Cavaco, um homem teso…

cavaco fome

…e com fome? Se vai em moda, ainda vemos a classe política a emigrar em força para algum paraíso onde político ganhe em condições. Sei lá, tipo a Madeira. O Coelho é que sabe.

Escalfeta presidencial

Presidente!, ó que rico título da mais excelsa nobreza esquemática. No dia em que o “nada-amigo e correligionário” Vasco Graça Moura foi por acaso subido a pontapé até à Presidência do CCB, eis que temos outro Presidente a dizer das suas, fazendo inveja aos ditos espirituosos que um dia tornaram famosos os também escalfetados Presidentes Américo Tomás, Mário Soares e Jorge Sampaio, este último também Presidente de varias coisas, a última das quais inicia hoje lá bem no berço-Norte, uma série de inventos à guisa de eventos. Mais um quentinho para os pés.

Cavaco Silva disse …“não sei se ouviu bem: 1300 euros por mês.”

Claro que ouvimos, embora não pudéssemos acreditar à primeira.  Achámos piada ao truque linguístico, mas a coisa não ficou por aqui, até porque se o Expresso fez o corta-cola necessário ao colega-chefe de Partido, o Diário de Notícias  não esteve para fretes e disse o resto que mais interessa. O senhor Presidente da 3ª República prescindiu do seu salário de Chefe de Estado – os míseros 6.523,93€ -, optando por empochar os 10.042,00€ mensais provenientes das suas reformas. Uma inacreditável e duvidosamente ética troca por baldroca. Se fosse João Carlos ou Isabel II a fazer uma coisa destas, havia de ser bonito… Um dia destes, ainda o veremos na fila para a “sopa da Almirante Reis”, nascida nos auspiciosos tempos do Sr. Sidónio Pais.

Mil e trezentos Eurecos, coisa para alfinetes e talvez mais uns trocos destinados à electricidade gasta pela escalfeta sita ali para os lados da Infante Santo. Nada que faça inveja ao comum dos trabalhadores portugueses (que vivam na Alemanha ou na Suíça, claro).

Esta gente não regula bem e anda com ganas de “comer peixe-espada”. Sabem do que se trata?

Blogs do ano 2011 -Votações parciais na 1ª eliminatória

Decorre até amanhã à meia noite a votação para a primeira eliminatória do concurso “Blogs do ano 2011”, organizado pelo Aventar. Sem ter havido nomeados, foram a concurso os que se inscreveram ou que foram inscritos por terceiros. Para a segunda eliminatória passarão os 5 primeiros de cada categoria.

Neste momento, os resultados da votação podem ser vistos directamente na página do concurso ou descarregando um  ficheiro com as votações hoje às 21h12m.

Aproveitamos para informar que notámos irregularidades que serão tidas em conta no apuramento.

Tal como referimos na abertura das votações, «que vença o que tiver mais votos, e façam o favor de usar esta página como urna», que é a forma regulamentar de se votar.

Sobre o Dakar:

Os Gloriosos Malucos das Máquinas do Deserto e os equívocos de que fala o Sol, AQUI

Rapaziada pró-controlo da internet leva uma PIPA de SOPA

Levaram sopa e recuaram. Uma pipa de sopa, para ser mais exacto.

Sendo quem são e representando o que representam, é natural que não fiquem por aqui e voltem à carga com maior conhecimento de causa.

A liberdade, assim mesmo, faz-lhes comichão e a internet é um espaço de liberdade difícil de controlar. Ora isto, para quem está habituado a pensar que toda a sociedade se condiciona a bel-prazer, é mais do que podem suportar. Voltarão, isso é certo. Mas acontece, e isso é igualmente certo, que as armas estão do lado de quem faz a rede. Ora, sem superioridade bélica do seu lado esta gente não está habituada a lutar. Para já levaram sopa. Ainda vão levar uma pipa de derrotas até controlarem a net. Alguma vez conseguirão?

Aos deputados da nação facebookiana

Recomendo o uso do site hardly work que permite andar no facebook à vontade parecendo que se está numa folha de cálculo. Foi criado para não ter chatices com o patrão e evitar despedimentos. Infelizmente no vosso caso o patrão, ou seja o povo, é muito tolerante e nunca mais vos despede  (concretamente ao CDS, como parece ser o caso).

Desmistificar mentiras e demagogia de Coelho

O primeiro-ministro é pródigo no uso da mentira e da demagogia. As nomeações políticas  constituem dos capítulos mais obscuros da governação a que preside. O recurso à demagogia é outro inaceitável instrumento de comunicação – e propaganda – do actual governo. Vamos por partes.

Nomeações políticas

Há notícias a divulgar a nomeação de Vasco Graça Moura como novo presidente do CCB, sucedendo ao seu amigo e igualmente nomeado na lógica ‘tachista’ do ‘centrão’, António Mega Ferreira. Trata-se, pois, de mais uma nomeação política, ao que se percebe feita sob proposta do Secretário de Estado da Cultura, o putativo Francisco José Viegas; a somar a outras, como esta aqui denunciada.

Na trôpega encenação de há dias, na iniciativa “Made in Portugal” do DN, Passos Coelho exibiu quadros e números ilusórios. Os nomeados pelo seu governo, com base em critérios de filiação partidária no PSD ou CDS, já constituem um conjunto de várias centenas. E, porém, a coisa não vai ficar por aqui. Espere-se até 31 de Março pelas assembleias-gerais e finais de mandato de gestores públicos e, então, será o tempo de conferir os saldos e reconfirmar que Coelho mente e de que maneira.

A demagogia do discurso perante os cidadãos e a AR

Com o discurso inspirado nos “amanhãs que cantam”, Passos Coelho, diz-se aqui, terá deixado aos parlamentares a mensagem:

2012 pode marcar primeiro excedente comercial em anos

[Read more…]