Reviver o Passado em Campanhaeleitoral*

Quando escrevi este post, sabia que este se lhe seguiria. Seja que cor política for (vejam-se as autarquias), o resultado é sempre o mesmo. Devemos calar-nos por isso? Claro que não! É preciso continuamente denunciar o tachismo partidário.

enxamear a administração pública

“Não vamos para o Governo para enxamear a Administração Pública de quadros do PSD e não vamos meter nos gabinetes dos ministros e dos secretários de Estado um exército de gente que constitua administração paralela àquela que já existe no Estado”, Passos Coelho, citado pelo jornal i

Relembrado o que foi dito, compare-se com a realidade:

*Campanhaeleitoral é o nosso Brideshead

Comments


  1. Pois é, Jorge, e isso nada me espanta!
    Percebem agora, caros todos, porque é que me farto de dizer que a única revolução possível e eficaz é a revolução individual?
    Seja qual for a cor política, pois não se trata de uma questão partidos, os comportamentos são análogos! E portanto, se o comportamento individual (a consciência de cidadania, se quiserem) não mudar, jamais partido algum mudará seja o que for!
    É uma questão de natureza humana: o indivíduo adapta-se rapidamente à situação se a situação lhe for favorável, se lhe estimular o ego, o interesse próprio. E é precisamente isto o que o “poder” faz às pessoas, sejam elas de direita, de esquerda, do centro ou dos extremos!

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.