Calma no barco

Espero que os partidos de esquerda, chegando, como é minha expectativa, a um acordo, não o publiquem antes do dia em que derrubem o governo PàF. A confidencialidade tem sido, até agora, exemplar, para desespero da nossa imprensa tablóide e dos telejornais predadores. É que se o eventual compromisso for assinado e conhecido antes de tempo – e a pressão para que o seja é tremenda -, passará a ser a matéria exclusiva de pasto para o parasitismo comentatório, cuja prática generalizada de batota e vigarice informativa é consabida e, sobretudo, irá transformar-se no conteúdo exclusivo do debate na AR, já que a direita, ciente da indigência do seu próprio programa, não deixará de tentar desviar dele as atenções como já fez, de resto, durante a campanha eleitoral.

Comments

  1. Fernanda says:

    Muito sensatas as suas observações sobre a confidencialidade do acordo. De facto com a comunicação social que temos era dar-lhes um prato suculento para desvirtuarem, complicarem e fazerem a mixórdia em que são peritos. Assim ficam apenas com os dentes como ossos mas sem nada para trincar, pelo menos até que seja facto consumado.


  2. É, os comentadores são todos uns vampiros…é que só os há de um lado. Vou-te mandar um lápis vermelho.

  3. José almeida says:

    Excelente e oportuno Post. Espero, que sendo a esquerda paciente, possa surpreender ainda mais o adversário com o silêncio até que o governo seja efectivamente derrubado.

  4. JgMenos says:

    Enquanto os corais de esquerda não forem implantados o segredo é a melhor solução.

  5. antifascista says:

    todo o cuidado é pouco. Com estes vigaristas abutres tudo se pode esperar . Espumem á vontade, Parasitas .

  6. joão lopes says:

    concordo inteiramente…alias no mirone o desespero é tanto que a ofensa sistematica ao PS(portanto a Antonio Costa) ao BE e ao PCP acabou por unificar a esquerda contra esta direita tea pafista.

  7. doorstep says:

    Sábias e prudentes palavras!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.