Donos de Portugal: à venda por 4, 99€

“No momento em que a crise expõe as fragilidades do desenvolvimento económico do país, o documentário revela quem foram os principais intervenientes e protagonistas na economia portuguesa durante o último século. Produzido para a RTP2 no âmbito do Instituto de História Contemporânea, o filme é realizado por Jorge Costa (juntamente com Cecília Honório, Luíz Fazenda, Francisco Louça e Fernando Rosas)” (Público, 13/7).  

Repare nisto: “Os nomes das grandes famílias que detêm o poder económico em Portugal são as mesmas de há 100 anos“. Uma delas e no centro do referido grupo, “sempre esteve a família Mello”: os Mello ligaram-se, na primeira metade do século XX, aos Lima Mayer pelo casamento de Jorge de Mello com Luísa Lima Mayer. Um dos filhos desta união, Manuel de Mello, vai casar-se com a filha do industrial Alfredo da Silva integrando assim o grupo CUF no império Mello. Desta união nasce Cristina, futura esposa de António Champalimaud. Os seus filhos iniciam a linhagem Mello-Champalimaud.” Esta é apenas uma dessas famílias que o documentário refere.

Ligações desinteressadas… Tudo por amor! 

Podemos falar em «dinastias» e «impérios» depois do fim «oficial» das Monarquias e Impérios… Outros reis e rainhas, outros imperadores e imperatrizes, o mesmo povo.

DVD Donos de Portugal está à venda a partir de segunda-feira juntamente com o jornal Público, por mais 4, 99€.

 

Comments


  1. O título está excelente: realmente os donos de Portugal vendem-se por qualquer coisa, nem que seja 4,99€…

  2. Pedro Marques says:

    Maria tem escrito Monaquias falta o r.

  3. Sonia Gomes says:

    Interessante sem dúvida. Mas há que não esquecer os impérios que se fizeram a pulso, como o Amorim e Sonae, ou a Salvador Caetano. Feitos de “sangue, suor e lágrimas” e que nem por isso, a meu ver, são menos que os citados. Outras linhagens é certo, mas com acesso à mesma “corte”!

  4. maria celeste ramos says:

    Eu vi na TV um grande programa Os DONOS de PORTUGAL – vi duas vezes – sim, mas eu sempre fui dona de mim mesmo com condicionantes e não abdico por nehum preço

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.