O bispo de Bruges

“O Vaticano anunciou esta Sexta-feira que Bento XVI aceitou a renúncia do Bispo Roger Vangheluwe, da Diocese de Bruges, na Bélgica.
Em breve comunicado, a Santa Sé anuncia a decisão, justificada com o cân. 401 § 2, do Código de Direito Canónico, o qual convida os Bispos a renunciar em caso de doença ou outra causa grave, à imagem do que acontecera no dia anterior com o irlandês D. James Moriarty, da Diocese de Kildare e Leighlin.

Posteriormente, o serviço de informação do Vaticano apresentou declarações do próprio D. Roger Joseph Vangheluwe e do Arcebispo de Bruxelas, D. André-Mutien Léonard.
O agora bispo emérito de Bruges confessou ter abusado durante vários anos de um jovem.
Quando era um mero padre, e por algum tempo depois de ser ordenado bispo, abusei sexualmente de um jovem, refere D. Roger Vangheluwe, nomeado bispo em 1985, ano em que assumiu a diocese de Bruges. [Read more…]

Duque de Loulé: Lisboa Arruinada

Dois prédios na Duque de Loulé, um já praticamente demolido e outro que aguarda o seu triste fim. No primeiro (verde água), situava-se a Galeria Camilo-Eça, um centro de tertúlias literárias e políticas, pertencente ao arquitecto Rui da Palma Carlos, pessoa extraordinariamente simpática e generosa. O meu irmão Miguel e eu próprio, muitas vezes o visitámos e é com grande pena que vemos hoje, um prédio que foi tão bonito, reduzido a uma parede e a uma varanda. O que se terá passado, para que tenha sobrado ainda alguma coisa? Um embargo? Espero que sim e que pelo menos, reconstruam a fachada.
O edifício contíguo é muito interessante, com janelas em ferradura, vidros coloridos (a lembrar Tiffany) e algo de misterioso, como se tratasse de um castelo, ou uma “casa de bruxas”. Merece recuperação total, exterior e interior.
* Por detrás da arruinada fachada verde, podemos facilmente verificar o lixo que se vai construindo na cidade, fruto da ambição do lucro, da falta de preparação e mau gosto. Ralé de vigaristas, é o mínimo que podemos dizer.

Cavaco apaga Mexia!

Face ao discurso de Cavaco Silva, em que aflorou a questão das desigualdades no país, Mexia vem dizer que o que ganha (3.5 milhões de euros) é um assunto interno da empresa. São os accionistas que têm o poder de lhe fixar a remuneração.

É mentira Dr. Mexia, no caso dos monopólios e das empresas públicas não é esse o entendimento, mas no seu caso é ainda pior, porque quem lhe paga os vencimentos milionários são os seus clientes que pagam a electricidade duas vezes mais cara que os clientes europeus.

Percebe, Dr. Mexia, se os preços resultassem de um mercado competitivo onde o mérito fizesse a diferença, os accionistas não ganhavam nem metade do que ganham e, por isso, não lhe fixavam o vencimento milionário que aufere.

Olhe que nós pagamos mas não somos estúpidos!

25% de ilusão

Vinte e cinco por cento de ilusão! Não te zangues, porque ninguém se enamora de alguém com público carimbo na cara.
Quem de nós sente a liberdade ou a prisão de um devaneio, com alguma elegância de formas tece as malhas de uma afeição.

Vinte e cinco por cento de ilusão neutraliza a depressão, faz dormir que nem um justo, e as coisas são o que são, nem surpresa, nem desdobramentos de personalidade, nem pensamentos duplos nem amargos de lágrimas.

Como é bom conversar contigo, ilusão, assim calado e mudo, vazio da minha posse e do meu abrigo.
[Read more…]

os biscateiros ou essa terrível ânsia de viver

Para os Biscateiros que foram o meu modelo de escrita. Em comemoração do 1º de Maio.

