O Cidadão Ilustre

Sempre achei a máxima “nunca voltes ao lugar onde foste feliz” um pouco errónea. Seria muito mais útil para todos os envolvidos dizer “nunca voltes ao lugar onde foste infeliz”. Infelizmente, Daniel Mantovani, o primeiro Nobel da literatura argentino, decide fazer precisamente isso.

[Read more…]

O homem que dizem ter matado o Convento de Cristo

[Tiago Cardoso Pinto]

Em relação à polémica sobre o Convento de Cristo, convém que se apurem verdades, não alegações baseadas em denúncias sem rosto, quando algumas das pessoas entrevistadas nem sequer lá trabalham e não podiam, portanto, ter presenciado as filmagens de O Homem Que Matou Dom Quixote, do realizador Terry Gilliam.

A reportagem da jornalista Soraia Ramos, da RTP, peca em vários aspectos.

[Read more…]

Biblioteca Joanina pode ser vista no novo filme “A Bela e o Monstro”

A Biblioteca Joanina da Universidade de Coimbra foi a mais directa e reconhecível inspiração para o espaço imaginado no filme da Disney.

A Biblioteca Joanina:

O filme:

Créditos:
Imagens do filme “A Bela e o Monstro: © Walt Disney Pictures.

Imagens da Biblioteca Joanina:© UC | Paulo Amaral

Texto e mais detalhes: página da Universidade de Coimbra

A não perder!

nuno-lopes

Nuno Lopes dedica prémio de melhor actor da secção Horizontes no Festival de Cinema de Veneza:

“Gostava de dedicar este leão a todas as pessoas do Bairro da Bela Vista e do Bairro da Jamaica (…), eles são os os verdadeiros heróis do filme” na sua luta contra “o dragão da austeridade”. E “Quando as pessoas começarem a ser vistas como seres humanos e não como números numa folha de excel, poderemos começar a discutir o futuro da Europa e dos nossos filhos”.

Mais palavras para quê?  Houvesse mais artistas portugueses deste calibre a dizerem coisas destas…. É ir ver o filme, sem falta!

Nuno Lopes no festival de Veneza

Indiana Jones 5


Cena do Indiana Jones 3. A ver se corrigem o desvio do 4° filme da série.

Nasce hoje Roy Batty, vivo há 34 anos

blade-runner-windows-to-the-soul-thoughts-on--L-4rEUMJAll those moments will be lost in time, like tears in rain.

Roy Batty, Blade Runner

Em 1983, entrei, salvo erro, num dos cinemas do Girassolum, uma das salas hoje defuntas de Coimbra. Apesar de o filme ter um título em português (Perigo Iminente – ou Perigo Eminente, como viria a ler-se em muitas cassetes VHS de videoclubes manhosos), é e será sempre conhecido por Blade Runner, no original e para os amigos.

Foram muitas as coisas que me impressionaram no filme, num constante estranhamento que se foi entranhando: um cenário em que o futuro da ficção científica era perigosamente verosímil, um Harrison Ford chandleriano (até se sentia um cheirinho a Humphrey Bogart , com direito a voz off de filme negro), uma banda sonora inquietante, a beleza serena e frágil de Sean Young e um dos melhores e mais complexos vilões da História do meu Cinema, Roy Batty, papel desempenhado por Rutger Hauer. [Read more…]

A Oeste nada de novo

Adaptação do romance de Erich Maria Remarque, por Lewis Milestone. Legendado. Ficha IMDB.

Good Bye Lenin!

Goodbye_Lenin_PosterArt

Good Bye Lenin!. Página IMDB.

Central do Brasil

central_do_brasil

Central do Brasil. Página IMDB.

O Homem que Copiava

homemcopiava

O Homem que Copiava – comédia de Jorge Furtado, vencedora de vários prémios. Página IMDB.

Brazil

brazil-poster-art-1

Brazil – pesadelo surreal num universo orweliano. Filme de Terry Gilliam. Página IMDB.

