Mais barata é a tua tia

Anda por aí um conjunto de ignorantes, quase sempre paineleiros com opinião sobre tudo, o que é sinónimo de ignorância sobre todas essas coisas.

Seguindo as indicações do Primeiro Ministro, Passos Coelho lembrou-se de falar em refundação e anda por aí meio mundo a discutir o vocábulo utilizado. Sim, o outro meio está a ver quem tem mais pontos, o Sporting A ou o Sporting B.

Sobre a Educação apareceu por aí uma coisa, a que alguns chamaram estudo, que vinha, segundo eles, mostrar que o Ensino Privado ficava mais barato que o ensino público. Sendo mentira essa conclusão – pelo menos não é isso que se pode concluir do Relatório do Tribunal de Contas, importa apresentar apenas alguns números, disponíveis para consulta no site do MEC.

E avanço apenas com 2:

– no relatório da região Norte, na página 166 podemos consultar os números sobre os docentes que trabalharam em Vila Nova de Gaia entre 2004/05 e 2010/2011. Reparem na linha que se refere ao Ensino Especial, na linha que se refere ao Ensino Privado. Quantos professores tem?

– as Escolas Públicas, em Vila Nova de Gaia, recebem alunos de áreas muito delicadas, nomeadamente de bairros sociais, de comunidade étnicas, etc. Naturalmente os colégios privados do concelho não têm que receber esses alunos. A pergunta que fica é: são precisos mais professores para trabalhar com os alunos mais complicados ou com aqueles a quem até uma vassoura era capaz de ensinar a tabuada?

A relação alunos / professor no Pré-Escolar de Gaia é, comparando Público / privado, 15,9 / 17,4; no 1º ciclo a relação é 16,7 / 18,6 e no 2º ciclo 8,2 / 15,7. Facilmente se percebe que nas escolas públicas há necessariamente mais (e é assim que se responde às dificuldades da Escola Pública) professores a trabalhar do que nas Escolas Privadas.

Será que os papagaios de serviço estariam disponíveis para fazer uma coisa diferente?

Troca por troca.

As Escolas Públicas mandam x alunos para o Privado e estes, em troca, remetem os mesmos x alunos para as Escolas Públicas.

Justo? Ou demagógico?

Comments

  1. Carlos R. says:

    Como enc. de educação considero que as escolas com contrato de associação são a melhor opção para os nossos filhos. Para além de oferecerem um serviço público, são mais baratas que as estatais (gratuitas), existe um maior sucesso escolar, disciplina e qualidade de ensino. Não quero que o meu filho pertença a um mega-agrupamento.

Deixar uma resposta