Carlos Costa, é sempre bom recordar


Foi nomeado governador do Banco de Portugal por José Sócrates em Junho 2010.

Comments

  1. Ferpin says:

    E conservado no lugar pelo passos e núncio pelos bons serviços prestados (não ao país, mas destapando-se o núncio e afins, começa a perceber-se que a alguém).

  2. tá bem tá says:

    e?… já cá faltava a cassete sócrates. totalmente a despropósito. é a estratégia dos pafiosos – manter o assunto sócrates nas capas. sobretudo tendo sócrates zero a ver com o actual governo e mais ainda com a geringonça que sempre recusou.

    o que vem a propósito é que depois de ter feito o que agora sabemos, passos coelho o reconduziu sem consultar a oposição.

  3. Rui Naldinho says:

    Há uma diferença entre os motivos que levaram José Sócrates a nomear Carlos Costa para o BdP e Passos Coelho.
    Sócrates quis nomear alguém distante do PS, mais próximo da banca e até da direita, para calar a boca aos críticos por causa da governação de Vítor Constâncio.
    Passos Coelho quis manter Carlos Costa no BdP pelos serviços prestados por este, à política do anterior governo, nomeadamente ocultar os problemas no BES com a Troika cá dentro. Ainda por cima em ano de saída, desta.
    Há uma fase inicial neste processo do BES, ano 2014, em que o PSD parece estar inclinado para a sua substituição, até por pressão do CDS. Mas arrepia caminho quando percebe que Carlos Costa pode dar com a língua nos dentes, estilo António Domingues. E o PSD tem necessidade de ter um bode expiatório, precisamente Carlos Costa.
    Portanto, António, você escusa de fazer o pino, para ler a cronologia dos factos ao contrário.
    As pessoas lêem da esquerda para a direita e de cima para baixo.
    Logo, a última imagem a que fica na nossa memória, é a de uma profunda conivência nos atos, e uma coincidência de ideias e princípios entre o anterior governo e o Dr. Carlos Costa.
    O resto são fait divers!

    • Também convém lembrar que a falência do BES e da PT começaram no governo Sócrates, por isso é melhor que o PS não tente passar nos intervalos da chuva, como se não tivesse nada a ver com o assunto. António Costa foi ministro do 1º governo Sócrates e nº 2 do PS.
      Eu não estou a branquear o PSD, estou sim a trazer o PS para junto do PSD. Porque isto não correu mal a partir de 2011, isto já vinha a correr muito mal…

      • Rui Naldinho says:

        Sim. Eu até concordo. Um cancro destes não me parece daquele género fulminante. Cheira-me maus, áquele tipo de o tumor que andou anos a fio no corpo da instituição sem ser tratado ou estripado.
        Talvez estivessem há espera de um milagre!?

      • martinhopm says:

        Foram responsáveis oss do chamado ‘arco da governação’?!

  4. martinhopm says:

    Chamem já o electricista! É ele o responsável! Vai já parra o olho da rua. Qual Sócrates, Carlos Costa, Coelho, Teodora ou Relvas. Tudo bons rapazes. O seu a seu dono. A culpa é toda e só do electricista. Ditosa Pátria…

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s