Legendado em português usando o sistema do Youtube (tem de activar as legendas).

The Day After

the_day_after

The Day After – O Dia Seguinte a um confronto nuclear, retratado neste telefilme de 1983. Página IMDB.

Legendado em português.

Il buono, il brutto, il cattivo

Il_buono_il_brutto_il_cattivo

Il buono, il brutto, il cattivo – um dos melhores filmes de sempre! Ocupa, merecidamente, o quinto lugar no top 250 do IMDB. Western clássico de Sergio Leone, com uma banda sonora inesquecível de Ennio Morricone. Página IMDB.

O filme está legendado em Inglês utilizando o sistema do Youtube. A boa notícia é que o sistema de tradução automática já funciona de forma muito satisfatória. Assim, deve em primeiro lugar activar as legendas em inglês, clicando em . A seguir, clicar no mesmo icon e activar a tradução das legendas (segundo item no menu).

Gato Preto, Gato Branco

Gato Branco, Gato Preto

Gato Preto, Gato Branco – filme genial de Emir Kusturica. Ficha no IMDB.

Tem legendas em português, clique em legendas para activar.

As coisas não são feitas por acaso

Eduardo Gageiro por Tiago Cravidão

Ante-estreia, dia 31 de Maio, 21h30, Sala Manoel de Oliveira, no Cine-Teatro São Jorge – Entrada Gratuita-  Evento no Facebook

 

Ladrões de Bicicletas

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=Ojt7ZgDNmnk&w=260]

De Vittorio De Sica. Legendado. Ficha IMDB

O filme em alemão para português ver

Juntem Berlim, Marcelo e Deus, e subtraiam a explicação da Helena.

Lord of War

Lord of war: Filme de Andrew Niccol, com Nicolas Cage, devia ser dada mais relevância a este filme… Página IMDB.

Yuri Orlov: The reason I’ll be released is the same reason you think I’ll be convicted. I *do* rub shoulders with some of the most vile, sadistic men calling themselves leaders today. But some of these men are the enemies of *your* enemies. And while the biggest arms dealer in the world is your boss – the President of the United States, who ships more merchandise in a day than I do in a year – sometimes it’s embarrassing to have his fingerprints on the guns. Sometimes he needs a freelancer like me to supply forces he can’t be seen supplying. So. You call me evil, but unfortunately for you, I’m a necessary evil. [Da cena do Interrogatório]

Em inglês, sem legendas.

12 Angry Men

12 Angry Men – filme de Sidney Lumet, no sexto lugar do top #250 do IMDB, com Henry Fonda.

Um julgamento por júri. Um veredicto óbvio para 11 dos jurados, mas o décimo segundo tem dúvidas.

Em inglês, sem legendas.

Hoje dá na net: Notorious

Notorious, obra do mestre Alfred Hitchcock, com Cary Grant e Ingrid Bergman.

Pedem a Alicia Huberman para espiar os amigos nazis do próprio pai, que operam a partir do Rio de Janeiro… (Página IMBD)

Em inglês, sem legendas.

O Ditador

Prefiro o original. Dispenso a “democracia”!

Hoje dá na net: Cinema Português

Filme projectado em São Bento no protesto pela defesa da Nova Lei do Cinema. Montagem de alguns dos melhores planos do cinema português. Pode ferir a susceptibilidade da direita inculta: tem cenas eventualmente subsidiadas.

Hoje dá na net: Os Hippies (1967)

Com guião de Jack Nicholson, e a participação de Peter Fonda, Dennis Hopper, Susan Strasberg e Bruce Dern, um filme de Roger Corman.

Legendado em português, ficha IMBD.

Hoje dá na net: O Sétimo Selo, de Ingmar Bergman

Com Gunnar Björnstrand, Bengt Ekerot, Nils Poppe, Max von Sydow e Bibi Andersson

Em sueco, legendado em português.

