E Madaíl, também funciona em piloto automático?

“O grupo não vai ser nada afectado. Os jogadores têm muita tarimba e muita capacidade para jogarem em piloto automático”

Gilberto Madaíl, presidente da Federação Portuguesa de Futebol, sobre o ‘caso Carlos Queiroz’

Se é assim, o melhor é despedir o seleccionador, não contratar mais nenhum e deixar que os jogadores decidam (na Playstation, por exemplo) quem entra a titular e quem fica no banco.

Melhor ainda, acreditando que Madaíl fez um bom trabalho nos últimos anos e que o pessoal da federação tem muita tarimba e capacidade, também devem conseguir trabalhar em piloto automático e não é preciso presidente da federação para nada.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.