Cativar ambulâncias para cumprir o défice ou o regresso da TINA

As ambulâncias do INEM vão deixar de funcionar entre a meia-noite e as oito da manhã em oito concelhos do país. Este é o tipo de medida que fez da governação anterior, PSD/CDS, uma experiência ignóbil. Alcançar metas milagrosas do défice à custa dos mesmos, para tal usando os mesmos métodos e as mesmas opções políticas da “direita além da troika”, não augura nada de bom ao estado de graça da Geringonça. Parece que as pilhas estão a chegar ao fim.


 

A Ambulância do INEM

inem_arcos_de_valdevez

confiada aos Bombeiros de Arcos de Valdevez serve para acudir pessoas aflitas (aplauso) e ir às compras na Decatlhon de Braga (outro aplauso).
Nobres missões.

Da colecção O governo que destrói recursos humanos (3)

INEM quer contratar mais 70 profissionais para atendimento de emergência e 85 para ambulâncias

Transporte de Doentes

transporte_de_doentesSou adepto, eu, do transporte público. (©?)

Reforço de Meios do INEM

nova-ambulancia-inemO Ministério da Saúde não quer que vos falte nada, nada! (©?)

Os nossos velhos passam fome

idosos fome
Embora tivesse consciênca de que isto acontece, sei que há idosos que já não compram medicamentos porque não os podem pagar e não se alimentam convenientemente porque não encontram forma de se sustentar, a realidade parece mais cruelmente real quando me atinge de frente. Há dias disse-me alguém, uma médica que trabalha num hospital, que são cada vez mais os casos de idosos que aparecem nas urgências com uma maleita que mais não é do que FOME. Aparecem, queixam-se de uma qualquer dor, de um qualquer achaque e, quando esta médica lhes pergunta se comeram, a resposta é um não. Ou um encolher de ombros, um baixar dos olhos envergonhados. Logo ali se percebe que aqueles pessoas vão ao hospital na esperança de lá poderem comer qualquer coisa. Alguns insistem mesmo em ser internados. [Read more…]

Jaime Soares e o INEM

O decano dos autarcas portugueses foi parar a presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses. É a pré-reforma, espera-se. Vai daí saiu-se com esta:

Jaime Soares referiu que o INEM vai ser uma “nova etapa” nas discussões da Liga e adiantou que as cerca de 280 ambulâncias que estão nas corporações “custam menos que as 60 que são geridas directamente pelo INEM”, adiantando que as tripulações “têm os mesmos conhecimentos e a mesma formação”.

Ora nada acontece por acaso e tudo tem uma razão de ser. Em 2004 já o comandante dos Bombeiros de Vila Nova de Poiares, tinha tido um percalço com o INEM:

Segundo um relatório ontem divulgado pelo INEM, Jaime Soares impediu a equipa “de aceder ao local, assim como conhecer o número real de vítimas”. O acidente de viação, registado na madrugada de sábado na estrada da Beira, Vila Nova de Poiares, causou um morto e cinco feridos. [Read more…]

Pátria homicida

Idosa morre à espera que dois hospitais decidam quem a deve tratar

A ser verdadeira esta notícia, não há dúvida de que vivemos num país acima das nossas possibilidades, porque não há possibilidade de sobreviver num país em que os mais frágeis morrem em nome do pagamento de dívidas criadas por gente sem escrúpulos e pagas por outros com os mesmos escrúpulos.

A História que o marcelismo me vendeu na Escola Primária falava-me de heróis que tinham morrido em nome da Pátria ou de Deus, mas, na altura, eu era um alvo fácil da propaganda.

Hoje, vejo poucos heróis e fico-me por carrascos e vítimas. A mulher de 79 anos que morreu em Chaves é vítima de um homicídio e o culpado é um país incapaz de se equilibrar entre interior e litoral, entre ricos e pobres, entre deve e haver.

Matámos uma mulher de 79 anos. É o que fazemos aos idosos lá do interior.

Em revista

Diz o Público que o líder parlamentar social-democrata, Aguiar Branco, rejeita a possibilidade de mais um “orçamento limiano”.
Acho muito bem: o que as contas do Estado menos precisam é de matéria gorda. Nem um orçamento de tempos de vacas magras bate certo com queijo flamengo.
Já a TVI24/IOL destaca que as ambulâncias do INEM estão a servir de taxi gratuito para os utentes.
É o que dá não haver investimento sério e eficiente na rede de transportes públicos, a par da subida do crude que tem aumentado o preço da bandeirada.
Ainda a TVI24/IOL, refere que uma lésbica se manifestou durante a apresentação de um livro contra o casamento homossexual.
Parece-me que há pessoal que ainda não se apercebeu bem das potencialidades que o casamento homossexual terá em sede de manifestações lésbicas: a partir de agora muita gente não terá de andar a ver cenas lésbicas às escondidas na net, poderá usufruir duma vistas dessas sentado num qualquer banco de jardim e ao vivo.