Os sonhos molhados de Camilo Lourenço


Camilo Lourenço, mais do que um carreirista, é um medinacarreirista. Tal como o exemplar matricial, vive convencido de que é o grilo falante do portuguesinho, esse pinóquio que substituiu a mentira pelos gastos “acima das suas possibilidades”. Enquanto ao mentiroso de madeira lhe crescia o nariz, ao portuguesinho minguam-lhe os bolsos, para gáudio do Camilo que vê nesse encolhimento uma manifestação da justiça divina, não faltando muito para lhe ouvir gemidos de êxtase, sempre que o luso gastador é vergastado por mais um corte salarial ou um aumento de impostos.

Quando já não parecia possível descobrir mais delícias orgásticas causadas pelo cilício da austeridade, eis que o Camilo é surpreendido por uma tumefacção benfazeja, diante da visão do portuguesinho açoitado pela Valquíria Merkel. Chega a mesmo a sussurrar de olhos fechados: “Dá-lhes Angela, dá-lhes. Com força!” Adivinhando o clímax, sorri, entreabrindo os lábios, imaginando a raça superior a pisar os pigmeus da periferia, esses porcos que cospem no prato “greek style”. E é então, ao sentir-se tão superior no desprezo que se manifesta em inglês, que vê luzes, relâmpagos, foguetões. O que lhe vale é ter sempre um par de calças sobresselente à mão. “Ah, Angela, Angela!”

Comments

  1. moimeme says:

    esse cabrão é um asco… vendido…

  2. Que nojeira de escrita

    • António Fernando Nabais says:

      Também não gostei nada do artigo do Camilo. Tem toda a razão: uma nojeira de escrita.

  3. edgar says:

    É mais pa…ssista que o Pa…ssos.

  4. leopardo says:

    É, os mensageiros que trazem más notícias sempre foram detestados. Detestassem antes quem nos colocou à beira da bancarrota. Enfim uma escrita nojenta.

    • António Fernando Nabais says:

      Também penso que o Camilo Lourenço deveria detestar quem nos colocou à beira da bancarrota, mas prefere usar uma metáfora racista e incluir os portugueses todos nas culpas que são de alguns. Enfim, (vírgula) uma escrita nojenta.

  5. Vicentino says:

    Em Portugal sempre que alguém diz que os bois tem cornos em vez de chifres (more polite), e’ uma chatice.
    Por exemplo, o Medina Carreira e’ um especialista em catástrofes económicas. Porque carga de agua ele não diz que esta’ tudo bem na sociedade portuguesa? Viveríamos mais felizes e despreocupados.

  6. Augusto Marques says:

    Nabais Nabais
    Não chegas aos pés do Camilo Lourenço.
    Mete a viola no saco e vai destilar o teu ódio para outra freguesia que aqui as pessoas tem os olhos bem abertos

    • Nabais, relax!
      O Camilo Lourenço também tem o direito a gostarem do que escreve, como escreve, nem que sejam fretes uns atrás dos outros.

    • Luis Faria says:

      O Camilo Lourenço é um analista económico com alguma lucidez que tem a frontalidade de dizer algumas verdades realmente inconvenientes mas bem reais infelizmente. Tais como: que os portugueses viveram efectivamente acima das suas reais possibilidades durante pelo menos 2 décadas; Governos, empresas e privados. Todos andaram a gastar o que não tinham mamando da torneira do crédito, crédito esse concedido a tudo e a todos sem uma correta avaliação dos riscos e agora que o crédito secou o governo não tem dinheiro para os seus compromissos, as empresas tem de despedir pessoas ás quais não podem remunerar e as pessoas privadas dos seus empregos não tem possibilidade pagar o que devem à banca e são forçadas a abdicar do que na realidade não era verdadeiramente seu. É triste mas é a realidade. A utopia que a esquerda reivindica é que todos deveriamos viver confortávelmente bem com bons empregos a trabalhar 35 horas semanais e/ou subsidiados preferencialmente pelo estado com dinheiro vindo não se sabe bem de onde e é isso que o Camilo Lourenço tem a ousadia de contestar óbviamente por numa sociedade capitalista do sul da europa infelizmente tal não ser possível. Eu também penso como o Camilo Lourenço embora tenha um ordenadozito miserável e trabalhe aprox. 50h semanais mas a maioria deste povo escolheu sucessivamente governos de centro e de direita!!! CAMBADA DE BURROS

  7. Foobar says:

    E cada vez mais a diferença entre o Aventar e o 5dias se esvanece…

    Devemos ouvir, isso sim, o Jerónimo e o Mário Soares que eles nos conduzirão ao caminho da prosperidade, em que todos somos iguais, mas igualmente pobres.

    • Ao contrário do 5 Dias, aqui tem bom remédio: só lê os autores que ainda se esforçam por defender o estado a que isto chegou. É verdade que são cada vez menos. Mas estamos a diligenciar para que escreva nesta casa o último. Sim, o Relvas.

