10 de Junho: a medalha de Sócrates

Há quem chame ao 10 de Junho o dia das medalhas. Sócrates também foi medalhado hoje em Castelo Branco, não pelo Presidente da República, mas por populares.

Se, a troco de alguma sanidade, um bom banho de realidade e de confrontação com os sentimentos dos portugueses faz bem a Sócrates, pergunta-se onde estava esta gente quando o ex-primeiro ministro era ainda um “animal feroz” e andava pelo país a distribuir auto-estradas, ventoinhas e barragens? Ou será que só lhe batem depois de vencido?

Comments

  1. Rodrigo Costa says:

    Caro Pedro Correia,

    As massas são estúpidas. Esta é a primeira razão por que não acredito na democracia.
    As massas são aglomerados de fracos que, como tal, estarão sempre próximo daqueles que pensam ser mais fortes, dos vitoriosos, dos que empunham o facho; dos que, mesmo pequenos, podem induzir a ideia de grandeza.

    Os vencidos serão… os vencidos, apenas porque perderam, não interessando causas nem porquês. É nos ajuntamentos, nas aglomerações que podemos perceber a realidade da besta humana; porque, o que não vale por si só, continuará, em grupo, a valer o mesmo.