Cavaco a cavacar até ao fim

Passo à frente do veto da adopção de crianças por casais do mesmo sexo. O principal culpado aqui é José Sócrates, que começou por vetar a aprovação de um projecto de lei do Bloco de Esquerda para, na Legislatura seguinte, aparecer como o grande defensor das minorias. Aprovando um casamento manco que discriminava as pessoas do mesmo sexo em relação às outras. O ainda presidente da República limitou-se a aplicar à nação a sua visão anquilosada e míope da sociedade, própria de um enquadramento ideológico que ganhou raízes (e nunca de lá saiu) desde os tempos em que andou a fazer fervorosas declarações de amor à PIDE.
Sobre o aborto, nem sei o que diga. Todos os actos médicos no SNS estão sujeitos a uma taxa moderadora, é verdade, inexplicável como o aborto tem de ser privilegiado em relação aos outros actos médicos, mas não passa de uma questão menor sem qualquer relevância. Sobre o mais importante, Cavaco acha que uma mulher que quer abortar devia ir primeiro a uma consulta psiquiátrica. Pois. Voltando ao princípio, nem sei o que diga. Há pessoas que com a máxima urgência deviam recorrer a uma consulta psiquiátrica, mas não seriam essas mulheres certamente.
Cavaco faz questão de terminar o seu mandato da mesma forma que sempre o conduziu. Um ser tão pequenino, tão pequenino…
Sorte tem Marcelo – pior do que o seu antecessor é impossível. Humanamente impossível.

Adopção e co-adopção por casais homossexuais

Queria só dizer-vos, deputados que hoje chumbaram estas propostas, que o futuro vos recordará como gente que teve oportunidade de corrigir uma desumanidade e escolheu perpetuá-la. É uma carga pesada para a maioria das costas, mas vocês merecem-na bem.

Partido Comunista, conservador e reaccionário

Ao votar contra as propostas do Bloco de Esquerda e de «Os Verdes», seu parceiro de coligação, o Partido Comunista mostrou ser, ao nível dos costumes, um Partido conservador e reaccionário que em nada se distingue do CDS ou do PSD.
Pior: existindo liberdade de voto em todas as Bancadas, 9 deputados do PSD votaram a favor dos projectos e até um deputado do CDS, Adolfo Mesquita Nunes, o fez. O Partido Comunista foi o único que conseguiu o pleno – todos os Deputados votaram contra. Ou porque realmente concordam com o que votaram ou porque, no fundo, não houve liberdade de voto.
Não sei o que será pior. Mas sei que, no que toca a estas matérias, deixo de poder considerar o PCP um Partido de Esquerda, ao contrário dos deputados da Direita que votaram a favor. Acreditem que tenho pena.

Vale e Almeida chama ignorante, ofensivo e falso a Pedro da Silva Pereira

Na altura em que se dizia que os casais homossexuais iriam poder aceder à figura do apadrinhamento civil, o António Serzedelo, aqui no Aventar, mostrou-se satisfeito com a possibilidade. Logo na altura, fui de opinião contrária: o facto de a lei falar expressamente dos gays como «factor de ponderação» era por si só discriminatório. Mantenho, já que todos devem estar em igualdade de circunstâncias seja qual for a sua orientação sexual. E como todos sabem mas ninguém assume, neste país a fingir, a restrição da possibilidade de adopção de crianças a determinados casais é claramente inconstitucional. Cavaco é que deu uma mão ao não enviar esse artigo para análise no Palácio Ratton.
Mas agora nem «factor de ponderação» será. O ministro Pedro da Silva Pereira, no Parlamento, disse há uns dias, taxativamente, que os casais homossexuais estão impedidos de aceder ao apadrinhamento civil, contrariando a tal norma de que se falava.
Miguel Vale e Almeida, deputado do PS, já se insurgiu no seu blogue pessoal e chamou mesmo ignorante a Pedro da Silva Pereira. E ofensivo. E falso. Fez bem. E sou insuspeito para dizê-lo, visto que não me coibí de criticar a sua ida para o Parlamento.
Ainda teve sorte, o ministro. Se em vez de Vale e Almeida fosse João Galamba a insultá-lo, era de filho da puta para baixo.

Adenda: Como o que é mentira ontem pode ser verdade hoje, mesmo na blogosfera, afinal o Miguel Vale e Almeida não chamou nada ignorante a Pedro da Silva Pereira. Só disse que ele revelava ignorância. 🙂