A canalhice passeia-se nos Ídolos

Um professor do miúdo que foi torturado num canal de televisão explica tudo (ligação para o Facebook):

O jovem de quem se fala é meu aluno. Tem 16 anos. Frequenta a aula de Português Funcional numa turma de Educação Especial. Sendo menor, foi certamente autorizado a concorrer a este concurso da SIC. Mas certamente a sua encarregada de educação (que não é nem a mãe nem o pai e isto talvez não seja por acaso) não imaginava que ele ia participar num concurso onde toda a gente, desde os elementos do júri até à produção, passando pela direção de programas e pelos responsáveis pelo canal e outros trâmites que desconheço parecem divertir-se a cometer monstruosidades, como ridicularizar publicamente jovens ou crianças que já têm problemas suficientes na sua vida há muitos anos.

Rafael Tormenta acrescenta que o rapaz “está fechado no seu quarto há alguns dias“. [Read more…]

Títulos de Programas de TV – Ídolos ou Epifenómenos?

Na luta pelas audiências, as estações de TV recorrem ao uso de títulos altissonantes para baptizar programas cuja finalidade é captar a adesão de milhões de telespectadores. ‘Ídolos’ foi um dos casos recentes.

Em minha opinião, considere-se embora os esforços das máquinas de mediatização, na música ligeira, como em outras áreas de expressão artística, os verdadeiros ‘Ídolos’ não se fabricam através de métodos artificiais e fórmulas de resultados instantâneos, tipo mousse ‘Alsa’. O estatuto inicia-se sobre qualidades inatas e adquire dimensão universal ao longo de prolongadas carreiras, carregadas de esforço. O talento, reafirmado de forma constante, consolida, portanto, esse estatuto. Assim sucedeu com Amália Rodrigues, Louis Amstrong, Edit Piaf, Frank Sinatra, Ella Fitzgerald, Bruce Sprinsteen, Beatles e tantos outros que, em diferentes épocas, granjearam níveis de popularidade à escala mundial.

[Read more…]

Ídolos do passado que nunca perdem o seu valor

Ídolos, o vídeo da vitória. Filipe ganhou os ídolos.

Filipe  ganhou os ídolos e cantou novamente “Ouvi dizer” dos Ornatos Violeta. Diana perdeu mas sente-se também vencedora, durante o programa reuniu uma imensa legião de fãs. Havia gente que chorava e gente que ria, como sempre, nestas coisas. Há quem ache injusto e proteste. Entretanto, já está um espectáculo preparado para correr o país. E eu já posso sair e ir carnavalear… ou, caso contrário, pudesse eu pagar de outra forma…

O resultado dos ídolos

O resultado dos ídolos já está definido e nós já o conhecemos. As nossas fontes priveligiadas contaram-nos timtim-por-timtim todos os segredos de bastidores, os números de votos, o nome do vencedor, a reacção do outro, etc. Portugal já elegeu o novo ídolo.

Mas é carnaval e não dizemos. Só quando o carnaval passar. O vídeo pode aparecer entretanto, ou não, depende de acabar de me mascarar mais, ou menos, depressa.

Ok, pronto, não custa nada. Perdeu a Diana. Logo…

Diana ganhou os Ídolos


Por causa de uma brincadeira interna no Aventar, gastei algum tempo, na última semana, a observar este fenómeno dos «Idolos», de algum modo muito semelhante ao finado «Chuva de Estrelas».
E agora que acabo de saber que Diana, uma das finalistas, venceu por uma margem folgada, questiono-me que ídolos são estes que a televisão «mastiga e deita fora» à medida das suas necessidades. Ídolos com pés de barro, que vencem os concursos porque as respectivas famílias ligam milhares de vezes para o número de valor acrescentado que a televisão disponibiliza. O Facebook, onde o grupo de Diana conseguiu ter mais de 90 mil seguidores, é elucidativo quanto à forma como estas vitórias são fabricadas.
A rapariga até tem uma boa voz, a questão não é essa. O problema é que, quando chegar à vida real, a luta vai ser a sério. E dessa vez, não vai haver família e amigos a comprar todos os discos que estiverem à venda.

ADENDA: Afinal não ganhou, o que vai dar ao mesmo. O que escrevi acima também encaixa perfeitamente no Filipe.

O primeiro «casting» do Filipe dos Ídolos


«Não quero ir a Lisboa.» .«Este programa não me diz nada.» «Só venho ouvir a vossa opinião».

