Limusina+Falcon aos cavacos


Custa-nos perto de Dezoito Milhões de Euros por ano, aos quais se somam todas as despesas inerentes aos seus antecessores vivos. Comitivas enormes e restante acessorizing on the rocks, são parte integrante do estafadíssimo Esquema a que nos habituámos. A tudo isto teremos ainda de somar Cimeiras, eventos festivos fora de Palácio, ajudas de custo para o servicismo permanente, viagens de Estado e consequentes imprevistos técnicos, ciclónicos, vulcânicos, etc, etc, etc.

E se Sua Excelência fizesse precisamente aquilo para que serve um Chefe do Estado, ou seja, representar de quando em vez o nosso país? Bem sabemos que um chefe de Partido – mais ou menos oculto mas nem por isso menos evidente – terá sempre dificuldades para encarnar a totalidade do povo de um país quase milenar.

Há uma semana, morreu em trágicas circunstâncias o seu homólogo de Varsóvia, acompanhado pela mulher e por dezenas de altos dignitários do Estado polaco. Viajavam num velho avião.

Cavaco Silva encontra-se a uma pequena distância de Cracóvia, onde se deslocarão personalidades tão insignificantes como os dirigentes da Rússia, EUA e Alemanha. Merkel dormiu esta noite em Lisboa e depois partiu para Roma, de onde seguirá por via terrestre até Cracóvia.

Mas afinal, quem é Cavaco Silva?!

A resposta é simples. Consiste num semi de difícil definição constitucional, mas isso não o impede minimamente de em tempos de contenção que o próprio não se cansa de alardear, fazer uma longa viagem em limusina fretada, com a respectiva escolta e segurança, coisa que até se compreende. Assim que com todos os luxos – também compreensíveis e igualmente aceitáveis – chegue a Barcelona, não regressará a Lisboa num voo low-cost – como sempre faz a Rainha Sofia de Espanha -, nem sequer numa viagem da TAP. Não senhor. O Exmo. Sr. Prof. Dr. Aníbal Cavaco Silva, Presidente da III República Portuguesa, Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Portuguesas e Grão-Mestre das Ordens Honoríficas, terá, assim como a respectiva cônjuge, um exclusivo e despesista Falcon à espera. Isto, para que na próxima 2ª feira possa retomar a sua agenda de contactos, por sinal a ser preenchida pelo novo chefe do seu Partido político. Há assuntos que não podem esperar. Coisas dos tempos que se avizinham, os da reeleição.

Faça aquilo para que serve essencialmente o Chefe do Estado. Represente o país se souber ou puder, coisa altamente duvidosa, pelo que se viu e vê.

Longe vão os tempos em que o Chefe do Estado viajava de comboio, quase incógnito e com escasso séquito.

Comments

  1. Nuno Castelo-Branco says:

    Bom, pelos vistos a dona Merkel acabou por ficar retida no trânsito. Compreende-se. Continuo a pensar que Cavaco devia ter ido a Cracóvia e nem retiro uma única palavra do texto.

  2. Luís Moreira says:

    Tudo à conta, meu caro!

  3. maria monteiro says:

    Mais à conta …. «Em Maio virão do Vaticano para Lisboa 2 papamóveis transportados pelo corpo especial da PSP. O exercito ainda cedeu dois camiões para transportar a bagagem da comitiva que serão escoltados pela GNR»

  4. Talvez... says:

    Foi precisamente o que me ocorreu, que teria feito muito melhor em vir de comboio o caminho todo. Pode-se apreciar a paisagem, é razoavelmente rápido e muito mais barato.

  5. Pedro Rocha says:

    Mas podia haver um atentado. A Maria é uma senhora muito ansiosa, prefere poder para para se apear e aliviar.
    Nós oferecemos, já que também demos qualquer coisita à Grécia.

  6. João Figueiredo says:

    Vergonha de texto. Um Presidente da República não pode viajar de Falcon, mas foi correcto (e muito louvado pelos canhotos), ir buscar o Saramago às Canárias quando a mulher lhe conseguiu o Nóbel…
    Memória curta, não é? Ou estupidez militante?

  7. Nuno Castelo-Branco says:

    João Figueiredo:
    Pensa que me pareceram bem as habilidades do regime para com o sr. Saramago que ainda por cima não é de confiança? Pensa que me agradou a cedência da Casa dos Bicos para as suas actividades anti-portuguesas? Não.

    O que se contesta é a presteza do prof. Cavaco em chamar a atenção a tudo e a todos, falando de economias e contenção e depois não seguir os seus próprios conselhos. Porque não veio no C-130 da Força Aérea e foi necessário gastar milhares de contos no Falcon? O homem é tão ignorante que não vê que tinha marcado uns pontos? Claro que não, estão habituados a fazer aquilo que bem lhes apetece e sem olharem as consequências. Ele que dê o exemplo e faça como João Carlos que viaja regularmente na Ibéria, por exemplo. Ou a TAP não viaja para Barcelona?
    Não se trata de mesquinhez, mas de uma questão de princípio, coisa desconhecida em Portugal. Esta gente não presta (ele incluído).

  8. maria monteiro says:

    Grande mulher.

Trackbacks


  1. […] This post was mentioned on Twitter by Blogue Aventar. Blogue Aventar said: Limusina+Falcon aos cavacos: Custa-nos perto de Dezoito Milhões de Euros por ano, aos quais se somam todas as des… http://bit.ly/9zssLd […]


  2. […] deixe um comentário » Custa-nos perto de Dezoito Milhões de Euros por ano, aos quais se somam todas as despesas inerentes… […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.