = 200 €

            Lucro= 200 – 40 = 160 €

            Não sei onde está a dúvida.

            cumps

            Rui Silva

          • Nightwish says:

            Ok, vá brincar com outro.


      • Aqui os parolos só lhes interessa a propaganda. Fazer contas como qualquer bom cliente. ia estragar as narrativas. E ainda se admiram de vitoria em vitoria até a derrota final, seja a consequencia da banha da cobra que têm andado a vender desde o PREC.


  3. esses bacanos devem ser muito amigos dos psds… aqui na minha cidade, durante um mandato psd acabou a empresa de transportes urbanos e foi substituida pelos tipos da Avanza…

  4. Rui Moringa says:

    Bem, Lá se volta à dicotomia Estado/Privado em termos de gestão e economia.
    As regras de gestão e de economia são universais e para aplicar a qualquer organização de produção de bens ou serviços.
    A questão central é quem se apropria do lucro, ou a maior parte dele.
    Claro há bons e maus gestores (competências) e isso deveria merecer a avaliação dos accioniostas (Estado) ou privado.
    Temos a experiência que os gestores do Estado estão a mando de seitas (nomenclaturas). Os privados também têm seitas, a sua.
    O que vai acontecer aqui vai ser identico ao que aconteceu aos caminhos-de-ferro ingleses.
    Estes “avanzas” vão receber uma empresa com boa frota e uns milhões para o tal serviço público e a alegada perda de exploração. Admite-se que a coisa dá prejuízo por causa do preço dos bilhetes. Não vão fazer investimentos em frota e daqui por 8 anos entregam os calhambeques todos gastos e põem-se ao fresco com a carteira cheia. O Estado (Nós) vai lá colocar mais uns milhões para investimento.
    Em temos práticos: A coisa é nossa (Carris, metro..), damos à exploração e em vez de recebermos pagamos. Giro não é? Deixem-se de filusufias e parem de enrrolar o pagode.
    Deixem-se de divisões estéreis entre público e privado.
    Já deviam ter a cabecinha impregnada com a TERCEIRA VAGA.
    Ainda estão na segunda quando a quarta se aproxima.

    • Nightwish says:

      Não é bem assim que se processa. Como é preciso gente experiente e bem paga para ter o material pronto e em condições, mal o pessoal vai embora o serviço fica pior e/ou menos seguro (não sei como está o metro, mas imagino que também ande com pouco inventário de peças, que são caras).
      Por isso, a menos que o estado meta dinheiro, normalmente muito mais, a coisa piora logo. Depois, como o privado quer pagar pouco aos trabalhadores, paga mais em peças porque deixa de haver motivação para soluções criativas para resolver com o que se tem. O resultado é que lá se vão os horários certos até ser o estado a injectar dinheiro se quiser a coisa direita, mas provavelmente nem vai querer saber e volta tudo a andar de carro e a pagar à Bragaparques e derivados.

  5. NNIKO says:

    isto está mesmo mal,quando se anda de mão estendida e a lamber o cu a esta quadrilha de malfeitores que são estes governantes, não há pachorra. pobre pais que em tais mãos caíste.