Ficha IMBD

Hoje dá na net: O Delfim

De Fernando Lopes com Rogério Samora, Alexandra Lencastre, Maria das Mercês, Rui Morrison e Isabel Ruth.

Legendado em português, ficha IMDB

Hoje dá na net: Adeus Lenin!

Inspirado em um período importante da história cultural da Europa – a queda do Muro de Berlim e a reunificação das duas Alemanhas – Wolfgang Becker usa como pano de fundo personagens reais como Erich Honecker, que governou a RDA (ou Alemanha Oriental) de 1971 a 1989; Mikhail Gorbatchov, o derradero líder (1985-1991) da URSS; Helmut Kohl, primeiro chanceler da Alemanha reunificada, e Sigmund Jähn que em 1978 tornou-se o “primeiro alemão no espaço”: foi um dos tripulantes da espaçonave soviética Sojus 31.

Legendado em português, ficha IMDB

Hoje dá na net: Os Grandes Aldrabões

São os quatro irmãos Marx, é claro. Um filme de 1933 com Groucho, Harpo, Chico e Zeppo Marx, realizado por Leo McCarey.

Legendado em português, ficha IMDB

Hoje dá na net: Pixote – A lei do mais fraco


É considerado um dos melhores filmes brasileiros. Dirigido em 1981 por Hector Babenco, o mesmo realizador de Estação Carandiru, e contando com a participação da grande Marília Pera, «Pixote – A Lei do Mais Fraco» retrata o sub-mundo do crime em S. Paulo e sobretudo a delinquência juvenil. A personagem central é Pixote, interpretada por Fernando Ramos da Silva, um menino de rua transformado em actor propositadamente para o filme. Acabou por ter um destino trágico, assassinado aos 19 anos pela Polícia depois de ter seguido as pisadas da personagem que interpretou, ou seja, tornando-se um criminoso. Anos depois, viria a ser feito um filme baseado na sua história, «Quem matou Pixote?».
Está disponível na net o filme integral legendado em inglês, antecedido e intercalado por um breve documentário de contextualização do filme. O facto de estar dividido em 13 trechos torna-se irrelevante, neste caso, devido à importância da obra. Para os adeptos de outras línguas, está também disponível o filme completo dobrado em russo.

Hoje dá na net: Pier Paolo Pasolini – Salò ou Os 120 Dias de Sodoma

Vejam depressa, ou baixem do youtube, antes que desapareça. Pasolini depois de estrear este filme apareceu falecido, à paulada. E por cá foi o primeiro episódio de censura pós-1974:

Em Portugal, já em 1976, salva a democracia e evitados os extremismos, os distribuidores tremeram com o filme nas mãos e não ousaram estreá-lo sem exame prévio do então ministro da tutela, o socialista, republicano e laico Dr. Almeida Santos (VI Governo Provisório, a seguir ao 25 de Abril). Dizia-se que o futuro Presidente da Assembleia da República não aguentou a visão até ao fim: «Chamem-me censor, chamem-me o que quiserem, mas enquanto eu for ministro isto não passa.» Verdade ou mentira, é certo que não passou. O filme só foi apresentado pela primeira vez no Festival da Figueira da Foz no dia 1 de Setembro de 1976 (e estreado no dia seguinte em Lisboa, no cinema Mundial), já com o I Governo Constitucional em funções, Ramalho Eanes como Presidente eleito e David Mourão-Ferreira como Secretário de Estado.

Fui confirmar a memória aO Rato Cinéfilo, uma leitura que se recomenda.

O filme dói, tem um plano que ainda hoje me gela, mas nem que seja pelo momento que este cartaz reproduz (e que eu diria ser a chave que abre as portas para o entendimento da obra) é obrigatório ver.

Legendado em castelhano (activar clicando em CC) Ficha IMBD

Hoje dá na net: Sócrates

Produção televisiva realizada em 1971 por Roberto Rossellini.

Ficha IMDB – Legendado em português.