Quem resgata Passos Coelho?


ppc

Vergonha alheia é o sentimento que se apodera da minha pessoa de cada vez que vejo Pedro Passos Coelho profetizar uma nova desgraça. É muito triste, para mim que acredito na nobreza da social-democracia, ver um partido com a dimensão histórica do PSD entregue a este vazio de ideias comandado pelo histerismo, que aposta todas as fichas em sucessivas catástrofes que tão rápido se anunciam como se transformam em motivo de chacota para um partido que merecia mais.

Nas jornadas parlamentares do seu partido, Passos Coelho voltou a acenar com o fantasma do resgate, num discurso carregado de catástrofes anunciadas onde só faltou mesmo a palavra resgate. No mesmo dia, a agência de notação financeira Moody’s, essa pedra basilar da extrema-esquerda, fez saber que o risco de novo resgate em Portugal é baixo e que “A posição de financiamento de Portugal é confortável. Já nem os sabujos neoliberais poupam o anedótico deputado do PSD. Aliás, acrescenta a Moody’s que “é cada vez mais claro que as reformas estruturais implementadas durante os três anos de programa de ajustamento não levaram a uma melhoria do potencial de crescimento do país“. Portanto nem as profecias parecem em condições de se realizar, nem o que a tropa passista andou a fazer no governo valeu um tostão furado. Fica no ar a sensação de que o único a precisar de ser resgatado é Pedro Passos Coelho. Dele próprio, claro.

 

Comments

  1. Francisco says:

    Tao preocupados estao com PPC🙂

  2. Está o autor consciente do que a Moody’s entende por reformas estruturais que incitam ao crescimento? Não serão exatamente as que defende a geringonça….

    • l.rodrigues says:

      Estará o autor do comentário consciente de que a Moody’s não é dona da verdade no que respeita a políticas económicas? Eles analizam as economias do ponto de vista da extração de capital. Dá nota mais alta quando essa extração é mais fácil e segura. São critérios muito diferentes dos que são precisos para melhorar a vida das pessoas.

      • O autor está consciente que a Moody’s é uma organização de terrorismo neoliberal e apenas quis salientar que, apesar disso, não afina com o coro catastrofista.

    • E, pelos vistos, também não eram as que defendia a caranguejola!

    • Nightwish says:

      Entre o que os neo-liberais entendem e a realidade vai uma enorme distância.

  3. Hélder P. says:

    Deixem lá ficar o senhor dos Passos. O idiota pode ser muito útil. Nunca interrompas o teu adversário quando está a cometer um erro.

    • JgMenos says:

      Isso o mesmo guia, e bem, a acçao do PPC.
      Deixar a gerimgonça seguir o seu caminho é o mais seguro meio de acabar com ela.
      Quanto mais impostos e mais despesa mais depressa desaparecem.

      • Helder P. says:

        “Mais impostos e mais despesa” poderia resumir 4 anos e meio de governo de Direita. Falharam em todos os objectivos que se proposeram, menos o do empobrecimento da população e vender o património público ao desbarato.

        A crise não acabou, mas ao menos que sejam os ricos a pagá-la desta vez. Os pobres já deram demasiado para o vosso peditório.

    • Sabias palavras🙂

  4. Marco says:

    O artigo tem várias citações do relatório. O autor deste post escolhe as únicas duas que são, vá, razoáveis, para este governo. Todas as outras, que destroem completamente as patetices várias das previsões governamentais, estão estranhamente ausentes…

    São coisas cá do Aventar…

    • O autor deixou o link para todas elas, não as ocultou. E apenas pretendeu mostrar que a profecia do resgate, para mal dos Marcos desta vida, está longe de se realizar.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s