  8. Camilo Lourenço é um bom microeconomista, mas um atroz e fraquíssimo macroeconomista. Já o deixei de o considerar há bués. Spinoide energúmeno.
    Por isso, puxa pela ideologia para argumentar o que não percebe. E como ninguém o ouve, agora puxa pelo cabedal.
    Pode ser que algum grego lhe dê com força no sítio que lhe mais aprouver

  9. http://aviscosidades.blogspot.pt/2012/05/gosto-destas-pessoas-11.html

    Camilo Lourenço é um dos expoentes máximos do comentariado visionário nacional.

    • A esses juntaria ali o caduco Luis Faria que acima transcreveu o que o idiota do amigo assessor lhe pediu para escrever. Ainda por cima com o corrector desligado.
      Safa!

      • Luis Faria says:

        Caduco é cabrão do teu pai

        • Amadeu says:

          Luis Faria: Tem paciência, filho, és caducozinho, pronto. Burrinho como a pôrra, filho, aceita lá, não te zangues.
          Dorme uma sesta, sonha com a lucidez do Camilo, com gajos a mamarem em torneiras, a esquerda a penar no inferno.
          Vais acordar mais bem dispostinho, vá lá.

        • Ena! Ficou nervosinho o jotinha palerma! Epah se quiseres mesmo, mas mesmo ficar nervoso, junta-te ao clube dos paineleiros laranjas! Todas as semanas juntam-se aqui perto e passam os dias a bater com a cabeça na parede e murmuram: ” Porque é que o Gaspar não me deu emprego? Porquê? PORQUÊ?”

          • Luis Faria says:

            És ridículo, estúpido(a) e formatado(a) dessa cabeça por ideologias falhadas e utópicas. Cresce e torna-te adulto(a). Nunca fiz parte de qualquer partido de esquerda ou direita na minha vida. Sou um cidadão de pensamento livre mais sei reconhecer os erros cometidos por uma geração de burros como tu que agora estão à rasca para pagar os juros ao banco da casinha na periferia. Vai-te foder socialistazinho de merda.

          • António Fernando Nabais says:

            Ó menino Luís, foge-lhe muito o pé para a chinela. Veja lá se se controla. Vá acender uma velinha a São Camilo, o infalível.

  10. Madalena Costa says:

    É incrível como ainda existe gente que perante este cenário de catástrofe em que nos encontramos persiste em enterrar a cabeça na areia e insistir em reivindicar aquilo a que pensa ter direito só por existirem como se não fosse necessário esforço para alcançar o bem estar.

    • António Fernando Nabais says:

      Nem mais! Criticar o Camilo Lourenço é a mesma coisa que reivindicar direitos só por existir e acreditar que não é necessário fazer esforço para alcançar o bem-estar. Calaceiros é o que é!

    • Rantanplan says:

      Concordo. Mandemos a tróika à merda mais os seu milhões dos quais não precisamos para nada, e paguemos os ordenados aos funcionários do estado, polícias, médicos, pensionistas, soldados, bombeiros, professores etc com cupões de racionamento.

      • António Fernando Nabais says:

        Não deve preciso mandar a troika embora. Já deve faltar pouco tempo para pagar a esses parasitas com cupões de racionamento.

        • Rantanplan says:

          Ai Nabiço tomaras tu que esse dia nunca chegue pois nunca deves ter conhecido os tempos negros do salazarismo como o meu pai em que também este pobre país esteve arruinado e sofreu na pele a política de recuperação económica do velho abutre de Santa Comba colocado no poder pelos militares.

          • António Fernando Nabais says:

            Tal como o Lucky Luke, também eu gosto do Rantanplan.

  11. Realmento reivindico o que penso ter direito por existir.Sabe,sou humana.Logo reivindico o direito a viver mais e melhor Só isso.E quanto a esforço, quem é senhora para calcular o esforço dos outros?Pode, e deve, se lhe apraz, beber ou comer as tretas dos Camilos deste país,mas não me venha dar lições de trabalho e produtividade.Percebeu?

    • Rantanplan says:

      Claro que sim. À nascença todos temos direitos inerentes á nossa simples existência: Educação, saúde, habitação de cidade e de fim-de-semana, automóvel, auto-estradas, piscinas, férias onde quisermos, lares, assistência jurídica, tudo gratuito e sem pagar qualquer imposto. Deveria-mos todos também ter o emprego que desejamos com um salário mínimo de 3900 € mais ajudas de custos que é o que ganham os nossos heróicos deputados de esquerda e de direita e reformamo-nos ao fim de 4 anos a dormitar no parlamento com 2 meses de férias por ano, subsídio de assiduídade e comendo perdiz confitada e porco preto criado a bolota por 4€ como eles. É uma verdadeira tragédia que assim não seja. Estou tão revoltado quanto a senhora por assim não ser e o culpado é o filho da p*ta do Camilo Lourenço. MORTE À TROIKA, MORTE AO CAMILO LOURENÇO AO MENTIROSO CHUPISTA DO PASSOS COELHO MAIS O SEU GOVERNO DE TECNOCRATAS GATUNOS. MORRA O DANTAS PUM!

