a festa da intimidade. Ramadão e Natal

Cristãos comemoram, Muçulmanos invadidos

for the van Emdens: daughter Paula, husband Cristan and children Tomas e Maira Rosa

1. Introdução.

Normalmente, tenho escrito textos que referem esta quadra como um Feliz Natal. Normalmente. Mas, será que é uma época para falar de normalidade? Ou, porém, como vamos definir um tempo normal? Quando é que a vida social tem sido normal. Será quando agimos conforme as nossas ideias e os nossos hábitos e costumes? Mas, os hábitos, como os costumes, não mudam? Será que normalmente significa o que éconjuntural e heterogéneo? Não é por acaso que tenho usado essas palavras nos meus textos de pesquisa. O acaso é a normalidade. A normalidade é o comportamento conjuntural que estrategiza e manipula os feitos, ou factos – decida o leitor -, que constroem o mundo social e divide o trabalho entre todos nós. Estratégia que pode cair em mãos prudentes para virar os acontecimentos em favor do povo, pelo povo e para o povo, por ser a estratégia uma actividade social do povo. Estratégia que varia conforme os objectivos a atingir. [Read more…]

O brilho de La Plata


Os mais famosos caixeiros viajantes da empresa JP Sá Couto, já estão em Buenos Aires, esperando vender mais 900.000 computadores Magalhães. Neste campo de reconhecida competência, seria um alívio se os senhores Cavaco Silva e José Sócrates, definitivamente assentassem arrais na zona de La Plata. Com mais uns tantos contactos governamentais, até poderão passar à ofensiva e abrir mais uns tantos horizontes de expansão. A Dª Kirchner até poderá dar uma ajuda!

Um país de políticos filhos da puta

As grandes empresas decidiram antecipar para 2010 a atribuição de dividendos devidos apenas em 2011, com o objectivo de fugirem aos impostos que há muitos anos já deviam estar a pagar.
José Sócrates fez o papel que dele sempre se espera: protegeu os poderosos e deu instruções ao Grupo Parlamentar do PS para rejeitar a proposta do PCP de taxar esses dividendos já a partir de 2010. Claro que há contrapartidas: o fundo de Pensões da PT, em dinheiro, vai chegar no fim do ano, mesmo a tempo de contar para o défice de 2010. As paredes de S. Bento, se falassem, descreveriam em pormenor as chantagens e as ameaças da PT para que a lei não fosse avante.
O problema é que José Sócrates gosta de se pôr de cócoras, de perninhas abertas, para o grande capital. Sabe-lhe bem porque faz parte da sua matriz ideológica. Que é.. não ter ideologia e vogar, a cada momento, ao sabor dos seus próprios interesses. E não é que quase sempre os interesses do grande capital coincidem com os seus próprios interesses!
Francisco Assis, por seu lado, já percebeu que só é respeitado dentro do seu Grupo Parlamentar com ameças e chantagens. O pequeno serventuário de Sócrates esteve desde sempre ao lado dos poderosos e chega a pôr o seu futuro político em causa para defendê-los. Não sei quantos dos seus amigos ficariam prejudicados com a taxação de dividendos, mas também não interessa. A cara de songamonga e o nome de santo já não conseguem disfarçar a sua verdadeira personalidade. Já o miquei há muito, mas o povo de Felgueiras micou-o antes de todos.
E depois temos Pedro Passos Coelho, outro artista.

[Read more…]

I-See-19 Tales #32 – Mundial 2018

IC-19-Tales #32 Mundial 2018

 

Rússia organiza o Mundial 2018  ~~Twitter de José Lello (via 31)

 

Retomo a minha série de tiras do I-See-19 Tales (Histórias do IC19, em inglês técnico). Tiras anteriores.

O Príncipe, O Grande Jogo e a Wikileaks

É conhecido como O Grande Jogo a disputa pelo domínio da Ásia Central, que opôs os impérios russo e britânico durante o século XIX e inicio do século XX. Durante esse período toda a Ásia Central foi considerada um tabuleiro de xadrez onde os dois impérios fizeram as suas jogadas. Muita da acção centrou-se no Afeganistão que constituía a base perfeita para uma invasão da Índia (sob domínio britânico) ou do Turquemenistão (sob domínio russo). Em 1898 o vice-rei da Índia, Lord George Nathaniel Curzon, declarava:

Turquemenistão, Afeganistão, Transcaspia, Pérsia – para muitos estes nomes transmitem apenas uma sensação de extremo afastamento. Para mim, confesso, eles são peças de um tabuleiro de xadrez sobre o qual está sendo jogado um jogo pelo domínio do mundo.

[Read more…]

KIM JONG-IL olhando para as coisas

Um fotoblogue onde o olhar penetra a descoisificação do real, transcendendo-se na construção do socialismo pós-feudal.

Uma viagem ao coração, fígado e pulmões da República Popular Democrática de Coreia Chosŏn Minjujuŭi Inmin Konghwaguk, conhecida informalmente por Coreia do Norte.

the dear leader likes to look at things.
updated every other day and sometimes on the weekends too

a ilusão de sermos pais

 

Acrescentado do meu livro de 2008: A ilusão de sermos pais, texto completo aqui.

 
 1. Sermos pais.

Devo reconhecer que não sei se este deve ser o primeiro ponto da matéria a tratar, esta de se ser autor da vida biológica, emotiva e intelectual de uma nova geração. Preciso reconhecer que o conceito de paternidade, me tem sido impingido pela cultura na qual vivo, a romana ocidental. Bem como, gosto dizer que paternidade, a meu ver, inclui os dois géneros, como hoje em dia se define. Definição criada na luta dos finais do Século XX e estes anos do Século XXI, começada com a luta denominada Sufragista de finais do Século XIX. Épocas, todas elas, para definir uma igualdade entre seres humanos de genitais diferentes: falo e vagina, mamas que oferecem leite e amamentam, bem como mamas estéreis para criar. Talvez, ambas, para exibir de forma erótica e seduzir uma ou outra pessoa – do mesmo sexo ou de sexo diferente.

[Read more…]

O novo “Philosophical Way of Sex”, revisitado

image

Clique na foto para aceder ao maior site nacional de encavadelas e enrabadelas…

E não esquecer os docinhos.