Há gente em Braga…


braga_romana_ricardo_rio

Jaime Manso

Braga é uma cidade atrasada no tempo, com gente desfasada da realidade. Com gente que devia andar descalça no meio dos campos, e a prestar contas ao senhor feudal.
Braga regride e distancia-se de todas as outras em tudo o que é mau, porque Braga tem gente que não gosta de gente que trabalha à noite. Braga tem gente que tem inveja de quem sai à noite. Braga tem gente intolerante, e quando se queixam e lhe dão uma solução, essa gente não quer a solução.
Braga tem gente que acha que grande festa é a cidade Romana, que não é mais que todas as outras festas, de todos os vilarejos medievais, onde a toga é enfeitada com louros. Em Braga festeja-se a cidade Romana em vez da cidade dos Bracarae, esses bem diferentes dos romanos, até nas roupagens. Em Braga, ha gente que gosta da Noite Branca e a confunde com cultura, sendo a cultura do nada, onde a gente se veste de branco sem saber porquê, veste-se. Sobe-se e desce-se a avenida de sorriso escachado na cara, como se fosse S. João, e vai-se ao bares da Sé beber copos…
Nessa noite até dão jeito. Nessa noite, até dão jeito.
Em Braga, temos gente que gosta do S. João, porque ser de Braga é gostar do S. João. E o que é gostar do S. João? É trazer a aldeia à cidade, fingir que não é uma festa pagã e subir e descer a Avenida, porque nessa noite dá jeito quem trabalhe à noite.
E isso é cultura.
Em Braga, há gente que telefona a outra gente para chamar a policia e fazer queixa do barulho, mesmo que não haja barulho. Em Braga, os bares da Sé contrataram polícia para manter a ordem ao fim-de-semana. Em Braga, há bares que são mais gente que a gente de Braga. Em Braga, a gente tem de aprender a ser gente.
Em Braga, têm de aprender a deixar-se de ser almejadores de gente com queixas do barulho à noite que, afinal, nem é assim tanto.
Em Braga, a gente de Braga tem de aprender a votar!
Tem de aprender a reclamar e queixar-se do que é importante.
Em Braga, destróiem o Centro Histórico, e o bracarense assobia para o lado; em Braga reclamam com uma garrafa no chão mas não se importam com as centenas de carros na zona pedonal; em Braga, reclamam com o barulho, mas não se queixam com o corte desenfreado de árvores do centro da cidade, nem com as podas que se escrevem como se escrevia pharmácia… Em Braga, reclama-se ate com Deus e com o Diabo, mas ai de que se reclame com o partido.
Em Braga, santificado seja o presidente da Câmara; o Vereador e o fiscal de bolso forrado, sua palavra é a verdade.
Em Braga, toda a gente sabe o que se passa mal, mas toda a gente é quase ninguém no fim das contas.

Comments

  1. GOSTO DE BRAGA, sem tantas festas novas-velhas,; gosto de braga verde, alegre, com ruas bem iluminadas e segurança, de gente braguista, solidária. Gosto de braga asseada, limpa e arrumada. Gosto de braga sem politiquices piegas, mas com politica séria e atenta às necessidades dos bracarenses!
    ,

  2. JgMenos says:

    O Manso está Brabo com a vizinhança…e paga a cidade!

  3. Prefiro não dizer says:

    Eu sou proprietário de um bar e quando os vizinhos reclamaram, também passei por situações do género. Primeiro ponto, eles não reclamam do barulho porque são malucos mas porque efectivamente ouvem barulho.
    Quanto a parte de serem retrógrados alguns vizinhos, concordo pois em vez de me alertarem que ouviam barulho, simplesmente faziam denúncia à polícia e eu nunca sabia qual o vizinho que incomodava de forma a perceber de onde saía o barulho. Fiz que questão de tocar a campainha de todos e depois de insistir 2 semanas, houve o primeiro que abriu a porta. Pergunta se ouvia barulho e que tipo de barulho. Lá consegui saber que eram os graves que incomodavam e isole fortemente uma parede paralela a esse prédio. Acabaram se os problemas mas foi difícil lidar com os vizinhos. Ps: eles esquecem se que há menos assaltos à noite pois há movimento. Esquecem-se que russo movimentadas fazem valorizar os valores dos imóveis onde Esquecem-se vizinhos moram..

  4. Mónica says:

    Ridículo. Só um atrasado para escrever tal artigo, se isto se pode chamar de artigo.

  5. Filipe says:

    Nem sei porque perdi o meu tempo a ler um texto tão ridículo. Só te digo uma coisa amigo, estás mal muda te! É que aqui os retrógrados não tem orgulho nenhum em seres ou viveres em Braga! E já agora diz onde és barman ou barwoman para realmente não por lá os pés! Triste

  6. sem nome says:

    Tenho pena de si sr. Manso.
    Talvez seja melhor ir morar para a aldeia e fugir a confusão da cidade e só lá pôr os pés na festa de S.João,ou melhor nem isso,enfie a cabeça num saco e atiresse ao rio este.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s