Aventário

Há dias em que me apetece comemorar (que, em Latim, quer dizer ‘lembrar em conjunto’). No momento em que me estiverem a ler, estarei a almoçar na minha cidade na companhia de alguns dos companheiros de blogue. Estarei a comemorar.

Tenho bastante dificuldade em fazer parte de colectivos, talvez porque padeça do vício da hesitação, talvez porque me falte um certo arremesso de generosidade apaixonada. No entanto, nunca me senti tão integrado num grupo como no Aventar.

Para isso contribuiu, em primeiro lugar, a amizade antiga com o João José Cardoso. Logo a seguir, senti-me confortável graças ao acolhimento de todos os outros. Finalmente, a minha primeira participação num convívio prandial fez-me associar nomes a caras, a pessoas, e o conforto, o aconchego aumentou.

Contudo, a verdade é que o gosto por fazer parte deste grupo não se deve apenas a amizades ou a empatias ou a almoçaradas, por muito fundamentais que sejam. Aqui, sinto-me desafiado a tentar ser melhor, por desejar estar à altura de todos os que fazem o Aventar, o que não é fácil diante de tanta criatividade, de tanta iniciativa, de tanta capacidade de intervenção cívica, factores visíveis, por exemplo, na tradução do Memorando de Entendimento ou na publicação do vídeo com que o Ricardo Santos Pinto lembrou as promessas de Pedro Passos Coelho.

O que mais me espanta, no entanto, é o desejo de dar voz a todos os quadrantes, em sentido contrário à tendência que todos temos em juntar-nos às nossas tribos políticas ou outras. É por isso que os esquerdistas que infestam o blogue clamam por vozes de direita, é por isso que os portistas desejam que os benfiquistas escrevam, é por isso que os republicanos querem ler os monárquicos, mesmo que nos digladiemos nas caixas de comentários ou no correio interno.

Tinha mais coisas para escrever, mas já estão aqui a encher-me o copo. À vossa!

Comments

  1. jorge fliscorno says:

    Quanto ao encher do copo, resolve-se já 🙂

  2. A. Pedro says:

    À vossa. “Samos” muitos, mas um brinde especial aos que aí estão.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.