Mais más notícias…

pantano

Já não bastava existirem engolidores de sapos, agora ainda mais esta.

Comments


  1. o maior pântano é ele que nos esta afogadores todo o povo,só aos mais desfavoraveis,porque a familia e aos amigos,esses estão salvos

  2. Dora says:

    coitadinho do palavrossaurius frog….


  3. Ele é o próprio pântano! E, pior… de areias movediças!
    Por muito que custe, temos que dar razão à Sra Ferreira Leite… nem ela o quis nas listas de Vila Real!

  4. nightwishpt says:

    Pântano não há, só roubo à descarada.

  5. Luís says:

    E isto não é nada!
    Ainda faltam aplicar as verdadeiras medidas duras, que vão agitar profundamente o pântano, e que estão no acordo troikiano!
    Ainda (não) vou ver o farsola quando este, (decidido e dando um corajoso) murro na mesa, anunciar um imposto de 60% sobre os lucros das PPP, um imposto de igual monta sobre os lucros da EDP e outro igual sobre as telecomunicações que são das mais caras da europa!
    Tudo isto, (não) diz ele, para defender a economia e o crescimento reduzindo os custos de contexto – que já baixou no trabalho!
    Mas a surpresa de muitos será quando o farsola, com aquele ar levemente débil mental, (não) anunciar com outro tremendo murro na mesa, que vai acabar com o pântano criado em torno da banca e vai obrigá-los a pagar IMI sobre as habitações que os portugueses lhes entregaram por não terem dinheiro para a renda!
    O que eu me vou rir quando o farsola (não) aplicar os à banca juros sobre os 7.000. milhões de euros imobilizados à ordem dos banqueiros e que até agora estão a ser pagos, também, pelos pensionistas e reformados.
    E quando fundir as câmaras? E quando acabar com as empresas municipais? E quando acabar com algumas fundações e institutos?
    Aí, então, o pântano vai secar de vez, pois com este débil mental não há pântano que resista.

  6. reformado says:

    ATENÇÃO REFORMADOS
    – Mensagem encaminhada ———-
    De: Artur Alves Pereira

    Para os que não estão satisfeitos…
    Pontos de vista!

    Espera aí! Por cada voto depositado nas urnas os partidos recebem 14,40€ ???? . .

    REFORMA

    Greve ao voto até 2018, no mínimo, para os reformados e pensionistas!!!
    A crer num e-mail que me enviaram, há uma forma de apoquentar esta gente. Basta seguir (em massa) o conselho proposto em Manifesto, assinado por Álvaro Pereira, (pai de Ricardo Araújo Pereira), onde consta: (chamo a atenção pelo menos para os § 4; 5;6 e 7):
    “Manifesto assinado por Álvaro Pereira (pai do Ricardo Araújo Pereira).
    Não sou Funcionário Público, mas o Estado trata-me como se eu o fosse, enquanto REFORMADO.
    Dizem que os Reformados não têm poder de contestação, que de nada lhes serve tomar uma atitude contestatária (uma GREVE deles é inconsequente por não afectar nada nem ninguém).
    Eu não estou de acordo! E como tal, decidi tomar uma posição que traduzo no seguinte MANIFESTO:
    Considerando:
    1. Que me foram retirados o 13º e 14º mês até 2018;
    2. Que me reduziram a Reforma para a qual fiz descontos milionários durante uma vida de trabalho;
    3. Que me foram aumentados os descontos para o IRS, o IMI, no Consumo de Electricidade, da Água e do Gás, para a “Compensação aos Operadores” respectivos (EDP, Tejo Energia e Turbo Gás), nos Combustíveis, para o Investimento das Energias Renováveis, para os custos da Autoridade da Concorrência e da ERSE, na Alimentação, na taxa de Esgotos, para a Utilização do Subsolo, para a Rádio, para a Televisão, para a TNT, para a Harmonização Tarifária dos Açores e Madeira, Rendas de Passagem pelas Autarquias e Munícipes, para o auxílio social aos calões que recebem indevida e impunemente o RSI (Rendimento para a Inserção Social), para pagamento dos cartões de crédito de políticos, para as portagens nas SCUTS e aumento nas auto-estradas, para a recuperação de BPNs, para que os Dias Loureiros, os Duartes Limas, os Isaltinos de Morais e quejandos depositem as minhas economias em nome deles em offshores, para as novas taxas de Apoio Social, para as remodeladas Taxas de Urgência nos Hospitais Civis, para as asneiras provocadas pelas ideias megalómanas de políticos incompetentes que criaram auto-estradas sem trânsito, para as Contrapartidas e Compensações a Concessionários de diferentes estruturas, para pagamento das dívidas às Parcerias Público-Privadas durante 50 anos ou mais, etc., etc., etc., tudo recheado com 23% de IVA (por enquanto);
    4. Que, cada voto que um cidadão deposita na urna eleitoral, para além de pôr no poleiro os espertalhões que os (se) governam, representa um óbolo igual a 1/135 do salário mínimo nacional (actualmente em €485,00) a reverter para os seus cofres (1 voto = €3,60), a que acrescem as subvenções às campanhas e verbas para os grupos parlamentares. (Lei do Financiamento dos Partidos Políticos e das Campanhas Eleitorais: Lei n.º 19/2003, de 20 de Junho, com as alterações introduzidas pelo Decreto-lei n.º 287/2003, de 12 de Novembro (Declaração de Rectificação n.º 4/2004, de 9 de Janeiro), Lei n.º 64‐A/2008, de 31 de Dezembro1 e Lei n.º 55/2010, de 24 de Dezembro).
    5. Que esse valor é atribuído pelos quatro anos de legislatura, o que significa entregar aos partidos votados o quadruplo dessa importância (€14,40), atingindo uma despesa superior a 70 milhões de euros;
    Fonte: ttp://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1231653&page=-1
    6. Que, no caso dos votos em branco ou nulos, essa valia é distribuída por todos os partidos concorrentes às eleições;
    7. E que, se eu me abstiver de votar, não há montante a ser distribuído pelos partidos concorrentes às eleições,

