Que se jodan

Andrea Fabra, deputada do PP e filha de um político corrupto, mandou foder os desempregados em pleno parlamento. Agora diz que a sugestão sexual se dirigia aos deputados do PSOE, o que não passa de um detalhe.

Eu gosto da direita espanhola, muito menos disfarçada que a nossa com as mãos muito mais sujas de sangue, menos discreta, canalhamente assumida.

Mas que isto vai acabar mal, vai. A História nunca se repete, excepto enquanto figura de estilo, mas reproduz-se com imensa facilidade.

Comments

  1. Frederico Mendes Paula says:

    Os espanhóis são mesmo a sério. Até os políticos dizem o que pensam. Esta “senhora” tirou as palavras da boca a muitos deputados portugueses.
    Já agora o e-mail da (di)puta(da) circula na net para quem lhe quiser dizer de sua justiça:
    andrea.fabra@diputada.congreso.es

  2. Nascimento says:

    Pois é, uma Puta é sempre uma Puta….

  3. maria celeste ramos says:

    Mas mais interessante ainda foi a reportagem da SIC de há dia sobre como se recrutam deputadas belas ?? tipo amigas de Berlusconi – é impressionante – lindo de ver aquela colecção de Chicholinas que 1ª vão trabalhar para as TV como “dança de varão” e logo aceites para o Parlamento – alguns entrvistados italianos gostam muito incluindo as suas mamãs – mas que big brother à italiana

Trackbacks


  1. […] E os bancos querem, afinal, o quê? Os bancos, como sempre, estão apenas preocupados com a sua auto preservação. Querem pois, que tudo continue na mesma, desregulado, sem separação entre as áreas comerciais e de investimento e claro, querem continuar a ser grandes de mais para falhar. Os cidadãos europeus que paguem a factura com o abaixamento da qualidade de vida, ou por outras palavras, que se fodam! […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.