Diana ou Filipe – o «Sol» sabe quem vai ganhar os Ídolos


O «Sol» sabe, através de escutas feitas a funcionários de «call center», quem vai ganhar os «Idolos» no próximo Domingo. José António Saraiva e Felícia Cabrita já estão a preparar uma edição extra para amanhã.
Meus senhores: ganhe a Sofia, ganhe o Filipe, ganhe o raio que os parta. Mas ganhe alguém e acabem de vez com isso. Já não posso ouvir falar da porcaria dos «Ídolos». Foda-se!
Eh já agora, a família da Sofia podia parar de telefonar aos milhares para os «call center», porque ganhar assim não é justo. Como diz um dos seus familiares no Facebook, Tiago Mendes», «Famíla. Vou-me ausentar. Logo à tarde regresso. Mas não parem de votar, porque eu também não paro. 760 300 507.»
Se é que percebem o que eu estou a dizer…

Ídolos, quem vai ganhar

Quem vai ganhar o Ídolos é a Diana. Pois eu acho que vai ganhar o Filipe. Eu cá acho que deviam ganhar os dois. E tu, quem achas que vai ganhar?

Oiço estas conversas na rua, nos cafés, na padaria, no barbeiro, em todo o lado. Será que o país anda todo assim? Ou será que, morando eu no Algarve e sendo uma as concorrentes algarvia, se trata de uma febre local? Seja como for, nesta pacatez própria do inverno, o Algarve – este Algarve onde vivo – parece ter sucumbido ao programa e andar suspenso até domingo. Paulo Rangel? – Esse também canta? Liberdade de expressão? – Uma canção é escolhida pelo júri, mas a outra é escolhida livremente pelos concorrentes. Mário Crespo? – Ah,  mas antes de falar nisso, o primeiro-ministro disse ao director de programas da SIC que gosta muito dos Ídolos.

Num tempo em que os meios de comunicação são cada vez mais diversos, em que os canais de televisão existem às dezenas, um único programa de entretenimento congrega as preocupações de muitas pessoas, gera grupos de fãs, movimentos de apoio, argumentos a favor desta ou daquele, torna-se o centro de discussões populares, propõem-se medidas salomónicas para que ganhem os dois concorrentes. Fãs individuais entram nos blogues e fóruns virtuais e tentam convencer os outros a votar no seu favorito, as revistas cor-de-rosa fazem capas e aumentam tiragens.

Quem vai ganhar o Ídolos? A Diana? O Filipe? Quem ganha com isso – quem já ganhou – é a SIC e seu universo editorial. E tu, quem achas vai ganhar?

Filipe canta Nirvana. Ídolos.

Filipe ressuscitou os Nirvana nos Ídolos. Vejam aqui.

Pedro Abrunhosa cai nos Ídolos

Por uma vez, o Aventar ficou em casa a ver os Ídolos. Aconteceu de tudo. Pedro Abrunhosa foi cantar com os finalistas mas, antes disso, deu uma queda no palco. Espectáculo é espectáculo.

Diana ou Filipe, vê quem ganhou os Ídolos

 
Foi hoje a última gala dos «Ídolos», um dos únicos programas da SIC que vai conseguindo dar audiências decentes ao canal de Pinto Balsemão. Não é um programa que costume ver, mas o Aventar gosta de estar actualizado sobre tudo o que passa na televisão portuguesa.
Não posso dizer que gosto do programa. Ao invés, acho aquela primeira parte profundamente detestável – aquela em que o júri achincalha e humiha todos os que se atrevem a concorrer. Quanto à parte final, tem pelo menos a vantagem de dar a conhecer boas vozes que andam pelo anonimato. Lembro-me, por exemplo, do Nuno Norte, que antes dos «Idolos» andava a cantar na rua de Cedofeita, no Porto, com a sua guitarra.
Quanto à edição deste ano, vi hoje pela primeira vez. Parece que andei a perder durante semanas a fio a lindíssima Cláudia Vieira, acompanhada por um puto com qualidade, o João Manzarra, vindo directamente desse verdadeiro laboratório de apresentadores que é o Curto-Circuito da SIC Radical.
E hoje, Diana ou Fiipe, pessoas que há uma hora atrás nem sabia que existiam, quem ganhou? Sinceramente não sei, mas ouvi dizer que a Diana estava à frente nas votações.

Diana canta Led Zeppelin

Diana Piedade  canta Whole Lotta Love dos Led Zeppelin. Vejam.

Pedro Abrunhosa…

…para ali aos tombos no Ídolos com a Diana e o Filipe e eu aqui à espera do novo álbum que ele me prometeu no Teatro S. João!

E já agora, a Obra-prima:

Ray Charles – Hit the road Jack!

Quando o Ray se ouviu no Ídolos até voltou a ver…