    Eu, ARTUR ÁLVARO NEVES DE ALMEIDA PEREIRA, cidadão de pleno direito, com o BI e o NIF , com todos os impostos pagos e ainda credor do Estado por taxação indevida e não devolvida em sede de IRS, embora prescindindo de uma liberdade coarctada durante quase 40 anos e restituída em 25 de Abril de 1974, decido que, dependendo do cenário político-económico, meu e do meu país, entrarei em GREVE DE ELEITORADO, e SUSPENDO O MEU DIREITO DE VOTO ATÉ 2018!”


  7. Não é um pântano não senhor, é um esgoto a céu aberto!!!!!!!!!

  8. celesteramos.36@gmail.com, says:

    E ontem na AR uma amiga que foi para a varando do público e levava Tshirt a refilar só pelo escrito na sua roupa, a polícia tirou-lha aos sacões e por acaso até vi pois tenho sempre a TV aberta para os noticiários – Enviei-lhe mail e respondeu que foi pior do que vi (claro que de casa não vejo tudo) – acabaram a cantar Grândola como ouvi e por cima do pedido de saída da presidente da AR que ninguém quiz ouvir e respondeu cantando Onde vamos – por mim que se continua até que se veja o que interessa – todos na Rua (para não ser muito radical) – batem nas pessoas na Casa da Democracia ??

  9. celesteramos.36@gmail.com, says:

    Não é pântano não senhor – é esgoto a céu aberto e fede

  10. celesteramos.36@gmail.com, says:

    E quem ouviu o Primeiro a dizer quem vai ser poupado a cores e a lista dos que não vão ser “cortados” – ouvi duas vezes – mas os noticiários nada dizem nem vi hoje em jornal – além de mais 30 mil FP na rua (esqueci nº de professores) – e eu que já não tenho 2 subsídios e IRS subiu + IMI + IVA em tudo o que compro para as necessidades diárias – “parece” que me irão mimar ainda mais – e gostava de saber a lista dos que ficarão incólumes entre eles o Trib Constitucional


  11. Isto não é um pântano , é um patanal que fede a céu aberto ,
    que até cria náuseas de arracar narizes , mas devia ser o
    deles .

    • reformado says:

      Parcerias Publico-Privadas

      A primeira danosa P.P.P. foi com a “chico-esperta” Lusoponte ,
      e surgiu com o controverso P.M. Anibal Cavaco Silva – seja a construção da Ponte Vasco da Gama – tendo Ferreira do Amaral
      como Ministro da tutela . Foi então celebrado um leonino contrato com a Lusoponte com clausulas manifestamente prejudiciais para o Estado . Um verdadeiro escandalo .
      O investimento foi feito com a garantia do Estado !
      A comparticipação privada não ultrapassou os 25% !…
      À Lusoponte foram-lhe consignadas as receitas da Ponte Vasco da Gama e ainda da Ponte 25 de Abril , até total reembolso do investimento , o que não veio a acontecer , e as portagens continuam com o investimento já portajado . E a par de chorudas indemnizações compensatórias , tais como quando os juros aumentam , mas não há retorno quando os juros descem!…
      E tão vergonhoso que até atribuiram à Lusoponte o monopólio da construção de todas as pontes sobre o rio Tejo !…
      O controverso Anibal Cavaco Silva foi e é o Governante que teve mais colaboradores a contas com a Justiça !…
      Vox Populi : “Diz-me com quem andas , dir-te-ei quem és” ;
      “À mulher de Cesar não basta ser séria , tem que parece-lo” .
      Nacionalizem a Lusoponte. Acabem com esta e as outras P.P.P.
      E deixem de roubar os REFORMADOS …
      post scriptum
      E o escandalo culminou com a nomeação de Ferreira do Amaral como Presidente do Conselho de Administração da Lusoponte .
      Mais uma impunidade entre tantas outras e com a censurável cumplicidade de Cavaco Silva .
      Non omne quod licet honestum est

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.