e(Nobre)cer a sociedade civil

Talvez se inicie aqui a construção de um pilar essencial de qualquer Estado moderno. Uma sociedade civil, esclarecida, com efectivo poder de influenciar as decisões políticas que dizem respeito a todos nós (é preciso lembrar uma e outra vez) capaz de escrutinar o “regabofe” a que chegou a vida partidária.

O sufoco da vida partidária sobre a sociedade civil, os seus cidadãos, contribuintes e eleitores, atinge hoje um desaforo de quem se sente impune, esboroados que estão os pilares do Estado de Direito, que começam com a separação dos poderes democráticos.

Hoje já ninguem duvida que os poderes legislativo, executivo e jurídico são uma e a mesma coisa, com os mesmos actores, a mesma indiferença pela Justiça, pelo inclusão social, pela igualdade de oportunidades. Tudo sob o manto da partidocracia que ganhou “freio nos dentes” por circunstâncias que têm a ver com quarenta anos de “partido único”. Essas circunstâncias já não são hoje correctas, chegou o tempo da sociedade civil se libertar desse jugo infernal que empobrece o país e nos trás na lama dos escândalos!

O facto de um homem que não é nem nunca foi militante de um partido sentir que tem condições de se apresentar a eleições para o único orgão do Estado que ainda mantem alguma autonomia é, só por si, um sinal de esperança!

Os boys e as girls afiam as facas, vasculham carreiras, vida pessoal e amizades, vem aí a difamação, o seu recado vai ser ” nós somos maus mas não há melhor”!

Cumpre-nos ter a oportunidade de mostrar se sim ou não somos uma sociedade civil madura!

Comments

  1. Miguel Dias says:

    E o que é impressionante é a reacção do homem de rua (e não digo mulher, porque me parece ter conotações um pouco dúbias), de apreço e apoio incondicional. Há qualquer coisa a passar-se, pressinto, que é capaz de surpreender muita gentinha (que já se mostra aflita, diga-se).

    • Ricardo Santos Pinto says:

      A minha dúvida é mesmo se na génese da sua candidatura estiveram os soaristas. É que se estiveram, então é mais do mesmo.

      • Luís Moreira says:

        Ele diz que foi comunicar ao Soares e este disse-lhe que apoiará o candidato do PS como não pode deixar de ser. Mas já agora.O Nobre ía tirar as castanhas do lume ao Soares a título de quê? Não haveria melhor maneira de dar a reeleição ao cavaco!

  2. carla romualdo says:

    e quanto tempo vai demorar a que comecem a aparecer nos sítios do costume uns artigos a descrever os podres, reais ou difamatórios, na AMI?

  3. Miguel Dias says:

    É uma dúvida inútil, Ricardo. O próprio é (foi) soarista nas últimas. Os ditos, satisfeitos por entalarem o Alegre, batem palmas e, certamente, vão descolar uns cobres jeitosos para a campanha. Se estão por trás, talvez. Mas será que Nobre os deixará chegarem-se à frente. É que este gajo representa tudo o que de bom um gajo (ou uma gaja) pode e deve ser, sem ser propriamente uma caridosa madre Teresa. E é isso que o povo vê nele. Se eles nos faltar, é que esta merda está mesmo toda fodida.

    • Luís Moreira says:

      Se o Nobre aceitasse fazer esse papel era melhor acordar com o Alegre e dar a reeleição ao Cavaco. Será o que Soares quer?

  4. Iscas says:

    Ouvir o camarada Barroso na Sic a tentar denegrir a imagem do Fernando Nobre com o alto argumento de que ele não é político e o presidente da república tem de ser um político… não sabia que só políticos eram pre-destinados a serem presidentes…devem ter uma marca qualquer no corpinho que os distingue do comum dos cidadãos

  5. Luis Moreira says:

    Iscas, para ser político é preciso tirar o curso nas jotas.Deve ser isso!

  6. maria monteiro says:

    nas sacristias também se tiram uns bons cursos para políticos

  7. Pedro Rocha says:

    Depois dos militares, os políticos, depois dos políticos os civis! Parece-me uma excelente escolha e que venha depressa antes do cavaco dar cabo do pouco que resta do último cargo público em que nós conseguimos acreditar.

  8. Eu não acredito neste candidato. Há sempre alguém a querer apanhar a sociedade civil… Foi Alegre, mas deixou de ser porque preferiu ir atrás do apoio dos partidos… Perdeu o meu! Tudo indica que Fernando Nobre surge do PS… Soarista… Mais do mesmo. COntinuo sem candidato!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.