Incêndios: última hora

Serve o presente para informar todos os interessados que a exemplo do nosso PR e do nosso PM vou interromper as minhas férias para me deslocar a uma área ardida e de seguida a uma sala com alguns elementos da Protecção Civil devidamente fardados e acompanhados de jornalistas. A isto alguns chamam solidariedade. Outros preferem ver na coisa um populismo bacoco…

Adenda: Ups, não estou de férias…

Adenda 2: Avisem o Paulo, o Pedro, o Anacleto e o Sousa. Eles entram a seguir.

Obrigado.

Comments

  1. maria monteiro says:

    ; )


  2. Populismo? Não… Preocupação. Nunca se sabe quando as chamas chegam ao Pulo do Lobo (o que seria, de facto, uma tragédia).


  3. Não gosto mesmo nada deste aproveitamento, muito bem explícito neste post, de uma situação trágica, para denegrir as imagens de quem sempre nos defendeu, e bem, e de quem sempre colocou o bem estar das populações à frente dos seus.
    O ainda nosso Primeiro, e o ainda nosso Primeiríssimo, sempre estiveram ao lado do povo, preocupadíssimos com o nosso nível de vida.
    Que quer o nosso articulista?, que os principais mandantes deste nosso País, se sujassem de fuligem, corressem o perigo de se sentirem mal com o fumo, ou até algo pior (Deus lhes valha, e a nós) e fossem atacar o fogo? E depois, quem governava, e bem como se tem visto, este rectângulo? Eles são bombeiros voluntários, são? Não são!
    Por isso, fizeram eles muito bem. Vieram ver, de longe, se as chamas podem correr o risco de chegar a Belém ou ao Terreiro do Paço.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.