Rápida recuperação para o António José Seguro.

ANTNIO~1

Tive agora conhecimento, através de um amigo comum, que o António José Seguro foi hoje operado de urgência numa conhecida unidade hospitalar de Lisboa, devido a um problema gastro-intestinal. Tambem sei que, graças a Deus, a operação correu bem.

O António José Seguro é uma pessoa que admiro pela sua coerência, honestidade e verticalidade. Desejo-lhe uma rápida e completa recuperação.

Cavaco, a Cortina de Ferro e o défice democrático na Eurozona

Na Forbes.

Prender banqueiros criminosos? Sim, é possível

Iceland

Nesse estranho país chamado Islândia, a justiça já condenou 26 banqueiros a penas de prisão efectiva por crimes financeiros que tiveram impacto directo na crise financeira que em 2008 deixou o país de rastos. Gente grande e poderosa. Como se consegue este feito? Parece que, por aqueles lados, existe um sistema de justiça que funciona. E esse funcionamento abrange banqueiros, ao contrário daquilo que acontece por outras paragens.

Por cá, na pátria dos brandos costumes, nada disto acontece. Em contrapartida, vão-se arranjando umas prisões domiciliárias de conveniência e quem paga a factura desta lucrativa forma de criminalidade somos nós. E como se isso não fosse suficiente, ainda temos que ver/ouvir um primeiro-ministro tecer rasgados elogios a uma dessas personagens. O que na Islândia é considerado um criminoso, é por cá tido como uma referência. Pelo menos para Pedro Passos Coelho.

Miguel Relvas “analisou” as motivações das esquerdas

e concluiu que as suas (das esquerdas) convicções são afinal fracotas e que «a bem de Portugal e dos portugueses» o “PS histórico” (designação muito oportuna) tem a obrigação de fazer prevalecer «a força da razão sobre a razão da força». Enunciado por quem teve responsabilidades no episódio de repressão policial indistinta sobre velhos e novos ocorrido em Novembro de 2012 em frente ao parlamento – momento decisivo que afirmou a determinação do Governo de que Relvas era membro em  governar pela força se necessário – o argumento não será também ele especialmente fracote (para além de escandalosamente demagógico)?

miguel_relvas_2015 carga policial14nov2012
[Público]

Renzi desafia Schäuble

e anunciou que caso a UE rejeite o orçamento italiano, ele será novamente submetido sem alterações. Dirigida na prática pela Alemanha, a economia italiana está em deterioração acelerada. França não fica atrás em descontentamento. Uma nova fase da crise europeia está lançada. A mais perigosa de sempre, segundo Varoufakis.

german_finance_minister_0312

Um sintoma na vida pública portuguesa

ferreira leite

Tenho notado com agrado que determinadas tradições absolutamente salutares da vida pública e social portuguesa continuam a persistir (Com vida pública/social refiro-me aos variados comentadores: os que aparecem na televisão e jornais e os que escrevem nos blogs e no facebook). Há várias tradições, antigas, provavelmente até com séculos, mas a que prefiro é aquela que consiste em deixar de ter consideração por alguém e proceder a desacreditar essa pessoa por ela ter deixado de partilhar das nossas opiniões.

[Read more…]

E eleição de Ferro Rodrigues e a direita transformada numa barata tonta

barata

O período pós-eleitoral começa a ganhar contornos de anedota nacional. Depois de vários dias a vociferar aos sete ventos que Passos Coelho deveria ser indigitado primeiro-ministro – o que de resto aconteceu, legitimamente – porque lidera a coligação que obteve mais votos nas Legislativas, as hostes da coligação PSD/CDS-PP lançaram a rebelião absoluta nas redes sociais porque, imaginem, o candidato à presidência da Assembleia da República mais votado foi eleito para o cargo. Portanto ganha quem tem mais votos mas apenas quando tal serve os interesses da coligação. Notável. [Read more…]

Cavaco e o riso


Recordar é viver!