Em procura de um texto para comemorar o Dia do Trabalhador, encontrei este que tinha guardado desde 2007, o ano do meu acidente vascular cerebral, do qual melhorei, contra a opinião do meu neurologista, como um Freud qualquer, quem fizera a sua auto psicanálise, essa associação de ideias desencontradas, o mantiveram vivo até os 80 anos, até 1930. Experimentei, deu bom resultado. Eram o fim dos anos 7 deste Século. Dezasseis livros escritos e publicados, salvaram a minha vida e a minha capacidade de pensar e a pouco e pouco, com apoio físico e fisioterapia, a capacidade de andar sem cair. Um casal de operários e uma minha filha que vinha semana sim, semana não desde a Grã-Bretanha, colaboraram para recuperar parcialmente a minha autonomia, ainda não bem restituída. Não conhecia ao meu sujeito de análise. No entanto, por causa da ilusão dessa colaboração, pensei, e foz esta associação, que vós transmito.

O texto diz assim, dentro do meu agradecimento e recuperação de memória:

o divã da auto psicanálise de Freud... usado por mim no meu imaginário

[Read more…]

O "escândalo"

O governo britânico pediu hoje desculpa ao Vaticano pela redacção de um documento oficial, interno, do Ministério dos Negócios Estrangeiros, em que se sugere que a visita de Bento XVI ao Reino Unido, em Setembro próximo, seria ideal se incluísse a inauguração de uma clínica de interrupção da gravidez, se abençoasse um casamento homossexual, se fizesse o lançamento de uma marca de preservativos e de uma linha telefónica de ajuda para menores vítimas de abusos de sacerdotes pedófilos.

O arcaico e retrógrado Vaticano ficou profundamente escandalizado e foi aos arames.

Eu pergunto: será maior este “escândalo” ou o escândalo de violar uma criança? Duas crianças? Milhares de crianças?

Polónia: Nem vão dar pela diferença

 
Todos os políticos que quisessem ocupar lugares de topo, como Primeiro-Ministro ou Presidente da República, só deviam poder concorrer ao cargo se tivessem um irmão gémeo. Assim, se morressem, poderiam sempre ser substituídos pelo irmão gémeo e nem se notava a diferença.
Oops! Lembrei-me de repente do caso português. Já pensaram o que seria um gémeo de José Sócrates? Dois Sócrates?
Não, é capaz de não ser boa ideia. Livra!

Plástico no meio do Pacífico

Chris Jordan é fotografo e tem exlorado o tema da sustentabilidade do nosso modo de vida nomeadamente no que diz respeito ao impacto que aquilo que usamos no dia-a-dia tem no ambiente.

O seu último trabalho que foi apresentado em Outubro na conferência PopTech 2009 e que pode ser visto no seu site mostra até onde vão os restos de alguns dos resíduos que produzimos.

As imagens são chocantes e impressionam também pelo facto de terem sido recolhidas num dos locais mais remotos do planeta, um pequeno atol no meio do Oceano Pacífico a vários milhares de quilómetros de tudo.

Este é algum do impacto que criamos e que nos deve fazer pensar se podemos fazer algo para o alterar… e não precisa de ser nada de particularmente radical, podemos começar pelas pequenas coisas até porque uma longa caminhada começa sempre com o primeiro passo.

Pub.:

Uma campanha de solidariedade que pretende fazer as mães portuguesas mais felizes e apoiar a associação “Ajuda de Mãe”.

Visitem o site, não custa nada e sempre se está a ajudar!!!

D. Afonso Henriques bateu na mãe?

Viriato era alentejano? D. João V viciado em sexo? Salazar caíu da cadeira? D Sancho II era impotente?

Por detrás de cada mito há sempre uma história, por trás de cada história há uma realidade nem sempre coincidente.  Os livros de História contam histórias verdadeiras?  Podemos confiar nas versões dos livros que afirmam desmistificar histórias e tomá-las por certas?

