Projectar Matosinhos mas pouco

candidatura_parada_matosinhos

© antonioparada.com | O que pensará Carrilho sobre os planos de António Parada para a Cultura?

Quem é António Parada (na foto ao lado de Manuel Maria Carrilho)? Um jota S matosinhense, nascido entre os pescadores, ali à beira do mar, o que só lhe fica bem (a proximidade com o mar e as suas gentes, quero dizer). Frase-lema para as Autárquicas 2013: Proje[c]tar Matosinhos. Projectar lá para fora. Turismo portanto. Mas também equipamento para o Desporto. Para tirar as crianças da rua, disse. As mesmas que mandaria para o mercado de trabalho em caso de falta de aproveitamento na escola, decerto.

Quanto à Cultura, um projecto central parece animá-lo: abrir o Cine-teatro Constantino Nery às colectividades da região, as quais, defende, também deviam ter direito a pisar aquele palco por onde só andam “as elites”, como lhes chama. Ou seja, destruir um dos melhores projectos culturais do Norte para lá fazer cultura popular, que é o que faz mais falta ao povo, como toda a gente sabe, e nem tanto um programa sustentado de criação de públicos para a Arte – que colectividades haverá sempre, haja ou não teatros de arte e museus ali ao lado.

“Os erros dos políticos muitas vezes têm consequências dramáticas na vida dos cidadãos”, afirmou há dias. Outras vezes, têm consequências na vida dos próprios políticos, o que ainda assim é bastante menos grave.

Fico a pensar que o PS anda realmente em baixo e que fariam melhor os socialistas se começassem a preparar os seus dirigentes locais no sentido de um combate político que fosse de facto alternativo ao do PSD.  E que fosse de Esquerda, já agora (isso é que era!) E já que estamos no domínio do sonho: que fosse capaz de compreender o verdadeiro alcance de um programa sério para a Cultura numa região subdesenvolvida. Mas lá está: quem tem o entendimento que tem António Parada da Educação não pode entender isto.

Um auto-retrato de António Parada, com programa eleitoral completo para Matosinhos, aqui.

Comments


  1. SÓ QUEM ANDA DISTRAÍDO, E NÃO ESTÁ POR DENTRO DO QUE SE ANDA A COZINHAR PELOS MEANDROS DA POLITIQUICE SUJA EM MATOSINHOS, É QUE PODE ABRIR A BOCA DE ESPANTO. NUNCA A MINHA CIDADE ESTEVE NESTE ESTADO. E PELA AMOSTRA ATÉ DÁ VONTADE DE SORRIR. VAI FICAR MELHOR? VAI VOLTAR O POPULISMO BACOCO DE OUTROS QUE JÁ OCUPARAM E AINDA OCUPAM CARGOS AUTARQUICOS.


  2. DEIXO CLARO QUE NÃO TENHO PARTIDO NEM REFERENCIA POR ALGUM CANDIDATO. TENHO É VERGONHA NA CARA.


  3. COMO PROPOSTA DO PRÓXIMO PRESIDENTE, TEMOS PINTAR AS PASSEIRAS E TRAZER OS TURISTAS A VER A PISCINA EM LEÇA.. MELHOR DO QUE ISTO, NUNCA TINHA OUVIDO..


  4. Um vigilante de uma escola da Cruz de Pau (Matosinhos) morreu quando tentava acalmar um estudante, de 15 anos, que iniciara uma zaragata na aula de ginástica. O funcionário sofreu um ataque cardíaco.

    http://www.jn.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Porto&Concelho=Matosinhos&Option=Interior&content_id=3025880&page=1

Trackbacks


  1. […] do PS, lamentavelmente corroborada por pessoas inteligentes e que já deviam ter juízo, como Manuel Maria Carrilho, que não se importou de se sentar ao lado de um candidato sem qualidades… para enfrentar quem já tinha caminho feito naquela câmara municipal – Guilherme Pinto, que […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.