A carta do neto Manuel ao avô António

A carta do neto Manuel ao Avô António. Todos os avós e netos deveriam ler esta carta comovente, muito sentida, lado a lado com uma vida linda cheia de partilhas.

Almeida Santos

Semana Académica – Serenata de 2 de Junho de 1979 (foto)

Para muitos foi o político do PS que passou por diversos cargos, como ministro e Presidente da Assembleia da República.

Para alguns, foi o músico que tocou Guitarra de Coimbra com a Tuna e cantou cantou no Orfeon Académico.

Para todos, foi alguém que fez história no seu tempo. Faleceu na noite passada, aos 89 anos. Talvez tenha levado a guitarra consigo.

Aventar Podcast
Aventar Podcast
Almeida Santos
/

Hoje dá na net: Pier Paolo Pasolini – Salò ou Os 120 Dias de Sodoma

Vejam depressa, ou baixem do youtube, antes que desapareça. Pasolini depois de estrear este filme apareceu falecido, à paulada. E por cá foi o primeiro episódio de censura pós-1974:

Em Portugal, já em 1976, salva a democracia e evitados os extremismos, os distribuidores tremeram com o filme nas mãos e não ousaram estreá-lo sem exame prévio do então ministro da tutela, o socialista, republicano e laico Dr. Almeida Santos (VI Governo Provisório, a seguir ao 25 de Abril). Dizia-se que o futuro Presidente da Assembleia da República não aguentou a visão até ao fim: «Chamem-me censor, chamem-me o que quiserem, mas enquanto eu for ministro isto não passa.» Verdade ou mentira, é certo que não passou. O filme só foi apresentado pela primeira vez no Festival da Figueira da Foz no dia 1 de Setembro de 1976 (e estreado no dia seguinte em Lisboa, no cinema Mundial), já com o I Governo Constitucional em funções, Ramalho Eanes como Presidente eleito e David Mourão-Ferreira como Secretário de Estado.

Fui confirmar a memória aO Rato Cinéfilo, uma leitura que se recomenda.

O filme dói, tem um plano que ainda hoje me gela, mas nem que seja pelo momento que este cartaz reproduz (e que eu diria ser a chave que abre as portas para o entendimento da obra) é obrigatório ver.

Legendado em castelhano (activar clicando em CC) Ficha IMBD

A leveza da idade em Almeida Santos

A propósito da notável iniciativa de fechar a Assembleia da República às sextas-feiras, disse o veterano Almeida Santos:

Os deputados têm a sua vida profissional, não se paga aos deputados o suficiente para eles serem todos apenas deputados, sobretudo quando são profissionais do Direito ou fora do Direito. Um advogado que tem um julgamento, não pode estar na Assembleia e no julgamento ao mesmo tempo. Há justificações para as faltas.

A senilidade a este deu-lhe para a incontinência verbal com a tendência de urinar para  a verdade, e numa semana em que Cavaco regurgitou a reforma que andava a ruminar, decidiu competir. Isto é obra. Não lhe metam uma fralda na boca e depois digam que insultar deputados é populismo.

Tiro no pé é o desporto da moda: PS e PSD nos primeiros lugares do ranking

tiros nos pés - fernando nobre e almeida santosAs equipas do PS e do PSD continuam a lutar pelos primeiros lugares do ranking do desporto da moda, o tiro no pé. Trata-se de um dos desportos mais fáceis de praticar, tendo em conta que o objectivo é atingir o próprio pé. Embora, para os praticantes, seja um desporto barato, bastando pouca inteligência e membros inferiores completos, possui a estranha particularidade de poder vir a revelar-se caríssimo para os espectadores, que terão, aliás, a hipótese de dar a sua opinião sobre os principais contendores no próximo dia 5 de Junho.

O PSD tem mostrado possuir, nos seus quadros, exímios praticantes desta modalidade, com destaque para Eduardo Catroga e Fernando Nobre, atletas de recursos praticamente inesgotáveis que nunca desistem de uma jogada. O jovem Passos Coelho apesar de ser, ainda, uma promessa, mostra qualidades que lhe garantem um futuro auspicioso, havendo fortes probabilidades de vir a praticar este desporto ao mais alto nível.

Se é certo que o PS começou com alguma desvantagem no campeonato em curso, a verdade é que Almeida Santos não quis deixar os seus créditos por mãos alheias e já garantiu à sua equipa alguns pontos que lhe poderão permitir uma recuperação estrondosa, revelando uma habilidade inusitada ao atingir, com um único tiro, o próprio pé e o de José Sócrates. Mais recentemente, Manuel Alegre, que se andava a treinar à parte, teve uma oportunidade de mostrar serviço e brilhou, usando a sua experiência de caçador, ao mesmo tempo que revelava uma tocante solidariedade, disposto a deixar-se atingir ao lado de Sócrates.

José Sócrates está prestes a ser excluído da prova, uma vez que, ao longo dos últimos seis anos, destruiu quase inteiramente ambos os pés, uma das mãos e grande parte da cabeça. Ainda assim, tentando recuperar algum terreno, continua a disparar freneticamente em todas as direcções.

Cada um tem o Leite Campos que merece

Se Almeida Santos já não tem idade para estas coisas, que não se meta nelas.

Claro que não estás surpreendido, és Deus, estás em todo o lado e sabes de tudo antes de nós

«Sócrates é como Deus nosso Senhor, está em toda a parte»

“Compreendo que Sócrates fale de ‘campanha negra’”

José Sócrates começou por dizer que recebeu sem surpresa o fim da investigação do caso Freeport.

Deus ex machina

film strip - Deus ex machina

A notícia: «Sócrates é como Deus nosso Senhor, está em toda a parte», no Diário Económico.

Imagem de fundo: Deus ex machina.