Reviver o Passado em Campanhaeleitoral*

Quando escrevi este post, sabia que este se lhe seguiria. Seja que cor política for (vejam-se as autarquias), o resultado é sempre o mesmo. Devemos calar-nos por isso? Claro que não! É preciso continuamente denunciar o tachismo partidário.

enxamear a administração pública

“Não vamos para o Governo para enxamear a Administração Pública de quadros do PSD e não vamos meter nos gabinetes dos ministros e dos secretários de Estado um exército de gente que constitua administração paralela àquela que já existe no Estado”, Passos Coelho, citado pelo jornal i

Relembrado o que foi dito, compare-se com a realidade:

*Campanhaeleitoral é o nosso Brideshead

Comments


  1. Pois é, Jorge, e isso nada me espanta!
    Percebem agora, caros todos, porque é que me farto de dizer que a única revolução possível e eficaz é a revolução individual?
    Seja qual for a cor política, pois não se trata de uma questão partidos, os comportamentos são análogos! E portanto, se o comportamento individual (a consciência de cidadania, se quiserem) não mudar, jamais partido algum mudará seja o que for!
    É uma questão de natureza humana: o indivíduo adapta-se rapidamente à situação se a situação lhe for favorável, se lhe estimular o ego, o interesse próprio. E é precisamente isto o que o “poder” faz às pessoas, sejam elas de direita, de esquerda, do centro ou dos extremos!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.