  12. Konigvs says:

    Não sei que cunhas tem esse filho da puta, mas devem ser muito grandes, basta ver como ele se passeia por todas as televisões a vender a filosofia do “vivemos acima das nossas possibilidades” e que “temos de empobrecer”.

    • Não temos que empobrecer mas temos que aprender a viver com aquilo que temos e esquecer os créditos que não conseguimos pagar se ficarmos desempregados!

      • Microeconomics 101. A questão não é essa. É que em Macroeconomia, certas verdades da micro não resultam e são contraproducentes.
        Esse é EXACTAMENTE o problema do Camilo. E pelos vistos, há muitos por aí. Palermas e chapeus.

  13. Ana Maria S says:

    É por coisas que aqui e em outros sítios vou lendo escritas por pessoas que teimosamente insistem em querer tapar o sol com a peneira que eu não acredito que esse país tenha um futuro risonho. Foi essa mentalidade e outros vícios que me levaram a abandonar essa terra onde nasci e que até foi favorecida pela natureza com excepção de um povo maioritariamente de burros e oportunistas a começar naqueles que governam e acabar naqueles que os elegeram. Como dizia o Raul Solnado: façam o favor de serem felizes.

  14. O camilo é mais um porta voz do governo.
    Provavelmente não notaram, mas na célebre conferência de imprensa do Gaspar, (a tal da TSU), chegados á altura das questões dos jornalistas, o Gaspar apenas tratou um deles pelo nome … o Camilo claro está !
    São ambos membros do clube!!

  15. Guilherme José Caldeira Lopes says:

    Doutor Camilo
    Li vários comentários e muito críticos ao senhor,isto é a minha análise; a minha educação não permite expressar-me com palavras inadequadas; vou expor algumas dúvidas sobre os seus esclarecimentos televisivos: Nunca ouvi o senhor dizer que o pessoal que está a frente do País deve ter mais contenção nos seus vencimentos,regalias e mordomias, não me vai dizer que ganham menos que o treinador ou jogador de futebol que também ganham de mais, tenho pena do que me roubam também lá vai ter algum,falando dos donos deste país porque não funcionam como o governo Suíço? Não convém, indo para os impostos diz e muito bem se todos pagarem todos pagam menos, porque razão os nossos políticos e não só; os seus comparsas fogem com dinheiros que muito não é deles por exemplo, Caraíbas, Brasil, Suiça isto são exemplos, a quem servem as empresas fictícias ou fantasmas,fundações, observatórios,estes nem os funcionários que estão no local sabem se existem ou não, isto é mais uma forma de alimentar mais uma grande % de papistas, filhos, afilhados, compadres e a sombra de tudo isto o dinheiro desaparece, depois chamam-lhe derrapagem, outros como o BPN, BPP, porque é que o contribuinte comum é que tem que pagar o que outros roubaram? Não tenho conhecimento que bens de alguém tenham sido penhorados, com esta forma de governar lá está o pequeno sempre a pagar, ninguém é responsável pelas dividas do pobre mas o pobre é obrigado a pagar os roubos que o rico faz; agradeço que o senhor me explique algo sobre o que lhe exponho.

    Com os meus melhores cumprimentos

    Lopes

  16. Jorge Correia says:

    Camilo é dos poucos que assume frontalidade para dizer umas tantas verdades que os portugueses não gostam nada de ovir. Pior para quem não gosta! O Português comum não arrepia caminho, gasta o que herdou, o que ganha e ainda pede emprestado para gastar o que é dos outros. Camilo denuncia tudo isto com a frieza que a situação recomenda. Por mim só posso congratular-me com a atitude de Camilo e com a de todos os Camilos que possam existir em Portugal. Porque existem outros. Sem eles tudo seria mentira. E tramóia pegada. Quem não gostar tem dois trabalhos.

  17. Mais uma exemplar do repugnante estilo da escrita pseudo-intelectual da esquerda caviar, babando ódio e presunção. Dá-lhes Camilo!!! Estes tipos ladram muito mas não mordem.

    • António Fernando Nabais says:

      Ó Eduardo, evite escrever enquanto está em êxtase, que, depois, esquece-se das vírgulas. Você queria escrever “Dá-lhes, Camilo”. “Dá-lhes Camilo” sem vírgula quer dizer que está a aconselhar alguém a dar Camilo a terceiros. Guarde o Camilo para si e batam os dois um no outro ou juntem-se a ver vídeos da Merkel vestida de cabedal e chicote.

Trackbacks

  1. […] Lourenço, que se excita com qualquer tirada marialva, não consegue conter um grito de prazer, diante das palavras de Silva Lopes, esse defensor dos […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s