Qual é a diferença entre Ditadura e Democracia?

Para os meus alunos do 9.º ano (15 anos de idade), nenhuma. Ou melhor, nem sabem do que estou a falar. Crise política em Portugal, demissão do primeiro-ministro, eleições em Junho? Não, nunca ouvimos falar.

Por vezes, questiono-me sobre o que ando aqui a fazer…

Comments

  1. Sei o que é e experimentei a Ditadura.
    Democracia ainda não experimentei, só esta pseudo.
    E sinceramente, ainda bem que os jovens dessa idade estão afastados dos noticiários actuais. Assim vão manter-se um pouco mais puros.

  2. “Ditadura é mandares tu, democracia é mandar eu.” (Millôr Fernandes)

  3. José Vaz Almeida says:

    Caro Ricardo Santos Pinto,
    Estou perfeitamente de acordo com a sua intervenção. É preocupante a falta de interesse dos mais jovens, especialmente aqueles com a idade dos seus alunos, sobre as mais importantes transformações ocorridas no Mundo e no País.
    Muito provavelmente se inquiridos sobre o “Muro de Berlim” preferirão Bolas de Berlim; se inquiridos sobre D.Afonso Henriques, pensarão que se trata do novo treinador do Guimarães.
    Estes são apenas alguns exemplos do destrambelhamento a que Portugal está sujeito e desde 1974 a situação tem vindo a piorar.
    Até quando?

  4. Rodrigo Costa says:

    … Caro Ricardo,

    Atendendo aos estado do País, não é mal que os alunos se mantenham como estão. Esforce-se para que eles aprendam a dominar a língua e alguma coisa das ciências exactas, por ser com essas ferramentas que terão que enfrentar a vida. Afastem-nos da SIC, da TVI, da RTP e de toda a porcaria que para mais não serve do que envenenar as mentes. Eles terão tempo de perceber que a Ditadura, a Democarcia, a Comunicação Social, etc, etc, etc… são tudo formas de negócio; e perceberão, também, após duas ou três vezes de terem votado, que o acto pouco ou nada tem a ver com dever cívico, mas com a participação, consciente ou inconsciente, no jogo de interesses dos que, com poder, se digladiam.

    Faz-lhes mais falta aprender a lidar com o sexo ou com os sexos, para que as frustrações, neste âmbito, não os atormentem e se instalem, em definitivo, e venham a integrar o coro dos que, por inseguranças e medos, passaram a queixar-se de todos os males, sem perceberem que há muito de sexo ofendido, na base disso —pedofilia, parte da homossexualidade, etc, etc, etc…

    Quanto a saber quem foi o D Afonso Henriques… Bem!, o treinador do Guimarães é o Manuel Machado; e diz-se, de há algum tempo, que o filho de D. Teresa era raquítico, e que, por isso, D. Afonso Henriques terá sido adoptado, digamos assim, para poder dar conta dos compromissos. Foi assim?, Não foi?… Que é que isso contribui para a nossa saúde?… Que problemas poderemos resolver com a cereteza dessas coisas?… Poderemos, mesmo, ter certezas?…

    Sim, uma questão de cultura.
    Pois! Eu prefiro massajar a inteligência, por ser com ela que podemos analisar e encontrar soluções para os problemas que nos atrapalham. Estou farto de pessoas cultas que não conseguem atarraxar uma lâmpada nem construir um raciocínio; sem capacidade de análise, e, pior ainda, sem que o que armazenam lhes permita ter opinião própria —passo a vida a ouvi-los dizer, ” como dizi o”…

    Defendo que se deve ser inculto?… Se a cultura é um armazém de retém, não é, objectivamente, esse tipo de coisa que me interessa. Se a memória armazena o que pode ser útil à inteligência… óptimo!

    Já basta não terem uma infância como eu tive. Não faz sentido que, mais cedo, sofram angústias que hão-de vir; porque, o que possam aprender, em termos de informação política, não lhes serve de nada. É uma outra forma de religião: dá-se-lhes um catecismo, ensina-se-os a rezar, para, mais tarde, terem que compreender que as orações de nada servem… se não nadam.

    A minha preocupação com a educação das crianças tem a ver com a dificuldade do uso da língua e a dificuldade na construção de raciocínios. A minha preocupação é ver pessoas formadas a darem calinadas aflitivas, ficando eu sem saber o que se passa nas universidades.

    Como diz a Ana, a diferença entre a ditadura e a democracia… é pouca. Ou melhor, há uma diferença substantiva: não há a PIDE —diz-se. Mas, entretanto, descobriram a mina: deixam a liberdade de expressão; o pessoal desabafa, a pressão baixa e os perigos de explosão desvanecem-se —é isto que os árabes e os chineses ainda não descobriram. Quando derem liberdade de expressão aos seus povos —quando instalarem a democracia, mantendo a ditadura—, pouparão em polícia e viverão em sossêgo. Pode haver uma ou outra manifestação dos que estejam à rasca, mas facilmente compreenderão que isso não dá em nada; é o pessoal a sacudir o tédio —o que as crianças vão ter de aprender!…

    Nota: Numa escola que fosse minha, não haveria “religião e moral”, porque a moral pode ser apreendida sem passar pelo crivo religioso; e haveria, apenas, “introdução à política”, alguns rudimentos de como o ou os sistemas funcionam, mas cujo fraco aproveitamento na disciplina não fosse impeditivo de prosseguir a normalidade dos estudos. Mais tarde, dependendo da escolha da carreira, faria sentido aprofundarem o assunto… ou o aprofundariam por conta própria, que é o que tenho feito… sem aprofundar muito, porque, como deixei implícito e explícito, entendo não valer a pena, e porque nunca me passou pela cabeça fazer carreira política… Limito-me a vê-los.

    Deixem que o melhor do Mundo continuem a ser as crianças. Poupem-nas aos malefícios do tabaco, das drogas, do álcool e da… política.

  5. carolina says:

    voce da primeira lista cala boca e vai estudar oque e ditadura e5ano e ja democrassia sou do 5ano e ja sei toma vergonha na cara

    • nina adora fazer sexo 123 says:

      idiota eu ja sei a difereça pq sou um professor da 3 serie da 4 serie e da 5 serie

  6. tatiana says:

    sou do 5º ano e tenho que fazer meu deveres entao qual é a diferença entre uma ditadura e uma democracia

  7. nathalia says:

    não fala palavrão naum

  8. por favor ,me fala o que e

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.