E se te calasses Juan Carlos?

Rei de Espanha pede desculpa.

Comments


  1. Pois, pois! Se, de cada vez que a mão erra e o indíviduo pede desculpa, este, em consciência tivesse realmente compreendido todo o significado, extensão e profundidade do seu erro, aí sim, estaríamos no bom caminho.

    Mas lamentavelmente não é assim que se processam as coisas! É tão fácil pedir desculpa e depois agir como se nada se tivesse passado. Difícil é, porém, compreender e assumir o erro de tal modo que nunca mais seja necessário pedir desculpa. Só que isto é inteligência e aquilo é demagogia e manipulação: é a “desculpa conveniente no momento” que pode assumir todas as formas exigidas noutros momentos e noutras conveniências!

  2. Falâncio says:

    Se um elefante incomoda muita gente… dois elefantes incomodam muito mais


  3. Porque não te calas? Era engraçado o Chavez agora mandar calar o Caçador de Elefantes…ehehe


  4. É isso mesmo! Pior a emenda do que o soneto…

  5. LUCINO DE MOURA PREZA says:

    Temos todos que agradecer ao JJC a prontidão com que nos alertou pelo facto de ter posto a descoberto as lides sanguinárias desse que é intitulado rei de Espanha. Que a embaixada espanhola em Portugal lhe tenha demonstrado a indignação de tão vil acto, partindo, donde partiu: de um membro honorário da WWF.
    Os adjectivos com que o poderiamos batizá-lo por tão bárbaro acto, estão esgotados tal como, a minha paciência e incrédulidade.
    Mas, ainda e para terminar, deixarei aqui alguns conselhos que, filósofos de renome nos deixaram como, a meu ver, grandes ensinamentos.
    Leonardo da Vinci, escreveu: * o verdadeiro, rei dos animais é o homem pois, a sua brutalidade supera a de todos, os animais irracionais*.
    Charles Darwing, deixou-os este ensinamento: * O amor por todas as criaturas vivas, é a mais nobre atitude do homem.
    Arthur Sghopenhaur, sublinhou: * O homem tem feito da terra o maior inferno para os animais.*
    De um anónimo também nos quiz deixar um bonito recado que neste contexto de discussão, dever-se-ia mandar ao rei para lhes darmos os parabéns por bons serviços prestados aos animais: * Quando um homem mata um elefante , chama-se desporto… mas quando o elefante mata um homem, já lhe chama selvajaria.
    O grande filósofo Lucio Séneca transmitiu-nos os seus lógicos pensamentos: * O homem, esse tão hábil ser, recebeu da natureza duas coisas que deveriam fazer parte dele o mais forte dos animais: raciocínio e a sociabilidade*.
    Por último temos mais outro grande filósofo e químico, :Voltaire * è incrivel e vergonhoso que nem doutrinadores nem moralistas devem mais as suas vozes contra os abusos feitos aos animais.*
    Penso que sobre este tema que já foi escrito por muitos e,sempre ouve unanimidade. termino os meus comentários.

  6. Afonso Jorge says:

    N~unca lhe poderemos perdoar.

  7. alexandra says:

    Pensava precisamente no que comenta Isabel G, na percepção e compreensão do erro como chave de bom caminho. Ainda apanhando vergonha íntima ou pública, a pessoa pode vêr-se ressarcida por um regalo para a consciência e limpar-se um bocado da “lixeira” que arrasta. Não é o caso, nem é a primeira vez que o rei (até me custa escrever a palavra) se comunica com palavras enganosas. É preciso ter cá um “dom” de pouca vergonha no andar pela vida….

  8. Tito Lívio Santos Mota says:

    detalhe :
    Ele disse “não foi culpa minha, fui convidado pela Arábia Saudita”.

    Digno de rábula dos Gato Fedorento 🙂

    Sem dúvida alguma.

    O Cavaco tem parceiro para o “Levanta-te e ri”.

  9. Tito Lívio Santos Mota says:

    PS: como cómico de revista, o Duarte joga “em casa”.

Trackbacks


  1. […] José Cardoso, no Aventar, April 18, 2012 at 04:32PM Partilhe:Gostar disto:GostoBe the first to like this […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.