Uma lágrima furtiva

De alegria ou de tristeza, quem sabe. Tristezas não pagam dívidas, seja então de alegria, que até é o caso desta remasterização com um registo de 1904 (voz) e outro de 2002 (orquestra). Se bem que continuo a gostar mais do piano e voz, em vez  da exuberância sinfónica.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.