Exportar os anéis, a seguir vão os dedos

Desmontagem do mito do aumento da exportações: miséria e destruição da produção portuguesa.

Comments

  1. Como se assassina um país e eu que acabo de ver (e vos escrever) sobre os duros anos do CAMPO e de quem “sobra” e ainda canta
    Este neo-nazismo assustador que só pode ser sentido port quem o viveu e não pelas bocad dos betinhos que se calhar são filhos de exploradores – Vê-se pela linguagem que usam e nem português escrevem
    O namoro encetado através do cantar e olhar trocados

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.