Em campos onde nem os especialistas se entendem, quem somos nós, leigos, para termos certezas? Pelo sim, pelo não, leia-se o livro “Histórias Rocambolescas da História de Portugal”, de João Ferreira, com as devidas cautelas. Algumas versões que ele hoje apresenta, desmentindo mitos, podem vir a ser negadas amanhã. Até nestas coisas da História os factos, como dizia alguém, estão longe de ser factuais.

Manuel Machado no FC do Porto

No Sábado, um amigo que já não via há algum tempo deu-me a notícia em primeira mão: Manuel Machado vai ser o próximo treinador do FC do Porto.
Eu que desejo ardentemente o Domingos (salvo seja!) ou, como segunda hipótese, o André Villas-Boas, não quis acreditar e continuo sem acreditar. Pinto da Costa,  mesmo sendo cada vez mais um «velho ardido» com pouco tempo para o futebol, não iria tão longe! A verdade é que a minha fonte tem amigos bem colocados na SAD do FC do Porto e, apesar de ser um bocado faroleiro, foi ele que me disse há uns anos, em primeira mão, que Octávio vinha treinar o Porto. Com os resultados que se conhecem…
Neste momento, começo a ficar mesmo muito preocupado. É que acabo de ver o Jornal da Tarde e Manuel Machado, cujo conflito com Jorge Jesus é bem conhecido, cortou o bigode. Tal como Fernando Santos antes de vir para o Porto. Com os resultados que se conhecem…

Portugal é Lisboa (1)

Estação de Nine - Linha do Minho/Ramal de Braga, Novembro 2008.

“Exmos. Senhores:

Ouvi em sucessivos jornais de actualidade hoje a menção à greve dos comboios e a anunciada greve de amanhã, em que «não serão só os  comboios, mas todos os transportes públicos à excepção do Metro».
A minha primeira dúvida foi qual o Metro a que se referiam? Lisboa, Porto, Mirandela ou do Sul do Tejo?
Não tendo possibilidades para concluir que se trata de um pressuposto antigo de que «Lisboa é Portugal e o resto é paisagem», pelo menos quando se trata de uma emissora que tão bem trata TODO o país, então julgo poder dizer que se tratando de uma «gralha jornalística» (isso existe?), então solicito a respectiva reparação. Se é o Metro de Lisboa que não vai parar, informe‑se devidamente as pessoas de tal facto.
Obrigado pela atenção,
J.C.”

Concurso:

Toca a descobrir quais os blogues presentes numa destas fotografias: AQUI.

Évora, Alentejo: A Cinco Tons

“A Cinco Tons,  um blog do Alentejo com vista para o mundo”, é assim que este blogue alentejano se define. Pretendendo eu voltar a dirigir a Volta a Portugal em Blogues  para as belas planícies do Alentejo, perguntei-lhes qual a sua origem geográfica ou, mais precisamente, a sua localidade. Eis o que me respondeu Carlos Júlio, um dos elementos do A Cinco Tons :

“É um blog do Alentejo porque incide de alguma forma, sobre a realidade regional (mas também sendo uma janela para o mundo…), embora dos 6 elementos do blog quatro vivamos em Évora, outro em Alvito e um outro em Timor-leste. É o que se chama um mosaico.”

A mim resta-me convidar os leitores do Aventar a fazerem uma visita a este mosaico. Vejam o mundo com passagem pelo Alentejo.

Sou a Favor do Pagamento de Portagens (3)

Considerando que o pagamento de portagens nas auto-estradas grátis é “uma questão de justiça, equidade e solidariedade”, alguém me explica porque é que a A25 (litoral-Beira Alta), A23 (Beira Baixa) e A22 (Allgarve) ficam fora do ramalhete justo, equitativo e solidário?

Façam-me um desenho.

Adenda: afinal, as auto-estradas grátis “custam ao país 700 milhões de euro por ano“.

