Irlanda: a ordem é ocupar casas!

A Standard & Poors poupou a Irlanda ao corte da notação financeira. Sem se perceber bem o critério utilizado. De facto, depois de um alucinado entusiasmo das autoridades locais e pífias análises de comentadores neo-liberais, com aclamação do sucesso das medidas de austeridade, conclui-se que, afinal, a mossa produzida pelo ‘sistema bancário irlandês’ é muito pesada e a cura está a léguas de produzir os objectivos anunciados. Pelo contrário, os números reflectem a dimensão e efeitos de inverso desfecho:

Descrição

Valores

População – nº de habitantes (2010)

4.476.000

Nº de desempregados (3.º T – 2011)

303.000

Taxa de Desemprego (3.º T – 2011)

14,60%

PIB – taxa de crescimento (3.º T –2011)

– 1,9%

Menos retóricos do que a gentinha lusa, os irlandeses são decididos e eficazes na acção. O movimento ‘Occupy’, de que Liam Mac Bháird, na imagem acima, é um dos líderes, promoveu a ocupação de casas-fantasma, Da notícia, originalmente publicada no “The Guardian” e divulgada pela “Presseurope”, destacamos as seguintes passagens:

Há cerca de 400 mil prédios vazios, na República da Irlanda, e o Instituto Nacional de Análise Regional e Ordenamento Territorial (NIRSA)…

e mais adiante:

As cerca de 600 “propriedades-fantasma” construídas nos anos do Tigre Celta simbolizam agora a recessão irlandesa. O preço do salvamento de bancos que emprestaram rios de dinheiro aos empreiteiros e aos especuladores durante a fase de crescimento da bolha do imobiliário tem sido altíssimo. Os economistas avaliam as perdas dos bancos irlandeses em cerca de 106 mil milhões de euros.

O “Tigre Celta”, que foi exemplo de dinamismo económico’, é agora um País que estiola às mãos do casal Merkozy. Vivemos, de facto, um momento complexo de que, em resultado da falta de seriedade das agências de ‘rating’ às prepotências do diabólico casal germano-francês, se geram felizmente ‘movimentos populares’, da chamada democracia directa, que os políticos do poder teimam em ignorar. Fala-se sem cessar da Grécia, de Portugal, da Espanha e da Itália. E então a Irlanda? Silêncio quase absoluto.

(Fonte da imagem e dos trechos transcritos: PRESSEUROPE).

Comments


  1. Fuck Merkel agus a chara Sarko salach scum !!! :(((


  2. pois 14,6 % implica 2 milhões e tal de trabalhadores

    em 1989 1991 a ocupação e destruição de casas pelos ocupas desempregados no ulster (irlanda mais a north) deram mau resultado até porque no inverno tem-se de queimar os soalhos e os barrotes do tecto para aquecer as casas….mas com tanta casa vazia é ir saltando de casa em casa

    e limpa-se os canos se forem de metal e os fios eléctricos

    e baixam a renda das casas que sofreram ocupação

    em 1991 custavam só 16 libras por semana….e tinham uns três quartos com janelas
    e o fogão eléctrico funcionava só na sala

    e como se pagava taxa pela TV e não havia antena o pessoal travalhava até às 5 da matina…e dormia de dia que tava mais quentinho

    bons tempos…

    e muitas das casas vazias eram de emigrantes na américa e na inglaterra…ou gales…

    quando voltavam esses porcos fascistas tinham uma destas surpresas


  3. mim axa bem amim (idi amin) cortaram-me umas pernadas pra fazer lume…
    vai lá ver se vão ocupar onde nem rede eléctrica há…ou as quintarolas abandonadas e com o telhado a cair….pois


  4. Ceann de na huirlísí is cumhachtaí ag aon deachtóir an faitíos, an t-imeaglú. Tá deireadh linn má thiteann an euro as a chéíle (níl). Tá deireadh linn má thiteann na bainc as a chéile (níl). Smaoineamh eile ag deachtóirí: againne is fearr a fhios. Ní aontaíonn muintir Avaaz leis sin. Ní aontaíonn siad le deachtóireacht Mharcozy ná leis an gcineál eacnamaíocht bhuile atá siad ag moladh bunaithe ar leas na mbanc mór Gearmánach agus Francach agus ar choincheap den mhargadh idéalach nach bhfuil ann ach cur i gcás bréagach.

    Luaigh mé an eagraíocht seo, Avaaz, cheana. Bíonn siad ag eagrú achainnithe ar son agus in éadan nithe difriúla. Seo é an ceann is déanaí acu – i gcoinne deachtóireacht Mharcosy, mar is dóigh liomsa, agus ar son an daonlathais. Seo é an áit ar féidir an achainní a shíneadh – má aontaíonn tú leo.

    uma coisa é estar contra a situação existente

    outra é ser estúpido

  5. Go raibh maith agat says:

    resumindo …pois

  6. Go raibh maith agat says:

    cai li omachas é um radical do funk cio nalismo irlandês….

    de 6000 libras (irlandesas por ano) em 1990 para 45000 euros em 2006 e mesmo agora 40 mil não é mau….já o imbecil do okupas é desempregado profissional

    tal como milhares que tiraram o curso no trinity college….ou em politecus de cork aos queen college’s du nord

    a industria farmacêutica irlandesa continua a contratar bioquímicos e farmaceutas portugueses e até espanhóis a 12 mil e a 18 mil euros por ano
    e as rendas nunca estiveram tão baixas

    é só meter 6 a 8 por casa…desempregados da kultur celta há dúzias de milhares
    alguns vão trabalhar na américa a fazer o que não querem fazer por uns trocos em casa

    desenvolveram gostos caros….

  7. Baile Átha Cliath - An Clóchomhar of houses und mad dogs says:

    nope…cogito ergo okupo good houses only…farmer go bragh

  8. mortalha says:

    e ando eu feliz da vida por tem um spread de 1%…

  9. Ze Totas says:

    E depois veio o gato e comeu.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.