Inquérito parlamentar já

O rei João II teve uma morte no mínimo misteriosa. Muitos historiadores, contando com o parecer de alguns médicos precursores do tele-diagnóstico, têm-se inclinado para o envenenamento do monarca, ordenado pela própria rainha, nada de espantar se tivermos em conta que o rei limpara o sebo ao duque de Viseu, seu cunhado, e a mais uns tantos.

Contudo trata-se de uma interpretação discutível. Ainda recentemente Manuela Mendonça, presidente da Academia Portuguesa de História, defendeu a teoria do falecimento devido a doença crónica. É portanto um caso polémico, e “um dever para com a verdade” o seu esclarecimento.

Uma comissão parlamentar de inquérito impõe-se. Já. Aposto que o deputado Paulo Portas, um devoto do chamado Príncipe Perfeito, vai assumir esta iniciativa.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.