A Luta Continua:

Os Presidentes de Câmara cujos concelhos são servidos pela A41 e A42 realizam hoje (26 de Abril), na Câmara Municipal da Maia, um almoço de trabalho, com o objectivo de definirem uma estratégia conjunta sobre as portagens nas referidas SCUTS.

Os concelhos em causa são Maia, Valongo, Matosinhos, Paços de Ferreira, Lousada, Paredes, Felgueiras e Penafiel.

Os boys de cócoras

“Manda quem pode, obedece quem deve!” aqui está como um dos génios da PT (este aqui ao lado) sacudiu a água do capote para cima do outro boy…

São estas sumidades que atingem lugares principescamente pagos aos trinta e tal anos tendo como credenciais serem filhos e amigos de quem são. É claro que isto acontece em empresas que à partida têm todas as vantagens sobre as outras e podem dar-se ao luxo de desperdiçar milhões a granel.

O outro boy ( este aqui ao lado) saiu do Assembleia com uma queixa crime às costas não sem antes mostrar bem ao que vinha “Peço desculpa a Sócrates por ter utilizado o seu nome indevidamente” e mais não disse, remetendo-se ao silêncio na sua condição de arguido que no caso não cola, pois o processo não é o mesmo.

É esta gente sem coluna vertebral que está à frente das nossas grandes empresas públicas, mercê de compadrios humilhantes, sem estatuto e sem curriculum, atingem lugares e remunerações que são um vómito num país tão desigual e tão pobre como o nosso.

Entretanto, PS e ministros afadigam-se a defender a posição do boy atentando contra a nossa inteligência como podem ver nestas declarações , nada disto tem a ver com o PS nem com Sócrates. Hoje no Expresso, vem a cronologia dos acontecimentos que o primeiro ministro não conhecia e os gestores negam, com contrato assinado por Zanal e Pacheco, CEO e administrador financeiro da PT.

O país anda nas bocas do mundo, à beira da bancarrota, e nós descobrimos que o nosso destino está nas mãos destes “meninos” utilizados sem dignidade e pagos a preço de ouro.

Prémio Grande Frase d'Abril, 2010: o vencedor é…

Emídio Fernando com o post:


Em Abril, a Assembleia da República fez uma poupançazita

Inês de Medeiros, deputada do PS, participou no desfile comemorativo do 25 de Abril.

Capitão da Areia #2:

A cidade de Vila Real ficava aos poucos para trás. Estava a subir o Marão por entre curvas de asfalto enganador que o túnel nunca mais está pronto nem construída a prometida auto-estrada. A noite estava escura como breu.

No esforçado automóvel estava a “patroa” a dormir e a minha criança lá mais atrás ensonada. Pensava eu. Pelas colunas ecoava “Capitão da Areia”. Baixinho, eu respeito o sono dos outros. Nestas coisas de viajar com filhos folgam os pulmões e prejudica-se a Tabaqueira Nacional e o Ministério das Finanças. De repente, ouço a minha Mafalda:

O Super-homem está a caminho,

Traz o Panda e o Soldadinho,

Fecha os olhos e verás.

Às vezes

Há dragões que têm medo

E é esse o seu segredo,

Cuidado!

Vivem debaixo da cama,

Brincam com o Homem-aranha,

Vais levá-los no teu sono”.

Um dueto imprevisto com o Pedro Abrunhosa! A minha mulher já me tinha dito que desconfiava que o PA tinha escrito esta letra para os filhos. Sinceramente, não sei nem faço a mínima ideia. Já não vou a nenhum consultório há tempo suficiente para não estar actualizado. Só sei que a minha, com tão só seis anos, já sabe de cor a letra de “Capitão da Areia”.

O Marão começou a ficar para trás e aqueles pontinhos de luz ali indicam que Amarante está perto e a A4 aproxima-se. O regresso ao Porto com um dueto surpreendente. Eu amo esta cidade.

[Read more…]