Bukowski revisitado

Dei com um livro de Charles Bukowski esta manhã, acabado de acordar, quando me encontrava na casa de banho. Lugar adequado, pensei, com o sorriso semi-alarve e o preconceito de quem se habituou a olhar para a biografia e para a fama, mais do que para o escritor (apesar, claro, de todo o esforço deliberado que o escritor fez para que confundíssemos obra e biografia, até porque a sua escrita é, quase sempre, autobiográfica). Há anos que eu não lia Bukowski.

Avançando na leitura, libertando-me da ganga inicial, encontrei um poeta – não exactamente um poeta maldito – um poeta apenas, dos bons.

O livro estava em italiano, numa tradução do inglês de Luigi Schenoni. É a partir dessa versão que vos traduzo, de forma simples e rápida

todos juntos

a Alemanha espera-nos com

dedos e estradas e quartos e

restaurantes.

a Alemanha espera Linda Lee

e eu.

espera também o meu tio

de 90 anos.

na Alemanha e em França

sou visto como escritor.

como a alguns escritores americanos,

a Europa descobriu-nos primeiro.

.

terei uma leitura

em Hamburgo.

a Alemanha é o país onde

nasci.

Hollywood é onde

habito.

.

vou à Alemanha

assim

nada de cavalos

e embora deste

quarto.

.

Sherwood Anderson viajará

connosco.

.

recordo que os seus livros eram

como comida para mim

quando eu não tinha comida.

.

estaremos todos juntos: eu,

Sherwood, Ernie, Ezra e

Linda Lee.

.

causaremos incómodos ao piloto

abordaremos a hospedeira.

.

com o copo na mão

atravessaremos o longo Atlântico

um editor alemão suportará

as despesas

um editor francês suportará

as despesas

em Paris

em setembro.

.

já que lá estaremos olharemos em volta:

máquina fotográfica e bloco de notas para

registar a

rebaldaria.

.

embora dos esgotos!

vejam-nos!

é uma piada.

.

sorrio

porque quando se foi pobre

toda a vida

não se esquece

nunca.

.

ao menos na América

mantiveram tons razoáveis e

reservados:

posso voltar a

esconder-me.

.

li todos os livros, danações,

e agora sou um escritor

com o copo na mão

e atravesso o longo Atlântico

com Sherwood, Ernie, Ezra e

Linda Lee.

Comments

  1. Luis Moreira says:

    Pedro, estás a revelar-te um Aventador “de copo na mão” de grande originalidade. Mereces a prenda que tenho reservada para os aventadores. Já agora, não podem abrir antes das 24 horas de hoje!

  2. Pedro says:

    Obrigado, Luis, tenho que admitir que fico curioso. Já agora, alço o meu copo à saúde de todos os aventadores.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.