25 de abril em Gaia: é urgente parar esta gente

A cada dia que passa fico mais convencido da sorte que temos em alguém se ter lembrado da limitação de mandatos

menezes

porque, pelo menos de forma egoísta, estamos livres de um problema. E a coisa está a atingir um nível completamente insuportável.

Então agora um quer, o outro não quer. Um diz que sim e o outro, não senhor, não vamos por aí?

E, as sondagens, tal como os pareceres são dos amigos?

Felizmente há no Aventar quem pense diferente de mim – é um sinal da nossa qualidade – mas eu já não tenho paciência para este tipo de política, que ignora as pessoas, que vive do folclore e do faz de conta.

Estou a exagerar?

Quem se lembra da promessa do Menezes, no programa do Mário Crespo, sobre a vacinação?

Pois, ao que parece e tal, não será bem assim e que afinal em Gaia as vacinas grátis devem chegar no mesmo comboio dos empregos.

Por falar em emprego, em Gaia há 32 629 pessoas que não sabem o que isso é. É, em março, “apenas” o número mais elevado no país – não há nenhum concelho com mais desempregados que Gaia. E ninguém é verdadeiramente livre sem emprego! Quando não há pão para colocar na mesa, o 25 de abril está por cumprir.

Sim, temos uma marginal arranjada, mas não temos empregos. É, como costuma dizer o povo, uma questão de prioridades – para esta gentinha, a comunicação social e o folclore são as prioridades.

Eu, por mim, preferia ter uma marginal menos arrumadinha e menos estádios, menos dinheiro para propaganda, para ter mais empresas, mais indústrias e melhores condições de vida. Prioridades…

Comments

  1. MAGRIÇO says:

    “Pode-se enganar a todos por algum tempo; Pode-se enganar alguns por todo o tempo; Mas não se pode enganar a todos todo o tempo…”
    ―Abraham Lincoln

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.